domingo, 3 de março de 2024 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Nova delegacia

Postado em 8 de fevereiro de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

Após sugerir a instalação de um posto de atendimento da Polícia Militar Rodoviária (PMR-v) nas rodovias SC-410 e SC-108, que cortam o Vale do Rio Tijucas, o deputado estadual Emerson Stein (MDB) pediu, nesta semana, a implantação de uma Delegacia Regional de Polícia Civil, justamente na Capital do Vale.

O parlamentar justificou, no pedido encaminhado ao governador Jorginho Mello (PL) e ao secretário de Estado da Segurança Pública, Carlos Henrique “Sargento” de Lima, que a delegacia de Tijucas recebe demandas de outros municípios, mas alguns serviços só estão disponibilizados na regional mais próxima, em Balneário Camboriú.

Para Stein, a nova Delegacia Regional, em Tijucas, diminuiria o deslocamento dos moradores da região para outros municípios e melhoraria o atendimento, sobretudo em departamentos ligados ao trânsito.

Na bronca

Postado em 5 de outubro de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

A recente liberação da ponte do Exército, montada sobre o Rio Perequê, na divisa entre Porto Belo e Itapema, não agradou ao prefeito portobelense, Joel Orlando Lucinda (MDB). Para o mandatário, faltou diálogo entre as duas prefeituras sobre o sentido do trânsito na localidade.

Isso porque a administração da cidade vizinha organizou um ato de inauguração, já com a definição de que a estrutura atenderia os veículos que seguem sentido Itapema/Porto Belo. Já os motoristas que saem de Porto Belo para Itapema, terão que utilizar a ponte balsa, que oferece menos segurança aos usuários.

Lucinda garante que tentou contato “inúmeras vezes” com os órgãos de segurança itapemenses, mas sem sucesso. Argumenta, ainda, que a organização do trânsito desconsidera a estrutura antiga que, embora esteja com passagem limitada, ainda ajudaria a desafogar o tráfego.

“A forma como Itapema configurou o trânsito atrapalha Porto Belo, que possui na região ruas mais estreitas, o que, provavelmente, vai aumentar os congestionamentos do nosso lado”, frisou o prefeito. Lucinda confirmou, também, que seguirá tentando rever a situação.

Segurança em pauta

Postado em 30 de agosto de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Câmara de Vereadores de Tijucas

Uma recente decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) reconheceu as Guardas Municipais como forças de segurança, garantindo o chamado “poder de polícia” para os agentes, que poderão atuar como um reforço para as policiais Militar e Civil.

Em cidades da região, como Porto Belo e Itapema, a Guarda já atua há alguns anos na segurança pública. Em Tijucas, o vereador Maickon Campos Sgrott (PP) pretende encabeçar um projeto similar.

O ex-presidente do Poder Legislativo municipal propôs um debate sobre o assunto e frisou que a cidade necessita do reforço. Hoje, a Guarda em atividade no município tem apenas a organização do trânsito como atribuição.

“Estamos vendo diariamente furtos e roubos em nossa cidade. Infelizmente, a Polícia Militar e a Polícia Civil contam com baixo efetivo, que não aumenta há bastante tempo. Itapema tem, Porto Belo tem, Balneário Camboriú tem… Estamos esperando por Tijucas”, explicou o parlamentar.

On-line

Postado em 21 de julho de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

Ainda que licenciado do Poder Legislativo para que o suplente Rogério Freitas (PP) experimentasse a vereança por 30 dias, o vereador Maickon Campos Sgrott (PP), de Tijucas, vem usando o tempo livre para o trato direto com a população nas redes sociais. Temas cotidianos como a conscientização dos moradores sobre o descarte de entulhos em áreas verdes e a necessidade da manutenção da sinalização de trânsito na cidade têm pautado o trabalho do parlamentar nas comunidades.

Sgrott planeja se candidatar a prefeito nas eleições de 2024 e, para tanto, tem se aproximado do eleitor a partir de uma ferramenta infalível: a internet. E os assuntos que normalmente passam despercebidos, mas que são demandas importantes para o cidadão comum, formam o nicho em que o dentista e administrador escolheu investir.

E ele parece ter acertado o alvo. Os índices de audiência e interação nas últimas publicações do ex-presidente da Câmara, em comparação aos de postagens anteriores, comprovam o êxito da estratégia.

Ver para crer

Postado em 3 de abril de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: VipSocial/Arquivo LDF

Os laudos das autoridades de segurança, que culminaram na interdição da Ponte Sobre o Rio Perequê, na divisa de Porto Belo e Itapema, têm sido contestados principalmente por comerciantes e setores do Poder Público.

Um dos descrentes, em princípio e apesar de ter condescendido com o acordo de obstrução do trânsito na ponte, seria o prefeito Joel Orlando Lucinda (MDB), de Porto Belo, que, embora não diga publicamente, teria opinião adversa ao fechamento.

Criado nos costumes locais, o mandatário decidiu por uma avaliação particular sobre a situação da estrutura ora condenada. Lucinda, que tem relação muito íntima com a água — assim como qualquer portobelense genuíno —, mergulhou no Rio Perequê, circundou os pilares da ponte, e, pessoalmente, teria concluído que a medida pode ter sido exagerada.

Evidentemente, o prefeito não tomaria um parecer próprio e informal como métrica de qualquer decisão importante. Mas, baseado no que viu, já teria contratado outro crivo técnico para apresentar uma segunda opinião à comunidade.

Coluna do Blog | 21 de julho, 2022

Postado em 21 de julho de 2022
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

.

INEDITISMO

O jovem prefeito de Nova Trento, Tiago Dalsasso (MDB), mandou publicar na imprensa local um inédito comunicado que informa sobre a notificação da prefeitura a duas empresas responsáveis por pavimentações em dois bairros da cidade, realizadas há menos de um ano e meio, e que já apresentam sérios problemas estruturais. As terceirizadas terão que refazer o serviço, sob o risco de serem acionadas judicialmente.

Jamais se viu nada parecido nestas cercanias. E que sirva de exemplo para outros administradores públicos da região.

FERIDA ABERTA

A Procuradoria Jurídica da Assembleia Legislativa deu parecer favorável para a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito para apurar a interrupção da gravidez de uma menina de 11 anos, vítima de estupro em Tijucas.

Perguntar não ofende: ela vai ser chamada a depor após tanto sofrimento e humilhação? O requerimento para a CPI do Aborto, como começou a ser chamada, é assinado pela deputada Ana Campagnolo (PL) e subscrito por outros 21 parlamentares catarinenses.

INSISTÊNCIA

Mesmo com tanto barulho na Câmara Municipal e toda a polêmica envolvendo o fato, o prefeito Diogo Francisco Alves Maciel (REPUBLICANOS), de Canelinha, vai reenviar ao Legislativo o projeto para criação da Diretoria Municipal de Trânsito. E não esconde: se aprovado, o setor ficaria, de fato, sob o comando do policial militar de reserva e suplente de vereador Daniel José Pereira (UB), como especulado na cidade e que foi o estopim das principais discussões sobre o tema.

Alves Maciel contou, em entrevista ao programa LINHA DE FRENTE, na TV Vip, semana passada, que pretende levar a proposta à Câmara no início de 2023.

COTAÇÃO

O empresário e corretor imobiliário Felipe Lemos, tijuquense radicado em São João Batista, comemorou aniversário no sábado (16), na localidade de Colônia, no interior batistense, com festa de um dia inteiro para centenas de convidados.

Carismático e bem relacionado, vem chamando a atenção. Na roda das especulações, durante o evento, não faltou quem elevasse o aniversariante à condição de cotado para a disputa da prefeitura da Capital Catarinense do Calçado no futuro. No momento, entretanto, Lemos presta apoio eleitoral ao prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB), embora mantenha relação com figuras importantes em todos os partidos.

Unanimidade desfeita

Postado em 17 de março de 2022
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O trânsito de Canelinha não precisa de um setor responsável na prefeitura. Pelo menos, é como entendem os vereadores do município — agora, com algumas ressalvas, a propósito. O projeto de lei de origem do Executivo que criaria a Ditran (Diretoria Municipal de Trânsito) foi rejeitado em segunda votação no Legislativo. Mas, desta vez, sem manifestação de professores no plenário, nem pressão, e, como era de se esperar, nem unanimidade.

Se na apreciação inicial, com a Câmara tomada por profissionais da Educação que bradavam contra qualquer intenção de sobrecarga na folha do município, a proposta foi recusada por cem por cento da vereança, na mais recente, anteontem, o placar foi de 6 a 2. Os governistas José Tarquino Melo Neto (PSL) e Vagner Simas (PSL) mudaram o discurso e votaram na aprovação do projeto.

EM TEMPO…

No contraponto à nota “Pressão e rejeição“, de semana passada no Blog, o vereador Eloir “Lico” Reis (PSD), que pediu vista ao projeto na primeira votação, diz que tentou intervir justamente porque avaliou que “não era momento para discutir criação de cargos em meio à dificuldade que o município atravessa na questão do reajuste dos professores”, e não porque, conforme subentendido na publicação, atendia interesses do Executivo.

E ele, entretanto, manteve a coerência. Anteontem, foi um dos seis que repetiram o voto e rejeitaram a proposta.

Pressão e rejeição

Postado em 9 de março de 2022
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O cargo de diretor de Trânsito no município de Canelinha não saiu do papel. Quis o destino que o projeto do Executivo fosse posto em votação justamente no momento em que a Câmara era tomada por servidores municipais da Educação que reivindicavam, em manifestação pacífica, os 33,24% de reajuste nos salários da categoria previstos na Lei. Diante da justificativa do prefeito Diogo Francisco Alves Maciel (sem partido), de que a prefeitura não teria orçamento para cobrir a pedida, parlamentar nenhum foi capaz de abonar, naquela situação, uma proposta que dilataria a folha de pagamentos.

Aliado do governo, o vereador Eloir “Lico” Reis (PSD) tentou, arguciosa e elegantemente, pedir vista ao projeto — para que fosse apreciado em sessão futura. Mas a bateria de vaias no plenário foi suficiente para que o ex-prefeito, ex-vice-prefeito e ex-secretário municipal de Saúde recuasse, repensasse e se rendesse ao clamor da numerosa plateia. O placar, por ocasião ou pressão, terminou em oito a zero pela rejeição. Apenas o presidente Robinson Carvalho Lima (PP) não votou; porque não precisou. Base, centro e oposição foram unânimes.

INEDITISMO

Foi a primeira vez, em 14 meses da atual administração, que uma proposta do Executivo recebeu a recusa do parlamento. Muito embora o governo não goze de maioria na Câmara, as solicitações do paço sempre foram acatadas na Casa do Povo.

BASTIDORES

Diz-se nos porões da política canelinhense que a função de diretor de Trânsito do município estaria prometida ao suplente de vereador Daniel José Pereira (PSL). O cargo seria um compromisso do grupo gestor da Cidade das Cerâmicas para, ainda durante a pré-campanha de 2020, atrair o policial militar de reserva, destacado ex-comandante da guarnição local e então pretenso postulante à vereança, para a sua base eleitoral.

Ônus do bônus

Postado em 3 de maio de 2021
  •  
  •  
  • 2
  •  
  •  

A situação caótica da SC-410, que continua entre as rodovias com mais registros de acidentes fatais no Estado, foi amenizada com a presença da Polícia Rodoviária Estadual nas últimas semanas. Era uma reivindicação da comunidade — mais intensamente depois das trágicas ocorrências de março —, que motivou o vereador Fernando Fagundes (MDB), de Tijucas, a procurar o comandando da PRE e solicitar diligências no local. O pedido foi acatado e a fiscalização passou a ser mais frequente no trajeto entre Tijucas e Nova Trento.

Agora, parte dos protestantes quer o fim das blitzes, porque, segundo eles, os policiais estão interceptando trabalhadores e apreendendo veículos de serviço (mesmo que em débito com a legislação de trânsito). Alguns, inclusive, surpreendentemente, ameaçam boicotar Fagundes nas urnas caso a Polícia Rodoviária continue supervisionando o tráfego na SC-410 e evitando mais mortes. Vai entender…

Fluxo contínuo

Postado em 27 de julho de 2020
  •  
  •  
  • 15
  •  
  •  
Foto: Dirleni Dalbosco

Em meio à pandemia, a população de São João Batista ganhou, neste domingo (26), um motivo para celebrar e esperar por dias melhores. Com cerimônia transmitida online, sem a presença do público, a Ponte do Desenvolvimento José Jovino Silveira (Zé Pedreiro) foi oficialmente entregue à comunidade. Das 16h em diante, o trânsito de veículos entre o Centro e a Ribanceira do Sul já era uma realidade aguardada por décadas.

A obra, seguramente a mais importante da gestão do prefeito Daniel Netto Cândido (PSL), repercutiu tanto que provocou, inclusive, a visita de personalidades estaduais, como o senador Dário Berger (MDB-SC), que fez questão de cumprimentar pessoalmente o mandatário batistense e registrar o encontro em selfie nas mídias sociais.