domingo, 3 de março de 2024 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Elegância

Postado em 15 de fevereiro de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Bruno Collaço | Agência AL

A rivalidade histórica entre os grupos dos deputados estaduais Altair Silva (PP) e Daniel Netto Cândido (PODE), em São João Batista, ficou de lado, durante a cerimônia de posse do ex-mandatário batistense, nesta semana, na Assembleia Legislativa.

Silva foi um dos parlamentares que usou a tribuna para desejar boas-vindas ao novo colega. “Parabenizar pelo seu discurso. Agora, o Vale do Rio Tijucas tem dois deputados estaduais, já que eu tive o privilégio de nascer em Major Gercino e de ser criado em São João Batista”, disse o progressista.

“A política é uma missão, um trabalho, um desafio. Que bom que tem pessoas que tem paixão pela política. Que sua estadia aqui seja muito produtiva e estamos aqui para te ajudar. É uma alegria tê-lo aqui no parlamento”, completou o majorense.

Ao Blog, Cândido revelou que sempre nutriu uma boa relação com o parlamentar. “O Altair sempre foi um queridão. É um político exemplar. Tem uma capacidade de aglutinar e unir imensa. Nunca fomos adversários, sempre debatemos e buscamos aparar as arestas. Ele foi muito respeitoso comigo em São João Batista. Em nenhum momento me expôs ou constrangeu. Ele é um político com P maiúsculo”, afirmou.

 

Cláudio do PDT

Postado em 9 de fevereiro de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Luan Lucas

O vereador mais votado do último pleito e novo presidente do PDT em Tijucas, Cláudio Eduardo de Souza, assumiu, em entrevista ao programa LINHA DE FRENTE, ontem, a pré-candidatura a prefeito nestas eleições. A predisposição, entretanto, foi provocada a partir da saída do candidato lançado pela legenda em 2020, Thiago Peixoto dos Anjos, que migrou para o PL.

Souza explicou que, antes da desfiliação do empresário, aparecia apenas como uma possibilidade – depois de ser lembrado em uma pesquisa espontânea. Entretanto, com a ida de Peixoto dos Anjos ao PL, sua pré-candidatura ganhou força.

“Hoje sou pré-candidato a prefeito pelo PDT. [Foi decidido] Com a saída do Thiago. Meu nome aparecia nas pesquisas. Algumas nem colocavam o nome, mas aparecia na espontânea. Por conta disso, as lideranças dos grupos de oposição começaram: ‘vem conversar também’. Até então, era isso”, disse.

Embora esteja disposto a concorrer na majoritária, o jornalista garante que pretende seguir o seu “propósito”, guiado pela fé que sempre o acompanhou. “Se eu precisar ser candidato a vereador novamente, eu vou entender e não vou ter uma frustração. Mas, hoje, eu estou pré-candidato a prefeito pelo PDT. Se precisar que eu recue, por alguma situação, eu vou recuar. Mas, se eu tiver a possibilidade e, com a fé que eu tenho, o homem [Deus] disser ‘és tu que vais fazer a diferença na vida do povo, Ele vai abrir essa porta e em 2025 eu vou estar lá”, completou.

CONJUNTURA

Existe, atualmente, uma clara aproximação dos pedetistas com o MDB local. O nome do parlamentar, inclusive, foi especulado como um possível reforço para a legenda que mais vezes administrou a cidade e que tentará, em outubro, retornar à prefeitura. Entretanto, Souza explica que a boa relação se justifica por terem as mesmas intenções.

“Com base no que o MDB acredita, hoje, em relação ao atual governo, à estrutura administrativa… tanto o PDT se vê no projeto do MDB, como o MDB é bem-vindo ao projeto do PDT. Nós temos conversado bastante. Outras lideranças do PDT têm conversado com pessoas do MDB, para que possamos reforçar esse projeto, para apresentar essa alternativa pra Tijucas, para os eleitores e para aqueles que não querem a continuação do que está hoje na prefeitura”, explicou.

Nome quase certo 

Postado em 10 de agosto de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

O nome do vice-prefeito e secretário de Saúde de Bombinhas, Alexandre da Silva (PDT), continua com amplo favoritismo para representar o grupo governista no pleito de sucessão ao prefeito Paulo Henrique Dalago Muller (sem partido), em 2024. 

Silva mantém boa relação com o atual mandatário e, também, com a deputada estadual e ex-prefeita bombinense, Ana Paula da Silva (PODE). Paulinha, aliás, confirmou, dias atrás, no LINHA DE FRENTE, a preferência pelo adjunto. 

“Hoje, o Alexandre se habilita não por ser o vice. E sim, porque nas pesquisas de opinião, ele, disparadamente, é o que tem a melhor avaliação e a melhor condição de assumir a cidade. Se será ele, não posso responder. O desenho hoje é para que o Alexandre ocupe esse espaço. Ele tem a minha aprovação e minha total confiança”, justifica. 

Estatística

A escolha, a propósito, não estaria baseada em proximidade ou no bom trânsito da relação. Paulinha pondera que os resultados das pesquisas de opinião pública, realizadas regularmente no município, mostram um “recado da sociedade” e avalia que o pedido deve ser atendido. 

“A cidade não é minha e nem do Paulinho. É de um coletivo de pessoas. Tem que ter delicadeza pra ouvir o recado que a sociedade transmite. A gente faz pesquisas com muita frequência, porque tememos ser traídos pelo nosso coração. Não adianta eu escolher A, B ou C, se a cidade não pensa assim”, explica.