domingo, 19 de maio de 2019 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Rogai por nós

Postado em 8 de maio de 2019

Enfim, alguém, na quase indigência que a região sempre enfrentou no Legislativo estadual, com um mínimo de atenção ao Vale. É do deputado estadual Altair Silva (PP) – promotor da audiência pública sobre a Rodovia SC-108 e a absurda “cratera de Tigipió”, anteontem – o projeto de lei que institui o Fundo de Manutenção e Conservação das Rodovias Estaduais. Seria constituído por 10% da arrecadação do IPVA no estado, mais 10% da receita estadual relativa a multas de trânsito e da exploração comercial das faixas de domínio, e da devolução voluntária do duodécimo dos poderes Legislativo e Judiciário, Ministério Público e Tribunal de Contas.

Silva é natural de Major Gercino e cresceu em São João Batista, e, talvez por isso, seja quem pode advogar, com conhecimento de causa, contra a condição de abandono das rodovias estaduais na região. Um dos piores exemplos é a SC-411, que interliga Tijucas e Nova Trento, e que, há tempos, freqüenta o topo das estatísticas de mortes no trânsito em Santa Catarina.

Candidato-bomba

Postado em 25 de março de 2019

Condenado a seis anos de prisão em regime inicial semiaberto, o ex-secretário regional Jones Bosio nem pensa em sair de cena. Com exclusividade ao Blog, ele revela que vai recorrer da sentença e, em 2020, concorrer novamente à prefeitura de Brusque. “Eu não ganho, mas arrebento com a eleição de meia dúzia”, diz.

Bosio, que comandou a Secretaria de Desenvolvimento Regional de Brusque – e do Vale do Rio Tijucas – nos governos de Raimundo Colombo (PSD), teve, segundo o Ministério Público, participação em pelo menos nove licitações irregulares da SDR entre 2013 e 2014. Nas eleições municipais de 2016, ele ficou em segundo lugar, com 18,4% da preferência do eleitorado brusquense, na concorrência majoritária da Cidade dos Tecidos.

Inferno astral

Postado em 6 de março de 2019

Situação complicada para o ex-secretário regional Jones Bosio, que comandou a extinta Secretaria de Desenvolvimento Regional de Brusque – e do Vale do Rio Tijucas – até março de 2015 e esteve entre os candidatos a deputados estaduais nas últimas eleições. Ele foi condenado a seis anos de prisão em regime inicial semiaberto por irregularidades em pelo menos nove processos licitatórios da SDR entre 2013 e 2014. De acordo com as investigações do Ministério Público, várias licitações, na época, foram direcionadas para a empresa Múltiplos Serviços e Obras Ltda.

Em sua defesa, Bosio explicou que a Secretaria Regional, no período dos fatos, trabalhava com uma comissão de licitações composta por três servidores; negou que mantivesse contato com as empresas convidadas e sequer fazia indicações. O ex-secretário disse, ainda, que assinava um grande volume de documentos, até mesmo sem saber do que se tratavam, porque confiava na equipe.

DESGRAÇA POUCA É BOBAGEM

A partir da condenação, Jones Bosio perdeu, ainda, o cargo que ocupava desde o início de fevereiro na Câmara Municipal de Brusque. A portaria de exoneração foi assinada pelo presidente do Legislativo, vereador José Zancanaro (PSB), que não informou o motivo. O ex-secretário regional ocupou por exatos 28 dias a assessoria de imprensa da Casa.

Anos dourados

Postado em 14 de fevereiro de 2019

Passadas as agruras da oxigenação no governo, das exonerações e recontratações, e da despolitização do paço, o prefeito Daniel Netto Cândido (PSD), de São João Batista, vem revelando que pretende fazer de 2019 e 2020 os melhores anos, em gestão e realizações, da história político-administrativa da Capital Catarinense do Calçado. E o jovem mandatário batistense tem um motivo particular para querer ser lembrado num futuro próximo.

Cândido planeja a candidatura a deputado estadual em 2022, mas termina o mandato dois anos antes. Portanto, quer ficar na memória dos conterrâneos, e do Vale do Rio Tijucas em geral, como um dos mais aprovados gestores públicos de todos os tempos na região. E deve usar esse mote na campanha à Assembleia Legislativa assim que chegar o momento.

Saúde per capita

Postado em 23 de janeiro de 2019

De acordo com o CFM (Conselho Federal de Medicina), Major Gercino foi o município do Vale do Rio Tijucas que mais investiu em Saúde por habitante em 2017 – período correspondente ao levantamento –: R$ 491,9. Em seguida vêm Tijucas, com investimento de R$ 429,9 por pessoa; Nova Trento, com R$ 393; Canelinha, com R$ 364,2; e, por fim, São João Batista, com apenas R$ 282,8 investidos em Saúde por habitante.

 

PREFEITURA REBATE

A administração municipal de São João Batista emitiu nota oficial em contraponto ao levantamento do CFM. O secretário municipal de Finanças, Luiz Henrique Lauritzen, explicou que “os valores apresentados pelo conselho se referem somente às despesas com recursos próprios do município, e não incluem repasses dos governos federal e estadual. Por isso, obviamente, cidades menores, que não são referências em especialidades para suas regiões, aparecem mais bem colocadas, já que recebem menos transferências de recursos do SUS”.

Segundo a prefeitura, São João Batista aplicou R$ 17,3 milhões na Saúde em 2017. Na relação investimento por habitante, o governo batistense afirma que contemplou cada cidadão com R$ 493,7 na área.

DISCREPÂNCIA

Já na Costa Esmeralda, a marca de Bombinhas é digna de ovações. A turística Capital do Mergulho Ecológico despendeu, em 2017, segundo o CFM, R$ 871,7 por habitante em Saúde. Na região da Amfri (Associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí), é o município que mais investiu na área; muito acima da média nacional, que é de R$ 403,37.

Turismo religioso

Postado em 5 de novembro de 2018

O governador Eduardo Pinho Moreira (MDB) acaba de fazer o que seu antecessor, Raimundo Colombo (PSD), sequer deu importância: reconhecer – por meio da sanção da lei estadual 17.589 – a Rota Turística Caminhos de Santa Paulina, que envolve os municípios de Nova Trento, São João Batista, Canelinha, Tijucas, Camboriú e Balneário Camboriú.

A rota, de fato, com 64 quilômetros de extensão, já existe há tempos, e é percorrida a pé por romeiros de todos os lugares do Brasil. Mas Colombo, que em sete anos de governo nunca nem visitou o Santuário de Santa Paulina, a primeira – e única, até o momento – santa brasileira, ignorou a proposta de desenvolvimento do turismo religioso no Vale do Rio Tijucas. Não à toa, recebeu das urnas, na eleição para o Senado, a resposta por tamanha impassibilidade com a região.

Rede nacional

Postado em 5 de novembro de 2018
Foto: Comunicação Band

Tijucas estará representada no reality show 1 Por Todos, da Band. Radicado em São Paulo, o tijucano genuíno Marcio Puel, popular Marcinho, está entre os 40 participantes da atração que estreia hoje às 22h30 em rede nacional.

Puel deixou a Capital do Vale há sete anos para tentar a carreira de modelo na capital paulista. E nesse ínterim, para se manter, começou a produzir brigadeiros e estudar confeitaria com base nas aprovadas receitas da avó, boleira gabaritada no Vale do Rio Tijucas. Hoje, os doces que ele produz – já com status de chef gourmet consagrado – têm enorme aceitação junto ao público paulistano e o credenciaram ao programa.

Os competidores do 1 Por Todos foram divididos em cinco áreas específicas: engenharia de produção, empreendedorismo, design, confeitaria e marketing; e, em sete episódios, precisam desenvolver um produto para a rede Cacau Show.

Dezessete e dezessete

Postado em 29 de outubro de 2018

Chegou-se a pensar que a região do Vale do Rio Tijucas e Costa Esmeralda – onde, dos oito municípios integrantes, três são administrados por prefeitos do PSD – fosse aquela em que a disputa do segundo turno para o governo estadual pudesse ser mais equilibrada. Não foi. A votação em favor de Carlos Moisés da Silva (PSL) superou o índice estadual em São João Batista (80,48% contra 19,52%) e Itapema (79,47% sobre 20,53%), com gestão dos respectivos peessedistas Daniel Netto CândidoNilza Simas.

Apenas em Tijucas (64,47% para 35,53%), gerida por Elói Mariano Rocha (PSD), a diferença de votos entre Comandante Moisés e Gelson Merisio (PSD) foi menor do que a registrada no Estado, de 71,09% contra 28,91%.

CARGA PESADA

Pesaram os fatores mudançadesgaste rivalidade partidária – uma vez que o MDB, principalmente, que tem ampla militância em todos os municípios da região, decidiu acompanhar o então candidato do PSL –, e, sobretudo, a “onda Bolsonaro”, que limou campanhas de políticos tradicionais e com poderio econômico Brasil afora.

RECADO DAS URNAS

A vitória do governador eleito Comandante Moisés é, entretanto, incontestável, homérica e legitimada no voto. E traz ao Estado, à política e, ainda mais, ao Vale e Costa Esmeralda todas as mostras de que a democracia é um patrimônio do povo, jamais dos políticos. O recado das urnas, mais uma vez, foi dado. E que Santa Catarina, o país e a região, a partir de 2019, desfrutem de uma nova era, de mais atenção, de muita responsabilidade com o empenho dos recursos públicos, e, principalmente, de relevância absoluta no desenvolvimento.

Fechando o cerco

Postado em 22 de outubro de 2018
Foto: Luiz Junnior/VipSocial

A imprensa do Vale do Rio Tijucas esteve na pauta do engenheiro Sérgio “Coisa Querida” Cardoso, do vice-prefeito de Major Gercino, Moacir Batisti (PP), dos prefeitos de Nova Trento, Gian Francesco Voltolini (PP), de Tijucas, Elói Mariano Rocha (PSD), e de São João Batista, Daniel Netto Cândido (PSD), e do vereador Antônio Carlos Flores (PSDB), de Canelinha, sexta-feira (19), no Restaurante e Pousada Sítio Nona Lurdes, em São João Batista.

Foi a cartada final para convencer, pelo Quarto Poder e com o argumento de que “as obras no Vale não podem parar”, o eleitorado local a escolher Gelson Merisio (PSD) neste domingo (28). No primeiro turno, o deputado estadual somou 17.087 votos contra 16.283 do comandante de reserva dos Bombeiros, Carlos Moisés da Silva (PSL), nos cinco municípios da região.

Quase unanimidade

Postado em 17 de outubro de 2018
Foto: Divulgação

Lideranças políticas de Tijucas, Canelinha, São João Batista, Major Gercino e Nova Trento, entre prefeitos, vice-prefeitos, ex-prefeitos e vereadores, estiveram com o engenheiro Sérgio “Coisa Querida” Cardoso ontem à noite para, além de tratar das demandas do Vale, declarar apoio ao candidato a governador Gelson Merisio (PSD) – de quem o diretor de Administração e Finanças do Sebrae/SC é muito próximo.

A quase unanimidade de Merisio entre a classe política da região tem um agravante: o deputado estadual e postulante ao cargo máximo do Estado é cidadão honorário de Tijucas e São João Batista.