sexta-feira, 12 de abril de 2024 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Mudar faz bem

Postado em 2 de abril de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

Recentes movimentos levam a crer que o vereador José Roberto “Betinho” Giacomossi, de Tijucas, está de malas prontas para deixar o PSD. O primeiro parlamentar eleito pela legenda na história do município estaria, segundo fontes próximas, decidido a pedir a desfiliação.

Os motivos específicos ainda permanecem no campo da especulação. Um deles, porém, seria o desgaste da relação com o partido. Afinal, Giacomossi concorreu três vezes consecutivas (2012, 2016 e 2020) usando o 55 nos santinhos.

O ex-superintendente da Fundação Municipal de Esportes estaria, inclusive, repensando a candidatura. Fatores de cunho pessoal seriam empecilhos, mas que ainda dependem de avaliações profundas.

RÁPIDO E RASTEIRO

O Blog apurou que grupos políticos da Capital do Vale, cientes da possível – ora provável – saída, já teriam iniciado as tratativas com Giacomossi. O principal interessado é o PL e as primeiras investidas teriam partido do colega de parlamento e pré-candidato liberalista à prefeitura Fernando Fagundes.

Fumaça sem fogo

Postado em 1 de abril de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

Os mais atentos ao cotidiano político de Tijucas estranharam a presença e o tratamento dado ao vereador Maurício Poli (UNIÃO), no último sábado (30), durante a festa de celebração do pentacampeonato do bairro Praça, nas Olimpíadas Tijuquenses de 2024.

A comemoração foi organizada por lideranças da comunidade, entre elas, o também vereador Esaú Bayer (PL). Poli foi convidado a discursar aos presentes. Estranhou-se, porém, que Bayer, Poli e Fernando Fagundes (PL) eram os únicos personagens públicos no encontro.

Não demorou muito para que as mentes mais criativas passassem a especular que havia ali um claro sinal de aproximação entre os grupos. Há quem, inclusive, garantisse que União Brasil, de Poli, e PL, de Fagundes e Bayer, estariam juntos no pleito de 2024.

ENTRANTO…

O Blog apurou que o ex-presidente do Poder Legislativo municipal colaborou financeiramente com a confraternização e, por isso, foi convidado e fez questão de parabenizar os atletas do bairro pelo título conquistado semanas atrás. O que descarta qualquer narrativa política.

Houve, de fato, no passado, uma aproximação de Poli com o grupo dos colegas de parlamento. Entretanto, as conversas ocorreram com o empresário Thiago Peixoto dos Anjos (PL) – que rivaliza internamente com Fagundes, pelo direito de disputar a prefeitura pelo partido. As tratativas, aliás, segundo as inesgotáveis fontes do Blog, esfriaram e há, hoje, certo distanciamento.

Futuro indefinido

Postado em 25 de março de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Luan Lucas

Longe das urnas desde 2012, mas peça decisiva nas eleições municipais de 2016 e 2020, o presidente do Samae (Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto), de Tijucas, Luiz Rogério da Silva, ainda não definiu os seus próximos passos e, sobretudo, qual será a sua participação no pleito de outubro.

Embora ainda existam dúvidas, o ex-vice-prefeito tem pouco tempo para analisá-las e tomar uma decisão. Isso porque, caso pretenda concorrer ao Legislativo, terá que deixar a presidência da autarquia municipal até o próximo dia 6. Ou, se concorrer no pleito majoritário, a desincompatibilização deve ser assinada até junho.

“Mas precisa fazer uma avaliação e passar pelo teste da urna. É uma coisa que ainda não está descartada. Tenho alguns dias ainda pra avançar. Tenho, ainda, que me desincompatibilizar, mas, ainda tenho uma decisão a ser tomada. Pode, também, mudar o caminho. Isso ainda está indefinido”, revelou Rogerinho, em entrevista ao programa LINHA DE FRENTE, quinta-feira passada.

OPERAÇÃO ICEBERG

O desenrolar das investigações da Operação Iceberg que, segundo se especula, pode ter novos episódios, não assusta o presidente do Samae tijuquense que, à época, presidiu a Câmara de Vereadores. Entretanto, reafirma que as irregularidades citadas na denúncia, se de fato ocorreram, não foram no período em que chefiou o Legislativo municipal.

“Fez-se um circo. Mas, se houveram irregularidades, se isso for provado, não acredito que ocorreram no período em que estava à frente do Legislativo. E, no único curso que fui, em 2014, estava lá presente. Acredito na Justiça e que será feito um julgamento imparcial. Tenho certeza da minha inocência, do que fiz… acredito plenamente em todos os colegas e que não houveram irregularidades no momento em que fui presidente. Espero que isso se conclua o mais rápido possível, pois afeta a vida política, das famílias… Ainda resta a esperança de que dias melhores virão”, contou.

Jogo triplo

Postado em 11 de março de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Redes Sociais

Uma reunião a portas fechadas entre o prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD), o ex-prefeito Uilson Sgrott e o filho, vereador Maickon Campos Sgrott (PP), sexta pela manhã, na prefeitura, intrigou o clero governista e apoiadores da gestão.

Sempre se especulou que Mariano Rocha fizesse o jogo duplo, garantindo preferência ao vice-prefeito Sérgio “Coisa Querida” Cardoso (PSD) e ao vereador Rudnei de Amorim (PSD) na mesma toada nas conversas individuais com ambos, mas agora se presume que o mandatário tijuquense tenha um plano C – ou formado uma tripleta de ilusões.

Não se tem certeza, entretanto, que o assunto tenha sido a sucessão municipal e a denotada indicação do futuro candidato cola-branca nestas eleições. Sabe-se apenas que Campos Sgrott tenha respondido a um curioso, na saída do gabinete, quando perguntado se teria voltado ao jogo, que “nunca esteve fora”. Pois então!

Chapa pronta?

Postado em 15 de fevereiro de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

Engana-se quem pensa que o ex-prefeito Gian Francesco Voltolini (PP), de Nova Trento, esteja alheio aos bastidores políticos da Terra de Santa Paulina. Muito pelo contrário, aliás. O líder dos progressistas neotrentinos vem se movimentando no bloco oposicionista e participando das reuniões do grupo.

Tanto que, nos últimos dias, uma fotografia do ex-mandatário, abraçado ao pré-candidato a prefeito Maxiliano de Oliveira (PL) circulou nos grupos de conversas da cidade, dando margem para que os mais entusiasmados garantissem que no retrato estaria a chapa para o pleito de outubro.

Consultado pelo Blog, Voltolini não confirmou, mas também não negou o movimento. Limitou-se, inclusive, a declarar que existem algumas conversas em andamento, mas que a decisão deve ficar para o futuro. “Vamos ver lá na frente”, disse.

O entrave, segundo se especula, seria um impedimento judicial, causado por um processo que o ex-mandatário responde. Entretanto, o progressista garante que não há qualquer empecilho. “Somente a esposa”, brinca.

Cláudio do PDT

Postado em 9 de fevereiro de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Luan Lucas

O vereador mais votado do último pleito e novo presidente do PDT em Tijucas, Cláudio Eduardo de Souza, assumiu, em entrevista ao programa LINHA DE FRENTE, ontem, a pré-candidatura a prefeito nestas eleições. A predisposição, entretanto, foi provocada a partir da saída do candidato lançado pela legenda em 2020, Thiago Peixoto dos Anjos, que migrou para o PL.

Souza explicou que, antes da desfiliação do empresário, aparecia apenas como uma possibilidade – depois de ser lembrado em uma pesquisa espontânea. Entretanto, com a ida de Peixoto dos Anjos ao PL, sua pré-candidatura ganhou força.

“Hoje sou pré-candidato a prefeito pelo PDT. [Foi decidido] Com a saída do Thiago. Meu nome aparecia nas pesquisas. Algumas nem colocavam o nome, mas aparecia na espontânea. Por conta disso, as lideranças dos grupos de oposição começaram: ‘vem conversar também’. Até então, era isso”, disse.

Embora esteja disposto a concorrer na majoritária, o jornalista garante que pretende seguir o seu “propósito”, guiado pela fé que sempre o acompanhou. “Se eu precisar ser candidato a vereador novamente, eu vou entender e não vou ter uma frustração. Mas, hoje, eu estou pré-candidato a prefeito pelo PDT. Se precisar que eu recue, por alguma situação, eu vou recuar. Mas, se eu tiver a possibilidade e, com a fé que eu tenho, o homem [Deus] disser ‘és tu que vais fazer a diferença na vida do povo, Ele vai abrir essa porta e em 2025 eu vou estar lá”, completou.

CONJUNTURA

Existe, atualmente, uma clara aproximação dos pedetistas com o MDB local. O nome do parlamentar, inclusive, foi especulado como um possível reforço para a legenda que mais vezes administrou a cidade e que tentará, em outubro, retornar à prefeitura. Entretanto, Souza explica que a boa relação se justifica por terem as mesmas intenções.

“Com base no que o MDB acredita, hoje, em relação ao atual governo, à estrutura administrativa… tanto o PDT se vê no projeto do MDB, como o MDB é bem-vindo ao projeto do PDT. Nós temos conversado bastante. Outras lideranças do PDT têm conversado com pessoas do MDB, para que possamos reforçar esse projeto, para apresentar essa alternativa pra Tijucas, para os eleitores e para aqueles que não querem a continuação do que está hoje na prefeitura”, explicou.

Retorno previsto

Postado em 13 de fevereiro de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Gilmar Castro

As eleições de 2024 entraram definitivamente na pauta dos municípios. No sublime Porto Belo, a propósito, que já tem o prefeito Joel Orlando Lucinda (MDB) disposto à reeleição, opções para o próximo pleito, diferentemente da última concorrência, não deverão faltar.

Há correntes, inclusive, que planejam o retorno do ex-prefeito Albert Stadler (PTB), o Curru, à cena eleitoral da Capital Catarinense dos Transatlânticos. E ele, por sua vez, tem visto a oportunidade com bons olhos. Tanto que, de tempos para cá, vem participando ativamente da vida social portobelense e confirmando, sempre que perguntado, a especulada pretensão.

Desde que deixou a prefeitura, em 2015, Curru tem atuado apenas nos bastidores. Elegeu e reelegeu a ex-mulher, Silvana Nunes Stadler (PL), como vereadora e apoiou as duas campanhas de Emerson Stein (MDB) ao Executivo municipal.

Confiança

Postado em 6 de dezembro de 2022
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Embora o governador eleito Jorginho Mello (PL) tenha anunciado os 11 primeiros nomes do colegiado estadual e nenhum deles contemple o propalado acordo com o MDB, o ex-prefeito de Porto Belo e candidato a deputado estadual nestas eleições Emerson Stein (MDB) segue confiante que vá iniciar 2023 na Assembleia Legislativa.

Nos bastidores, especula-se que pelo menos um dos deputados estaduais eleitos no MDB seja convidado ao primeiro escalão do governo e que Stein, suplente imediato do partido, assuma a vaga no parlamento catarinense. Os rumores mais fortes apontam para o ex-prefeito de Jaraguá do Sul, Antídio Lunelli (MDB), cotado para a Infraestrutura estadual.

Ideia fixa

Postado em 29 de novembro de 2022
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD), de Tijucas, não desiste da ideia de lançar a primeira-dama Izineide Palochi na disputa majoritária de 2024. Na semana passada, em reunião com um vereador postulante à sucessão municipal, ele teria deixado muito claro que pretende fazer o possível para cumprir esse plano — embora juristas aliados do grupo governista se dividam sobre a questionada legalidade da candidatura.

No mesmo encontro, Mariano Rocha teria revelado que se, de fato, houver algum impedimento, a vez, por gratidão e integridade, seria do vice-prefeito Sérgio “Coisa Querida” Cardoso (PSD).

Na fila interna, além do adjunto, aparecem com mais força o presidente do Legislativo municipal, Maickon Campos Sgrott (PP), o vereador Rudnei de Amorim (PSD) e, ainda que menos especulada, a secretária de Cultura, Paula Regina da Silva.

Nem um passo

Postado em 24 de outubro de 2022
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Candidato a prefeito de São João Batista em 2020, o ex-vereador Heriberto Eurides de Souza (PSC) contrapõe a nota “Ultrapassagem pela direita“, de semana passada no Blog, e garante que não deu nem “um passo a procura do PL”. Ele disse, ainda, que faria uma live nas redes sociais para confutar qualquer especulação que pudesse haver sobre o tema.

O interesse inicial pelo partido do senador Jorginho Mello na Capital Catarinense do Calçado foi manifestado pelo vereador Gustavo Grimm (CIDADANIA), que tem relação estreita com Betinho e, talvez por essa proximidade, tenha-se confabulado o convênio entre eles.

Depois de tentar uma reunião com a cúpula estadual da legenda, Grimm se arrependeu e pediu desculpas ao presidente do PL no município, empresário Estevan Nascimento. “Estou aprendendo todo dia na política. Neste meio existe muito orgulho, mas reconheço que errei”, escreveu o parlamentar em mensagem endereçada ao comando local da sigla.