quinta-feira, 30 de maio de 2024 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Sem surpresas

Postado em 6 de maio de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Luan Lucas

A aliança vencedora de 2020, em Nova Trento, deve ser mantida em 2024, custe o que custar. O prefeito Tiago Dalsasso (MDB) e o vice-prefeito Moacir Tadeu Dalla Brida (PSD) estarão juntos, outra vez, concorrendo ao direito de permanecer nas respectivas funções por mais quatro anos.

Dalsasso tem dito que a fidelidade do adjunto é um dos fatores decisivos para a manutenção da chapa, mas pontua, ainda, o trabalho realizado a quatro mãos. Em entrevista ao programa LINHA DE FRENTE, na última quinta-feira (2), o mandatário explicou a decisão de reeditar a dupla Tiago&Moacir.

“Desde o começo, sempre tive uma conversa muito clara de que iriamos avaliar ao longo do tempo se teríamos condições ou não de sermos candidatos ou não. Eu e o Moacir, juntos, construímos um trabalho, junto de pessoas que nos rodeiam. Conseguimos entregar muito resultado. Erramos, mas acertamos muito. Então, eu sou pré-candidato a prefeito, com o Moacir como pré-candidato a vice. Essa é a nossa chapa e vamos pra eleição assim. É eu e Moacir. Pra vencer ou pra perder”, bradou Dalsasso.

GRUPO UNIDO

A ida do adjunto ao PSD, após a traumática saída do PL, também teve vistas ao pleito municipal. A boa relação e a proximidade com lideranças da legenda no Estado, como os deputados estaduais Napoleão Bernardes e Júlio Garcia, facilitaram o caminho.

“Tudo tem um começo. O PSD, em Nova Trento, começou junto com o MDB. Foi criado para as eleições de 2012, onde o candidato a vice foi Natal Tomasoni, pelo PSD. Como já tivemos uma origem lá atrás, óbvio que sempre conversamos. Foram conversas claras e honestas, que incentivaram o Moacir a dar esse passo. Em 30 dias, foram filiadas 100 pessoas. Foi feito um grande trabalho pelo grupo que se reuniu ao redor deles”, explicou o prefeito.

Rota recalculada

Postado em 22 de abril de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

A propalada pesquisa que definiria o candidato a prefeito do PL em Tijucas, acordada nas internas da legenda, pode nem ser realizada. Caso seja, não deve ter o peso que principalmente o empresário Thiago Peixoto dos Anjos e o ex-vereador Sidney Machado ansiavam que tivesse.

As novas diretrizes do processo passaram a ser sublinhadas nos últimos encontros da regência do partido, quando orientações para que os três pré-candidatos liberalistas buscassem um acordo que beneficiasse o grupo foram dadas. Independentemente do potencial de votos de cada um, a propósito.

Sobressaem-se, portanto, teorias de que o representante do PL na concorrência majoritária sempre foi o vereador Fernando Fagundes e que aquela conversa decisiva entre o ex-emedebista e o governador Jorginho Mello na véspera da transferência era a garantia para que os procedimentos internos fossem apenas protocolares.

Se antes uma suposta preferência por Fagundes era tratada com discrição, a situação mudou desde que o atual presidente do partido em Tijucas, Alberto Carlos Dolorini, o Tito, foi empossado, há cerca de um mês.

A interferência direta do ex-vereador e ex-deputado estadual André Dadam, que tem muita proximidade com um dos filhos do governador, também passou a ser mais frequente no seio liberalista tijuquense. Ele seria outro que defende a escolha de Fagundes como candidato a prefeito sem a prévia da opinião pública.

Sobre a mesa, estão os argumentos de que o vereador por quatro legislaturas consecutivas teria melhor relacionamento nas esferas superiores do poder e que viria trabalhando mais em prol do PL, com filiações e adesões de lideranças, em comparação aos concorrentes internos.

Consultados pelo Blog, os outros dois pré-candidatos a prefeito do partido, Thiago Peixoto dos Anjos e Sidney Machado, disseram, cada um a seu modo, que continuam acreditando no que foi acordado, que a melhor forma de escolha do candidato segue sendo a pesquisa e que também têm garantias, tanto da regência local do PL quanto do governador, sobre a transparência do processo.

Emedebista no papel

Postado em 2 de abril de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Em raro registro da campanha eleitoral de 2016, Tonho Polícia conversa ao pé do ouvido do candidato a prefeito Elmis Mannrich.

Se o ex-vereador Antônio Zeferino Amorim, de Tijucas, dizia aos quatro cantos do município que “não acompanharia o MDB nem que lhe dessem todas as carretas do (saudoso empresário) Arnaldo Peixoto“, a frase já pode ser desconsiderada.

Afinal, Tonho Polícia, como ficou conhecido, deve assinar, nesta quarta-feira (3), a filiação ao Manda Brasa. O convite teria partido do ex-prefeito e presidente municipal do partido Elmis Mannrich, com quem o ex-parlamentar criou muita proximidade nos últimos anos.

Um dos trunfos de Mannrich para confirmar a adesão, segundo fontes do Blog, seria a possibilidade de alçar Tonho à condição de pré-candidato a vice-prefeito. Em linhas gerais, a dupla poderia ser confirmada mesmo muito antes do pleito.

Amorim, genuinamente cola-branca, passou a frequentar os movimentos emebedistas em 2016, quando, nas tratativas pré-eleitorais, foi preterido pelo grupo que, mais tarde, indicaria Eloi Mariano Rocha (PSD) como representante dos opositores nas eleições. Machucado, o ex-vereador se tornou figurinha carimbada nos eventos públicos dos periquitos.

Pergunta capciosa

Postado em 25 de março de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Bruno Collaço | Agência AL

Uma pergunta específica em recente pesquisa eleitoral realizada em São João Batista intrigou entrevistados e observadores da política local. No questionário, a indagação sobre a influência do deputado estadual Camilo Martins (PODE) no eleitorado batistense surpreendeu e fugiu à regra.

Das três, uma. Ou o proponente do levantamento foi o ex-prefeito e suplente de deputado estadual Daniel Netto Cândido, agora no PSD, que tem relação estreita com Martins e pretende concorrer novamente à prefeitura nestas eleições; ou partiu de adversários, na tentativa de atribuir a contratação da pesquisa ao ex-mandatário; ou os estatísticos foram à Capital Catarinense do Calçado sob ordens da deputada estadual Ana Paula da Silva, atual presidente do PODEMOS catarinense, que teria interesse em fortalecer o partido na cidade e, ciente da proximidade entre o parlamentar correligionário e a principal liderança batistense da atualidade, quer saber até onde pode ir.

Na prática, e em consideração ao resultado das eleições gerais de 2022, a resposta seria simples. A influência do ex-prefeito de Palhoça na comunidade batistense seria, na melhor das hipóteses, quase nenhuma. Afinal, ele recebeu apenas 119 votos em São João Batista no pleito passado.

Projetando

Postado em 7 de novembro de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

Um projeto elaborado para a abertura de uma nova ligação entre Porto Belo e Bombinhas foi entregue, nesta manhã, pelo deputado estadual Emerson Stein (MDB), nas mãos do secretário de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, Jerry Comper.

Para que a ideia se torne realidade, Comper garantiu que solicitará ao governador Jorginho Mello (PL) a liberação de recursos para um convênio com a prefeitura portobelense, permitindo que a obra seja executada e entregue às comunidades.

A dupla emedebista, inclusive, tem um encontro, marcado para a próxima semana, com o chefe do Executivo catarinense, para apresentar a proposta e solicitar o aporte financeiro necessário para o investimento.

SINTONIA

Stein e Comper, a propósito, vêm atuando juntos em inúmeros projetos. A relação foi construída, evidentemente, pela atuação partidária, mas, também, pela proximidade regional, o que, certamente, poderá ser muito positivo para o Vale do Rio Tijucas e Costa Esmeralda.

Malas prontas

Postado em 25 de outubro de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

A ex-prefeita de Bombinhas e deputada estadual Ana Paula da Silva não vai permanecer por muito mais tempo no PODEMOS. Ela deve usar a próxima janela de transferências partidárias, em abril, para assinar a filiação ao PSD.

Do mesmo grupo, o companheiro e prefeito Paulo Henrique Dalago Muller, que se reelegeu no DEM, já migrou para o PSD; e o vice-prefeito e pré-candidato à sucessão municipal Alexandre da Silva, que estava no PDT, revelou, em recente entrevista ao programa LINHA DE FRENTE, na TV Vip, que vai seguir o mesmo caminho.

Paulinha tem muita proximidade com o colega de parlamento Júlio Garcia (PSD) – uma das figuras mais importantes da atualidade na política catarinense –, relação que teve peso fundamental na decisão. A adesão tem sido especialmente comemorada nas internas do partido, no Estado e na região.

Base de sustentação

Postado em 24 de outubro de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

Dos principais nomes de oposição, o empresário Thiago Peixoto dos Anjos (agora no PL) esteve próximo de conquistar o comando do PODEMOS de Tijucas. Mas o partido, entretanto, segue na base de sustentação do prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD).

A secretária de Ação Social, Bianca Bibiani Machado, é quem deve assumir a presidência da comissão municipal da legenda. Pesou em favor dela a proximidade e o apoio prestado ao ex-prefeito de São João Batista e suplente de deputado estadual Daniel Netto Cândido (PODE) em 2022, responsável pela articulação do PODEMOS na região.

RELEVÂNCIA

Nas eleições de 2020, por intermédio do gerente administrativo do Samae (Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto), Fabiano Saramento, que detinha o controle da executiva local, o PODEMOS teve papel importante no resultado do pleito.

O vereador Cláudio de Oliveira, a propósito, que estreou com sucesso nas urnas, era uma das apostas do partido que depois, a pedido de Mariano Rocha, foi cedido à nominata do PP.

Presidente contente

Postado em 8 de junho de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Luan Lucas

Entre os 11 prefeitos presentes na sede da Associação de Municípios da Foz do Rio Itajaí (Amfri), durante a visita do governador Jorginho Mello (PL), apenas um teve a oportunidade de falar ao público presente: Paulo Henrique Dalago Muller (sem partido), de Bombinhas.

O privilégio foi concedido pela organização ao presidente da Amfri, representando toda a região no encontro. O mandatário bombinense pontuou a importância de receber o governador e garantiu que a região receberá “ótimas notícias”.

“É importante porque mostra que o governador fica mais próximo da população, das prefeituras e dos vereadores. Acredito que teremos, nas próximas semanas, boas notícias”, salientou. Bombinhas, a propósito, terá continuidade em obras que foram apresentadas e indicadas como emergenciais.

Dito e feito

Postado em 17 de março de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

O prenúncio da filiação do prefeito de Canelinha, Diogo Francisco Alves Maciel, ao PL, que o Blog trouxe em primeira mão, confirmou-se. Ontem, o mandatário canelinhense assinou a ficha na presença do governador Jorginho Mello, presidente estadual do partido.

Alves Maciel tem dito publicamente que não se prende a bandeiras partidárias e que tem o desenvolvimento de Canelinha como único e exclusivo interesse na política.

E a história corrobora. Ele saiu da presidência do PP para concorrer à prefeitura no PSL, migrou para o Republicanos com o então governador Carlos Moisés da Silva e, agora, declaradamente por estratégia, ingressou na base governista de Santa Catarina.

 

ATUAÇÃO REGIONAL

O prefeito da Cidade das Cerâmicas deve, ainda, integrar um núcleo de fortalecimento do PL no Vale do Rio Tijucas. Os objetivos foram definidos durante o ato de filiação, no Centro Administrativo.

Para tanto, as tarefas devem ser divididas entre ele, inicialmente, e o empresário Felipe Lemos, de São João Batista, que recebeu a incumbência de trabalhar a questão também em Major Gercino e Nova Trento, principalmente.

 

APROXIMAÇÃO

A presença do vereador Fernando Fagundes, de Tijucas, na cerimônia de filiação de Diogo Maciel ao PL chamou a atenção mais uma vez. Ele, inclusive, tem sido frequente nas incursões políticas dos liberalistas na região, mas já declarou que, apesar da proximidade com líderes da legenda, não pensa em deixar o MDB neste momento.

Advogam em favor do parlamentar o excelente trânsito com o deputado estadual Carlos Humberto Metzner Silva (PL) e a relação estreita com Felipe Lemos.

Nem um passo

Postado em 24 de outubro de 2022
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Candidato a prefeito de São João Batista em 2020, o ex-vereador Heriberto Eurides de Souza (PSC) contrapõe a nota “Ultrapassagem pela direita“, de semana passada no Blog, e garante que não deu nem “um passo a procura do PL”. Ele disse, ainda, que faria uma live nas redes sociais para confutar qualquer especulação que pudesse haver sobre o tema.

O interesse inicial pelo partido do senador Jorginho Mello na Capital Catarinense do Calçado foi manifestado pelo vereador Gustavo Grimm (CIDADANIA), que tem relação estreita com Betinho e, talvez por essa proximidade, tenha-se confabulado o convênio entre eles.

Depois de tentar uma reunião com a cúpula estadual da legenda, Grimm se arrependeu e pediu desculpas ao presidente do PL no município, empresário Estevan Nascimento. “Estou aprendendo todo dia na política. Neste meio existe muito orgulho, mas reconheço que errei”, escreveu o parlamentar em mensagem endereçada ao comando local da sigla.