terça-feira, 23 de abril de 2024 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Espaço tomado

Postado em 17 de abril de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

A especulada concorrência territorial entre a deputada estadual Ana Paula da Silva (PODE), de Bombinhas, e o ex-prefeito de São João Batista, Daniel Netto Cândido (agora no PSD), foi escancarada. Embora fossem correligionários e mantivessem o discurso de “time”, essa relação nunca passou da diplomacia.

A outorga do PODEMOS batistense ao empresário Alyson dos Santos, irmão do ex-prefeito Aderbal Manoel dos Santos (PP), desafeto de Cândido, evidencia o distanciamento entre a parlamentar e o ex-secretário adjunto de Estado.

Paulinha, agora presidente estadual do partido, concordou que na Capital Catarinense do Calçado o PODEMOS fosse oposição ao projeto do ex-colega de bancada, que planeja concorrer novamente à prefeitura nestas eleições. A legenda deve formar aliança com PL, PP e UNIÃO no município.

Publicamente, a deputada tem dito que ingressou na presidência do PODEMOS para desatrelar a legenda das ações do governo Jorginho Mello e do PL – justamente o avesso das intenções do ex-presidente Camilo Martins – e aproximar o partido da proposta do PSD. Mas na prática, em São João Batista, que pode ser exceção, o alinhamento tem sido rigorosamente o oposto desse plano.

Vice de novo?

Postado em 6 de abril de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

O nome do vice-prefeito Almir “Déi” Peixer, de São João Batista, não constava na relação de filiados de qualquer partido político, desde a fusão dos extintos PSL e Democratas, em 2021, que resultou na criação do UNIÃO BRASIL. O adjunto havia sido eleito, um ano antes, pelo PSL, mas decidiu não acompanhar a nova legenda.

A condição, entretanto, mudou. Nesta semana, atendendo a um pedido do prefeito e colega de chapa na vitoriosa campanha de 2020, Pedro Alfredo Ramos, Peixer assinou sua ficha de filiação ao MDB batistense. O ato, aliás, foi acompanhado pelo próprio mandatário e por outras lideranças do grupo.

Em atenção ao Blog, o vice-prefeito afirmou que ainda analisa o futuro e que não decidiu se estará nas urnas em outubro. Entretanto, especula-se na Capital Catarinense dos Calçados que o movimento poderia indicar a possibilidade de uma candidatura à reeleição, sobretudo, se for confirmada, no futuro, uma conjuntura entre MDB e o PSD, do ex-prefeito Daniel Netto Cândido. Pois então…

Extra! Extra!

Postado em 5 de abril de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

No último dia da janela da partidária, o União Brasil, de Tijucas, confirmou a adesão do vereador José Roberto “Betinho” Giacomossi. O parlamentar deve assinar a ficha de filiação ainda na manhã desta sexta-feira (5).

O Blog havia antecipado, dias atras, que Giacomossi estava decidido a deixar o PSD. Entre os motivos, estaria o desgaste da relação com a legenda, onde disputou três eleições consecutivas, sendo, inclusive, o primeiro vereador eleito pelo partido no município.

Antes de definir o futuro, o ex-superintendente da Fundação Municipal de Esportes comunicou o prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD) sobre a desfiliação. Desde então, o vereador passou a conversar com o colega de parlamento municipal, Maurício Poli (UNIÃO), sobre a possibilidade de adesão ao novo grupo.

“Estava sempre conversando com o Maurício Poli, com o irmão dele, o Cesar (Mário César Poli). O projeto deles no União Brasil é muito legal e decidi acompanhá-los”, resumiu Giacomossi.

Mudar faz bem

Postado em 2 de abril de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

Recentes movimentos levam a crer que o vereador José Roberto “Betinho” Giacomossi, de Tijucas, está de malas prontas para deixar o PSD. O primeiro parlamentar eleito pela legenda na história do município estaria, segundo fontes próximas, decidido a pedir a desfiliação.

Os motivos específicos ainda permanecem no campo da especulação. Um deles, porém, seria o desgaste da relação com o partido. Afinal, Giacomossi concorreu três vezes consecutivas (2012, 2016 e 2020) usando o 55 nos santinhos.

O ex-superintendente da Fundação Municipal de Esportes estaria, inclusive, repensando a candidatura. Fatores de cunho pessoal seriam empecilhos, mas que ainda dependem de avaliações profundas.

RÁPIDO E RASTEIRO

O Blog apurou que grupos políticos da Capital do Vale, cientes da possível – ora provável – saída, já teriam iniciado as tratativas com Giacomossi. O principal interessado é o PL e as primeiras investidas teriam partido do colega de parlamento e pré-candidato liberalista à prefeitura Fernando Fagundes.

Um bom filho…

Postado em 21 de março de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Bruno Collaço | Agência AL

Quatro anos depois de deixar o PSD, migrar ao extinto PSL e, mais tarde, rumar ao Podemos para a disputa de uma cadeira na Assembleia Legislativa, o ex-prefeito Daniel Netto Cândido, de São João Batista, retornará ao partido que o revelou para a política. O martelo foi batido em um encontro com lideranças da legenda, ontem, em Florianópolis.

Ao Blog, Cândido revelou que a deputada estadual Ana Paula da Silva – recém-empossada presidente estadual do Podemos -, participou das tratativas para oficializar a desfiliação. Durante os últimos dias, aliás, não faltaram gestos de ambas as partes. A bombinense seguirá responsável pela organização da legenda, mas, a partir de agora, precisará montar o próprio grupo.

PONTO FUTURO

O deputado estadual suplente reafirmou a intenção de concorrer novamente à prefeitura da Capital Catarinense do Calçado. A volta ao PSD, inclusive, seria um dos passos necessários para o projeto, sobretudo para a reconstrução das relações com o MDB, o que viabilizaria a reedição da coligação vitoriosa em 2012, 2016 e 2020.

Nem mesmo as públicas desavenças com o prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB) atrapalhariam os planos. Isso porque, recentemente, Pedroca teria acenado ao grupo liderado pelo ex-mandatário e deixado o caminho livre para uma aproximação.

Entretanto, Cândido garante que as conversas ainda precisam evoluir. “Nada 100% fechado. Estamos abertos para conversar com todos. Ainda é muito cedo para cravar. Será uma construção daqui pra frente”, pondera.

ACLAMADO

A filiação do ex-prefeito ao PSD foi aprovada pelas principais lideranças da legenda no Estado. Entre elas, o presidente do partido, Eron Giordani, os prefeitos João Rodrigues, Clésio Salvaro e Topázio Silveira Neto, de Chapecó, Criciúma e Florianópolis, respectivamente, os deputados federais Ismael dos Santos e Darci de Matos, e os deputados estaduais Júlio Garcia, Napoleão Bernardes e Mário Motta.

O grupo vem incentivando a candidatura do batistense no pleito de outubro e, inclusive, boa parte é aguardada em um evento de filiação, agendada para o próximo dia 03 de abril.

Juntos outra vez

Postado em 19 de março de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

O presidente do Samae (Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto) de Tijucas, Luiz Rogério da Silva, e o ex-senador da República, Dário Berger, estão novamente juntos em uma legenda política. A relação próxima da dupla foi evidenciada, mais uma vez, ontem, com o anúncio da filiação do ex-prefeito de Florianópolis e de São José ao PSDB.

Em novembro passado, o Blog havia antecipado que o tijuquense, antes de confirmar o retorno ao ninho tucano, consultou Dário e o irmão, Djalma, com quem nutre longa amizade. Naquele momento, a saída dos Berger do PSB era dada como certa e Rogerinho, então, antecipou a desfiliação para assumir a regência local do partido.

Dário Berger, segundo a imprensa especializada da Capital do Estado, pretende disputar, outra vez, a prefeitura de Florianópolis, cidade que governou em duas oportunidades, entre 2005 e 2012. A primeira, inclusive, pelo próprio PSDB.

EM TEMPO

Rogerinho é o convidado desta quinta-feira (21) do programa LINHA DE FRENTE. Na pauta, a reorganização do PSDB na Capital do Vale, os movimentos e as análises para o pleito municipal de outubro. Não perca!

Presidenta

Postado em 12 de março de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

Pedra cantada no Blog, semana passada, a deputada estadual Ana Paula da Silva confirmou ontem (11) que assumirá a presidência estadual do Podemos. O convite foi feito durante uma reunião com a coordenação do partido, liderada pela presidente nacional e deputada federal paulista Renata Abreu.

Paulinha revelou que já havia sido sondada por membros da legenda para assumir a função, que antes era a do colega de parlamento Camilo Martins. Disse, ainda, que aceitou a convocação graças à boa relação que tem com a presidente nacional do partido.

“Uma mulher que tem atuação brilhante e que é referência na representatividade feminina, uma pauta que sempre defendi. Faremos um trabalho de construção partidária, com respeito e compromisso com Santa Catarina”, deeclarou a mais nova presidente do Podemos catarinense.

Onde há fumaça…

Postado em 1 de fevereiro de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

O status da relação entre PL e PP passou ao próximo nível em São João Batista. As principais lideranças dos dois partidos se reuniram ontem no Centro Administrativo do Estado para assumir o “namoro”.

Sentados à mesa, estavam o presidente do PL batistense Felipe Lemos, o ex-prefeito Aderbal Manoel dos Santos, maior expoente do PP na Capital Catarinense do Calçado, e o braço direito do governador Jorginho Mello (PL) e presidente do PL de Florianópolis, Heleno Orlandino.

O interesse na construção de um projeto conjunto, segundo apuração do Blog, tem sido mútuo e conta com o aval da cúpula liberalista estadual. Lemos acredita que uma composição com o PP, legenda tradicional e de grande apelo eleitoral no município, engrandeceria o projeto, tanto na aliança majoritária quanto na proporcional.

Prefeito de 2005 a 2012, Santos, por sua vez, entende que o jovem empreendedor, estreante na política, além de apresentar a novidade ao pleito, ajudaria na oxigenação do PP, que já não administra São João Batista há 11 anos, quando, justamente, ele deixou a prefeitura.

ABERTO AO DEBATE

Consultado pelo Blog, Felipe Lemos confirmou a aproximação com o PP e revelou que “as conversas evoluíram bastante nos últimos dias”. Entretanto, pondera que se mantém aberto ao diálogo com todas as correntes possíveis e que, em princípio, deve seguir avaliando o cenário.

“Nós do PL vemos com bons olhos uma aliança com o PP. É uma das grandes forças de São João Batista e tem o ex-prefeito Aderbal, que é meu amigo pessoal, como grande liderança. Mas, tenho dito que nossa construção nos deu credibilidade para conversar com todos os grupos. Nós não abrimos mão das nossas convicções e ideais. Vamos seguir debatendo e pensando em uma São João Batista melhor”, justifica.

Espontaneamente

Postado em 22 de janeiro de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Câmara de Canelinha

Sempre que a disputa política de Canelinha entra na reta final, um nome em especial passa a ser frequente nas rodas de especulação da cidade: o do radialista José Carlos Trindade, popular Carlinhos, marido da vereadora Neli Ferreira (MDB).

Embora jamais tenha participado efetivamente de uma concorrência majoritária, o locutor da Canelinha FM tem status de liderança no MDB e ostenta popularidade e prestígio social, o que, para alguns entusiastas da proposta, seriam requisitos capazes de intensificar as chances de vitória no pleito. E quando uma possibilidade passa a ser oportunidade, cria-se a expectativa.

Consultado pelo Blog, entretanto, Trindade não confirma qualquer intenção de concorrer à prefeitura, mas revela que tem recebido investidas. “Meu nome aparece na pesquisa espontânea, fruto do meu trabalho, e isso faz com que as pessoas me questionem sobre uma candidatura. Ainda acho que minha mulher, Neli, atuante na política há muitos anos, tem mais argumentos para ser prefeita”, diz.

CHOQUE INTERNO

Caso decidisse assumir esse desafio, Carlinhos teria um lide a tratar: a união do MDB local e os conflitos com o ex-prefeito Moacir Montibeler, nome de comando na legenda e com quem ele e a mulher atualmente não comungam. “Embora sejamos MDB, o partido, em Canelinha, tem dono. E com isso não concordamos”, conta, antes de dizer que “não existe, atualmente, qualquer relação” entre eles e o ex-mandatário canelinhense.

LIVRE E LEVE

Sobre a cena atual e as possibilidades para o pleito de outubro, Trindade usa os argumentos da esposa e garante que não teria dificuldades de “construir pontes” com adversários de outrora. “Tenho ótima relação com o atual prefeito (Diogo Francisco Alves Maciel (PL)), e o vereador Robinson (Carvalho Lima (PP), principal liderança de oposição na Câmara) é meu amigo e frequenta a minha casa”, garante.

Exclusivamente, o radialista revelou que, inclusive, já teria conversado com Carvalho Lima acerca de um projeto para as próximas eleições.

Clima quente

Postado em 18 de janeiro de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: VipSocial

A postura centralizadora do prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD) foi, mais uma vez, motivo de discórdia no seio governista recentemente. O remanejamento de uma servidora em cargo comissionado sem a consulta prévia ao gestor da pasta provocou cizânias severas na relação entre o mandatário tijuquense e o colegiado.

A discussão, no primeiro gabinete do paço, de dedos em riste e ameaças de parte a parte, foi ouvida por funcionários de departamentos adjacentes e culminou em pedido impulsivo de exoneração – contornado pouco tempo depois por conselheiros do governo e apoiadores preocupados com o futuro eleitoral do grupo.

VAIDADE

O trato de Mariano Rocha com a equipe administrativa e vereadores situacionistas, que tem como base a personalidade altiva do prefeito e as propaladas medidas de aprovação popular, tem sido uma questão particularmente trabalhada no cerne da gestão. Os elogios públicos ao mandatário sempre foram questões de ordem e requisitos para o bom convívio.

Os incômodos, no entanto, passaram a ser mais notados com a proximidade do período eleitoral e os excessos cada vez mais frequentes.