terça-feira, 18 de junho de 2019 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Omissão

Postado em 11 de junho de 2019

O TCE (Tribunal de Contas do Estado) negou o recurso do ex-prefeito Valério Tomazi (MDB) e segue recomendando à Câmara Municipal que vote e rejeite as contas do Executivo tijuquense em 2016.

No ano passado, o então presidente do Legislativo, vereador Juarez Soares (PPS), decidiu não chamar o caso à pauta enquanto o tribunal não resolvesse o recurso do ex-mandatário; e agora, a partir do Decreto Legislativo 1/2018, a mesa diretora da Câmara – formada por Vilson Natálio Silvino (PP), Odirlei Resini (MDB), Maria Edésia da Silva Vargas (PT) e Elizabete Mianes da Silva (PSD) – optou, simplesmente, e deliberadamente, pelo arquivamento da votação sobre o parecer prévio do TCE.

Sem sustos

Postado em 17 de dezembro de 2018

Deu a lógica na eleição para a presidência da Câmara Municipal de Tijucas. Conforme antecipado no Blog em notas diversas, o vereador Vilson Natálio Silvino (PP) conquistou a maioria dos votos e venceu o pleito interno do Legislativo; mesmo sob resistência quase inabalável do confrade e atual presidente Juarez Soares (PPS), que tramou a reeleição até o esgotamento das possibilidades.

O presidente municipal do PP somou oito indicações – inclusive a de Soares, surpreendentemente – e superou o oposicionista Esaú Bayer (MDB), que, mesmo com previsão de insucesso, representou, com cinco sufrágios, a bancada contrária ao governo municipal na Câmara.

MESA DIRETORA

A composição da mesa diretora da Casa do Povo foi conhecida antes mesmo da eleição. Em reunião prévia, na tarde de quinta-feira (13), os parlamentares situacionistas arquitetaram a formação do quarteto com Odirlei Resini (MDB) na vice-presidência e Maria Edésia da Silva Vargas (PT) e Elizabete Mianes da Silva (PSD) como primeira e segunda secretárias respectivamente.

Aqueles que seguem o colunista nas redes sociais já conheciam o desfecho da sessão, publicado com antecedência no Facebook.

Votos e rezas

Postado em 3 de dezembro de 2018

Presidente do PP em Tijucas e pré-candidato ao comando da Câmara Municipal em 2019, o vereador Vilson Natálio Silvino já encomendou a champagne e os fogos. Tem, garantidos para o pleito interno – marcado para dia 13 –, entre sete e oito votos favoráveis; e mais uma oração.

A aprovação deve vir, principalmente, da bancada governista – com Cláudio Tiago Izidoro (sem partido), Elizabete Mianes da Silva (PSD), Écio Helio de Melo (PP), Maria Edésia da Silva Vargas (PT) e Rudnei de Amorim (DEM) – com as prováveis adesões dos opositores Elói Pedro Geraldo (MDB) e Odirlei Resini (MDB); e a prece vem do religioso Fabiano Morfelle (PDT), que vota no projeto concorrente, seja ele qual for, mas que está “orando pela vitória” do parlamentar progressista. Pois, então?!

De papel passado

Postado em 29 de novembro de 2018
Foto: Fabiano Saramento

O prefeito Elói Mariano Rocha (PSD) apresenta orgulhoso, com os vereadores Juarez Soares (PPS), Ecio Helio de Melo (PP), Fabiano Morfelle (PDT), Vilson Natálio Silvino (PP), Rudnei de Amorim (DEM), Elizabete Mianes da Silva (PSD), Odirlei Resini (MDB) e Maria Edésia da Silva Vargas (PT), o contrato com a Salver Construtora e Incorporadora e a ordem de serviço para a reconstrução da histórica Ponte Bulcão Viana, ao fundo, cartão postal de Tijucas e ainda imprescindível para o translado às localidades de Pernambuco e Timbé.

A cerimônia de assinaturas mobilizou munícipes e autoridades, ontem, na cabeceira da ponte, inativa desde 2014. A obra está entre as principais promessas de campanha de Mariano Rocha e satisfaz uma reivindicação incisiva da comunidade. Os trabalhos, segundo o prefeito, iniciam na segunda-feira (3) e devem ser concluídos em oito meses.

Reforço

Postado em 11 de setembro de 2018
Foto: Divulgação

Partidários, partidários; candidatos à parte. A vereadora governista Elizabete Mianes da Silva (PSD), de Tijucas, surpreendeu, dias atrás, ao manifestar apoio à campanha da ex-prefeita de Bombinhas e candidata a deputada estadual Ana Paula da Silva (PDT) nestas eleições. Ela, assim como o secretário de Saúde do município, Vilson “Tem” Porcíncla, se licenciou do compromisso com o prefeito Elói Mariano Rocha (PSD) – de acompanhar a candidatura de Marlene Fengler (PSD) ao parlamento catarinense – para encorpar o time da ex-mandatária bombinense.

Nas internas do PSD municipal, Paulinha deixou de ser concorrente. O presidente do partido em Tijucas, Jilson José de Oliveira, inclusive, já defende, em off, que a eleição da ex-prefeita de Bombinhas ao Legislativo estadual seria importante para a Capital do Vale; mas, desde que o processo, até 7 de outubro, não estorve o favoritismo de Marlene nas searas tijuquenses.

Apenas mulheres

Postado em 27 de junho de 2018

Quem cobra maior participação de mulheres na política precisa atentar ao projeto do PRP de Tijucas, prestes a ser instituído no município. Pode ser chamado, também, de ala feminina do PSL – já que a futura presidente, Ana Maria Costa, é esposa do vice-presidente dos sócios-liberais, Edjalma Matos -, mas não se nega o arrojo da proposta: apenas mulheres integrarão o partido na Capital do Vale.

Para a cerimônia de instituição do PRP na cidade, nas próximas semanas, em referência à bandeira que a agremiação pretende defender em Tijucas, o comando do partido planeja receber as vereadoras Elizabete Mianes da Silva (PSD), Fernanda Melo (MDB) e Maria Edésia da Silva Vargas (PT), que representam a mulher tijuquense na Câmara.

Amplo domínio

Postado em 6 de fevereiro de 2018

Por estratégia ou coincidência, os vereadores de situação dominaram as Comissões Parlamentares em Tijucas, eleitas ontem. Os oposicionistas, enfurecidos, renunciaram qualquer papel nos órgãos internos.

Meia hora antes da sessão – a primeira do ano, em que seriam escolhidas as Comissões –, o presidente Juarez Soares (PPS) convocou todos os vereadores para uma reunião. Nessa assembleia, se formariam as equipes num acordo previamente estabelecido. E assim aconteceu. Cartas na mesa, olhos nos olhos, e contentamento geral. Os opositores, a propósito, ficariam com a CAA (Comissão de Agricultura e Meio Ambiente), sob a tutela de Fernando Fagundes (MDB), Odirlei Resini (MDB) e Oscar Lopes (MDB). Mas, já no plenário, a história foi outra.

Arrependida, a vereadora Elizabete Mianes da Silva (PSD) decidiu voltar atrás. Soares, o presidente, (aparentemente) surpreso, concedeu cinco minutos de recesso para que o consenso fosse restabelecido. Mas não houve jeito. No anúncio de que as Comissões seriam refeitas, eleitas democraticamente, voto a voto, os oposicionistas sentiram-se atraiçoados e comunicaram a renúncia. Pois, então?!

Enxugamento

Postado em 11 de dezembro de 2017

Os chefes administrativos da Câmara Municipal de Tijucas – funções amplamente criticadas pelo vereador Juarez Soares (PPS) antes da ascensão eleitoral – já podem procurar a agência do SINE. Próximo presidente do Poder Legislativo municipal, o parlamentar pretende extinguir entre seis e sete cargos em 2018. Aliás, essa foi uma das condições impostas por ele para aceitar o comando da mesa diretora.

COBRANÇA

Sábado (9), durante os ensejos do Festival Rio & Mar, o ex-vereador Eder Muraro (PSD), que acompanhava o evento, cobrou Soares sobre a cassação dos cargos de gerente de patrimônio, gerente administrativo, gerente financeiro, gerente de assuntos das comissões, gerente de assuntos das assessorias parlamentares e gerente de assuntos legislativos, além do assessor jurídico – uma vez que os servidores efetivos da Casa já cumpririam essas tarefas –, sob ameaça de severas críticas nas redes sociais.

TUDO PRONTO

Hoje, vereadores governistas se reúnem para chancelar a formação da mesa diretora em 2018. O próximo ano legislativo deve iniciar com Juarez Soares (PPS) na presidência, Rudnei de Amorim (DEM) como vice-presidente, Maria Edésia da Silva Vargas (PT) como primeira secretária e Vilson Natálio Silvino (PP) ou Elizabete Mianes da Silva (PSD) na segunda secretaria.

Ciumeira

Postado em 5 de outubro de 2017

Expecula-se sobre os motivos do banzé de sexta-feira (29) na prefeitura de Tijucas, quando os vereadores Vilson Natálio Silvino (PP) e Rudnei de Amorim (DEM) discutiram calorosamente e polemizaram o encontro de rotina entre o prefeito Elói Mariano Rocha (PSD) e a base aliada. De acordo com um colega de bancada, os parlamentares teriam entrado em litígio por, pasme!, ciúmes!

Em mensagem de voz, o vereador Juarez Soares (PPS) – que não estava na reunião – explica a um amigo que pode ter sido a razão da contenda. “Dizem que brigaram por minha causa. Vilsinho teria dito ao prefeito que o Rudnei tem feito a minha cabeça, e por isso estamos mais próximos. A discussão começou aí”, conta.

De acordo com Soares, a vereadora Elizabete Mianes da Silva (PSD) interveio. “Ela disse ao prefeito que eu deveria ser melhor aproveitado. Estou à frente de muitas batalhas, como no caso da penitenciária, nos pedidos por uma guarnição especial em Tijucas. Por isso a ciumeira”, garante o parlamentar.

O agente prisional, vereador estreante, diz ainda que, mesmo ausente do encontro, esteve amplamente prestigiado pelos colegas. “Meu nome esteve no centro das atenções”, afirma.

[PINCELADAS] Na intimidade do ritual

Postado em 1 de junho de 2017

Presente na cerimônia de empossamento de quatro membros do colegiado municipal, hoje, na prefeitura de Tijucas, o colunista pincelou declarações e situações interessantes, noticiadas em primeira mão no Facebook, e, agora, editadas, reproduzidas e repercutidas sequencialmente no blog:

JUSTIFICATIVA

Para fundamentar o desmembramento da Secretaria de Desenvolvimento Econômico Sustentável, inicialmente composta pelas pastas de Indústria, Comércio e Turismo e Agricultura, Pesca e Meio Ambiente e gerida pelo empresário Jilson José de Oliveira, o prefeito Elói Mariano Rocha (PSD) sustentou que o município vem atraindo a atenção do mercado capitalista. “É impossível agregar essas duas secretarias quando os olhares dos investidores estão voltados para Tijucas”, justificou o chefe do Executivo.

Basicamente, o mandatário tijuquense fez uma referência velada à necessidade de melhor aproveitar o vereador Jean Carlos de Sieno dos Santos (PSC), agora secretário de Indústria, Comércio e Turismo, que tem a faca e o queijo nas mãos quando se trata do Polo Náutico de Tijucas.

ESTRANHO NO NINHO

Não passou despercebida a presença, entre os parlamentares situacionistas, do suplente agora vereador Cláudio Tiago Izidoro (PMDB). Soldado do exército de Elmis Mannrich (PMDB) nas eleições de 2016, ele confirma as expectativas: está alinhado, de corpo e alma, com o ex-adversário Elói Mariano Rocha.

“Venho para somar com a administração municipal”, garantiu, sem pestanejar, o peemedebista.

QUE PASSADO?

Também integrante da caravana de Mannrich no recente pleito municipal, Jean Carlos de Sieno dos Santos  que passou a acompanhar os interesses do governo já na primeira sessão legislativa do ano – provou, em discurso sólido, que se basta apenas no presente.

“Me sinto acolhido e em muito boas mãos, ao lado dos meus, agora, amigos”, lacrou o recém-empossado secretário municipal de Indústria, Comércio e Turismo.

AGUARDE E VERÁS!

Carcomido por alguns dissabores do processo, o empresário Jilson José de Oliveira, popular Gil, presidente municipal do PSD, que travou uma batalha de bastidores com Elói Mariano Rocha e alguns conselheiros do governo pela presidência do Samae (Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto), mandou um recado ao prefeito assim que ganhou os holofotes: “Terás muito orgulho da minha gestão”, garantiu.

PRESTÍGIO

Não faltaram honras e ovações à ex-chefe de gabinete da presidência da Alesc (Assembleia Legislativa de Santa Catarina) e coordenadora da Escola do Legislativo, Marlene Fengler (PSD) – braço direito do deputado estadual e provável candidato ao governo do Estado, Gelson Merisio (PSD) – durante a cerimônia.

Especula-se que ela figure entre os candidatos ao parlamento catarinense nas eleições gerais de 2018, e com amplo apoio da administração municipal de Tijucas.

QUEM TE VIU…

No sexto mandato consecutivo como vereadora – cinco à serviço do PMDB –, a professora aposentada Elizabete Mianes da Silva (PSD) declarou, publicamente, durante o evento, que jamais participou de uma bancada tão unida na Câmara. Para completar o título da nota: quem te vê! Pois, então?!

SUCESSÃO?

Quem imagina que o professor Elói Mariano Rocha esteja concentrado em fazer tudo o que houver de fazer nestes quatro anos de governo, pode se enganar. O administrador das contas públicas de Tijucas revelou, hoje, que pretende cimentar a propalada “mudança” numa possível sucessão municipal.

“Neste primeiro mandato, vamos colocar o município nos trilhos. E os próximos quatro anos serão para consolidar”, declarou o prefeito, ciente, obviamente, da impossibilidade de reeleição e firme no propósito de manter o time no poder a partir de 2021.