domingo, 26 de janeiro de 2020 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Recuo

Postado em 26 de novembro de 2019

O desconforto criado na administração municipal com a declaração do chefe do departamento de Estrada de Rodagem, Renato Sartori, de que haveria “laranjas” no setor, teve desdobramentos hoje.

Sartori publicou um pedido de desculpas ao prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD) e ao secretário de Obras, Transportes e Serviços Públicos do município de Tijucas, vice-prefeito Adalto Gomes (PL). Na postagem, o servidor em cargo comissionado admitiu o erro. “Me expressei mal. Tinha gente se metendo no meu trabalho e só queria cuidar do meu espaço”, escreveu.

Marcação cerrada

Postado em 15 de fevereiro de 2018
Foto: Divulgação

Nascido em Major Gercino e criado em São João Batista, o deputado estadual Altair Silva (PP) protocolou moção na Assembleia Legislativa para que o presidente da República, Michel Temer (MDB), corrija o equívoco histórico na sanção da Lei Federal 13.617/2018, que concede ao município de Santa Teresa (ES) o título de Pioneiro da Imigração Italiana no Brasil. O início da colonização italiana no Espírito Santo deu-se em 21 de fevereiro de 1874, exatos 37 anos e 11 meses após a chegada dos primeiros imigrantes à Colônia Nova Itália, no Vale do Rio Tijucas.

O presidente do parlamento catarinense, deputado estadual Aldo Schneider (MDB), acolheu a proposição do colega e, em nome da Alesc, encaminhou o apelo ao chefe da Nação. Se corrigido o erro, São João Batista passa a ser, de fato e de direito, o Pioneiro da Imigração Italiana no Brasil.

Na foto, Altair Silva apresenta a moção a entusiastas da proposta e representantes da comunidade e do governo batistense

Título moral

Postado em 26 de janeiro de 2018

O registro bem-humorado do youtuber Lucas Cunha das peculiaridades de São João Batista (vídeo a seguir) vem muito a calhar neste momento. Além das hilárias repetições da frase “calçados demais!”, numa digna alusão à mola propulsora da economia batistense, ele informa, ainda, que a Capital Catarinense do Calçado é, também, “a primeira colônia italiana do Brasil”.

Recentemente, o presidente Michel Temer (MDB) sancionou a Lei Federal 13.617/2018, que atribui, equivocadamente, ao município de Santa Teresa, no Espírito Santo, o título de “Pioneiro da Imigração Italiana no Brasil”. A indignação dos catarinenses, e, mais precisamente, dos batistenses, é flagrante. Representantes da sociedade civil e do Poder Público vêm se organizando para corrigir o que chamam de “erro histórico do Congresso Nacional e do presidente da República contra Santa Catarina”.

 

Café amargo

Postado em 4 de outubro de 2017

A caneca repousa na mesa do prefeito Elói Mariano Rocha (PSD). É para o café, o chá; para o ego. Não foi amplamente reproduzida, e tampouco envolve recursos públicos. Mas gerou polêmica e interpretações variadas. Mais uma vez, o assunto rendeu críticas diversas à administração municipal nas redes sociais. Na falta de informação, pregou-se que a prefeitura havia encomendado o brinde e distribuído na comunidade.

As censuras vão além, principalmente pelo equívoco na inscrição “Prof. Elói / Gestão 2017-2021”. O governo de Mariano Rocha, como todos sabem, termina em 2020. O engano, entretanto, se existe, se atribui à Asseut (Associação dos Estudantes Universitários de Tijucas), que presenteou o prefeito e alguns secretários municipais com a caneca.

Quem recebeu a peça, a propósito, justifica que a gestão mencionada, nesse caso, não é a do município; mas da própria associação, que confeccionou o brinde e que, em princípio, celebra mandatos de cinco anos.

Detalhes

Postado em 23 de janeiro de 2017

O blog errou ao informar, semana passada, que a marca da Uvel Veículos, que tem representação em Tijucas pelas mãos do empresário Manoel Amadeu Moisés, popular Maneca, estamparia as camisas da Associação Chapecoense de Futebol no amistoso com a Sociedade Esportiva Palmeiras, ocorrido sábado (21). O patrocínio, de fato, contemplava apenas o uniforme dos árbitros da partida.

O negócio, a propósito, envolveu o árbitro do jogo, Héber Roberto Lopes, em contato direto com o empresário, com participação do ex-superintendente da FME (Fundação Municipal de Esportes) de Tijucas, Robson Varela, que intermediou o encontro.

Linha cruzada

Postado em 8 de julho de 2016

Na agenda do iPhone aparecia “Tonho”. A vereadora Elizabete Mianes da Silva (PSD), no calor das definições, queria desabafar com o ex-vereador Antônio Zeferino Amorim, o Tonho Polícia (PSD), favorito entre os postulantes à prefeitura pelo partido, e chamou o “Tonho” que estava nos contatos do aparelho.

Alô, Tonho! Sabes da pesquisa? Era pra ontem, mas parece que só vão abrir amanhã. tão nervosa – lançou a presidente do Poder Legislativo de Tijucas, assim que o interlocutor atendeu a ligação, às vésperas da revelação dos números que indicariam a candidatura peessedista no pleito majoritário.

Oi, Bete! Não entendendo nada! Aqui é o Tonho da Zoca! É comigo mesmo que queres falar? – respondeu o servidor público municipal Luiz Antônio de Araújo, que passa os dias a serviço da FME (Fundação Municipal de Esportes), e, realmente, nada tinha que ver com a pesquisa ou com o PSD.

Ai, não, não, não, querido… Desculpa! Tu, tu, tu, tu

Português desviado

Postado em 1 de junho de 2016
Foto: Divulgação

A prefeitura de São João Batista limitou o tráfego de veículos no Centro da cidade para obras de saneamento e pavimentação. Deu-se à incumbência do diretor de Trânsito do município, Jofre Melzi, portanto, a difícil tarefa de avisar aos motoristas sobre o “desvil” à direita.

Com um papelão e uma lata de graxa, numa oficina mecânica das imediações, Melzi teria confeccionado a placa que vem gerando piadas e reprovações das mais diversas. O departamento de Comunicação do município, no entanto, diz que o autor do aviso é um comerciante local no dever cívico de contribuir com a comunidade; e que, logo que identificou o equívoco, a prefeitura tratou de consertar.