sexta-feira, 9 de dezembro de 2022 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Pazes e mais áudios

Postado em 21 de novembro de 2022
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Houve quem apostasse que o vice-prefeito de São João Batista, Almir “Déi do Gás” Peixer (MDB) — seguramente aquele que mais vezes esteve no comando do município no mandato atual, na região —, jamais teria uma nova oportunidade na chefia do Executivo. Os palpites têm motivo: as acusações públicas, em setembro, do prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB) sobre o adjunto “fazer rolo” com a retirada, sem permissão, segundo ele, de um documento da prefeitura para fins político-eleitorais.

Mas as rusgas parecem ter sido superadas com o fim das eleições. Pedroca entrou novamente em férias e passou, hoje, o bastão para Déi, que administra a Capital Catarinense do Calçado nos próximos 15 dias.

TURBULÊNCIA

O mandatário batistense vem passando por um período turbulento na gestão. A greve dos professores da rede municipal, de acordo com as especulações, tem sido uma das principais razões.

Por mensagens de áudio — que, obviamente, como todas as outras que ele enviou antes, durante e depois da campanha de 2020, passaram a ser compartilhadas sucessivamente nas redes de conversação online do município e da região —, Pedroca chegou a criticar severamente vereadores de oposição que teriam remetido salgadinhos para os professores que se reuniam no protesto. Pois, então?!

Urnas e represálias

Postado em 31 de outubro de 2022
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Que o Vale do Rio Tijucas deu vitória incontestável ao presidente Jair Bolsonaro (PL) no segundo turno da eleição presidencial, não é surpresa. Afinal, foram 31.020 votos de vantagem sobre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na região. Somadas as totalizações nos cinco municípios, chega-se a 46.321 para o candidato à reeleição contra 15.301 do concorrente eleito. Portanto, provas mais que suficientes da inclinação consistente do eleitorado regional ao movimento do atual chefe da Nação.

Daí, e a partir do resultado do pleito, surgem as revinditas. Uma lista de empresários e comerciantes locais que possivelmente teriam manifestado algum tipo de apoio a Lula passou a circular nos grupos de conversação online para que a população do Vale tomasse ciência, na visão dos autores, de onde e de quem não comprar. Pois, então?!

CANCELAMENTO

Mesmo fora da política, o ex-vereador Abel Grimm, de Canelinha, que já foi filiado ao PT, tem sido um dos alvos do cancelamento de bolsonaristas na região. Uma mensagem de áudio em que ele critica a manifestação de caminhoneiros na BR-101 com frases como “sem-vergonhas, que levaram pau e estão todos quebrados” vem sendo disseminada nas redes juntamente com uma foto da fachada da loja de materiais para construção que o ex-parlamentar canelinhense administra em São João Batista.

Não se tem certeza, no entanto, que a declaração de Grimm tenha a ver com o resultado da eleição. Na mesma gravação, ele faz referência ao preço do litro do diesel e a um possível aumento do combustível em razão das paralisações.

Fim da linha

Postado em 1 de setembro de 2022
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A relação entre o ex-prefeito Daniel Netto Cândido (PODE) e seu sucessor, o atual prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB), azedou de vez. As rusgas que começaram no declarado apoio do mandatário de São João Batista à reeleição do deputado estadual Jerry Comper (MDB) — ainda que o conterrâneo e parceiro pretendesse o mesmo cargo — e se intensificaram na difícil liberação da professora Rúbia Alice Tamanini Duarte para a Secretaria Adjunta de Estado do Desenvolvimento Social, chegaram a níveis extremos nas últimas semanas.

O vazamento de mensagens de áudio, além da publicação de um vídeo em que Pedroca critica a gestão anterior, da qual participou como vice-prefeito, puseram um fim na parceria vitoriosa e transformaram os outrora amigos em rivais manifestos. Nas redes sociais, a coordenação de campanha de Cândido repudiou as ações, tratou como “caluniosas”, e prometeu desmentir as acusações em juízo. O afastamento fica evidente, a propósito, quando, no mesmo texto, a equipe informa que o material teria sido disseminado por “opositores” do ex-prefeito e candidato a deputado estadual.

Via de mão dupla

Postado em 1 de agosto de 2022
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Apoiador do projeto de reeleição do governador Carlos Moisés da Silva (REPUBLICANOS), o prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB), de São João Batista, criticou severamente a atitude do vereador e advogado batistense Nelson Zunino Neto (PP), que denunciou possíveis irregularidades no Plano 1000, do governo estadual, ao Tribunal de Contas do Estado. “Logo o doutor Neto, filho da presidente estadual da Rede Feminina de Combate ao Câncer, que recebeu recursos do governo… Isso não fica bem para São João Batista. Agora eu terei que explicar essa situação ao governador”, desaprovou o mandatário da Capital Catarinense do Calçado.

A comunicação foi aceita no TCE e o conselheiro Luiz Roberto Herbs pediu uma apuração sobre a ausência de informações a respeito do programa do governo estadual. De acordo a denúncia, “o Plano 1000 cria algo que não existe. Não é um plano orçamentário. É apenas uma peça publicitária para promoção pessoal do governador”.

Sobre a reprimenda do prefeito, Zunino Neto diz que “como cidadão, muito antes de advogado e vereador, tem o direito e o dever de denunciar o que acredita estar errado”. E responde, inclusive, que ter a presidente estadual da Rede Feminina de Combate ao Câncer, Maria Círia Aragão Zunino, como mãe, e a entidade ser assistida por recursos públicos, não isenta o governo estadual de ser investigado por qualquer que seja a acusação. Anos atrás, aliás, ele também registrou uma denúncia contra o ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Reajuste do magistério

Postado em 21 de fevereiro de 2022
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Um grupo de professores — e, inclusive, ex-professores — de Tijucas vem reivindicando sistematicamente um reajuste salarial de 33,24% para a classe, conforme o piso nacional. E os protestos ecoam na classe política, com manifestações efusivas de opositores do governo. Um dos críticos mais veementes tem sido o vereador Cláudio Eduardo de Souza (PDT), que protocolou ofício na Câmara para exigir a correção salarial do magistério, e, hoje, no calor das discussões, publicou texto nas redes sociais em que pergunta, em letras garrafais, “cadê o reajuste dos professores?”.

O prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD), que é professor, ainda não se pronunciou sobre o assunto. Mas a comunicação da prefeitura emitiu nota oficial em que esclarece a questão. No comunicado, o município diz que “aguarda a regulamentação da matéria por intermédio de uma lei específica a ser aprovada no Congresso Nacional” e que, “de acordo com nota técnica da Associação dos Municípios da Grande Florianópolis, emitida dia 12, ‘até que a lei venha a ser editada, entende-se não haver critério válido para amparar a atualização ao piso salarial nacional dos profissionais do magistério'”.

Enquanto isso, como forma de amenizar a situação, o Executivo apresentou projeto de lei à Câmara Municipal para que os 8% de reajuste concedido aos servidores municipais seja, também, outorgado aos professores da rede.

Ausência notada

Postado em 3 de setembro de 2021
  •  
  •  
  • 2
  •  
  •  

Não faltaram críticas ao presidente do PP tijuquense, suplente de vereador e secretário de Obras, Transportes e Serviços Públicos do município Vilson Natálio Silvino, anteontem, na reunião regional do partido, em Tijucas. A ausência do mandachuva do Progressistas municipal no encontro não passou despercebida, e foi amplamente reprovada nos discursos de vereadores da legenda.

Já existe, inclusive, agora com mais força, um movimento interno para a reorganização do PP em Tijucas que envolve novas diretrizes e comando.

Casaca virada

Postado em 31 de maio de 2021
  •  
  •  
  • 9
  •  
  •  

Dias depois de anunciar publicamente a desfiliação do MDB e criticar a gestão do prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB) — que ajudou a eleger em São João Batista, em 2020 —, o empresário Sílvio Eccel, da Rádio Clube, posou para a foto com o presidente municipal do PP, ex-vereador Fábio Norberto Stürmer, que foi candidato a vice-prefeito na principal chapa de oposição.

Silvinho almoçou com Stürmer e amigos, no sítio do progressista, no interior da Capital Catarinense do Calçado. O comunicador, que se vangloria de ter atuado nas eleições dos nove últimos governos batistenses, diz, agora, que será mais incisivo nas cobranças à administração municipal, “inclusive com documentos, quando for necessário, nos microfones da rádio”. Pois, então?!

Livre, leve e solta

Postado em 26 de maio de 2021
  •  
  •  
  • 9
  •  
  •  

A deputada estadual Ana Paula da Silva conseguiu o que queria — inclusive com provocação clara, semana retrasada, no LINHA DE FRENTE, na VipSocial TV — e, enfim, foi expulsa, hoje, do PDT. A decisão, da executiva nacional, tomou como base a acusação de “indisciplina partidária”. O processo interno teve início quando ela decidiu assumir a liderança do governo de Carlos Moisés da Silva (PSL) na Assembleia Legislativa, no início de 2020.

Paulinha, a propósito, esperava por isso e já vinha considerando convites de outras legendas. MDB, DEM e PSL são algumas das opções sobre a mesa.

DESABAFO

Assim que a decisão foi divulgada, o prefeito de Bombinhas, Paulo Henrique Dalago Müller (DEM), usou as redes sociais para congratular a deputada pela “libertação” e criticar ferozmente o PDT, que, segundo ele, “nunca fez nada de positivo para Santa Catarina”. O mandatário bombinense pontuou, ainda, que Paulinha foi eleita por si e “não por uma sigla que engana o povo”.

No encerramento, Dalago Müller parabenizou novamente a companheira “por não se ajoelhar aos coronéis da política que o PDT ainda cultua” e invocou “sonhos de uma Santa Catarina melhor”. Pois, então?!

Frequência modulada

Postado em 18 de maio de 2021
  •  
  •  
  • 11
  •  
  •  

Se tem alguém muito descontente com o governo do prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB) em São João Batista, é o empresário Sílvio Eccel, da Rádio Clube. Sem qualquer cerimônia, ele usou a audiência da própria emissora para dizer, pessoalmente, que está “extremamente chateado” e que considera a desfiliação do MDB. “Ajudei a montar a equipe de campanha, saímos vitoriosos, e agora não sirvo mais?”, questionou, durante a programação.

Silvinho avisou, ainda, que, de agora em diante, será mais incisivo nas cobranças à administração municipal, “inclusive com documentos, quando for necessário, nos microfones da rádio”. O recado foi direcionado a Pedroca, mas também aos “dinossauros que estão no primeiro escalão”, que o empresário acusou de quererem apenas “vantagens para si”. Pois, então?!

Polêmica extraordinária

Postado em 24 de março de 2020
  •  
  •  
  • 121
  •  
  •  

Em meio à crise mundial Covid-19, há espaço, ainda, para a política. O jornalista Cláudio Eduardo de Souza, que deve se candidatar a vereador em Tijucas nestas eleições, classificou a votação — sem a participação popular, em razão da pandemia — do projeto de lei 2382/2020, em sessão extraordinária da Câmara, como “um ato de falta de coragem, caráter e ética”. Em vídeo publicado nas redes sociais, ele diz que “usaram o desespero do povo para aprovar um aumento nos salários dos cargos comissionados da Casa“.

O caso repercutiu, e gerou resposta imediata dos vereadores Rudnei de Amorim (DEM) e Juarez Soares (CIDA), que se disseram indignados com “pessoas que usam dessa situação para denegrir a imagem do Legislativo com mentiras”.

Em nota, a Câmara garante que “o PL não aumentou salários. O que ele fez foi conceder reposição de 3,13% aos vencimentos dos servidores. Esse reajuste se refere à inflação dos últimos 12 meses, está previsto em lei e acontece todos os anos”. A regência do Legislativo municipal diz, ainda, que “com alguns serviços públicos suspensos e sem saber exatamente por quanto tempo continuaremos em quarentena, e tendo em vista que a legislação impede reposições a partir de 4 de abril, a votação teve que acontecer na última sessão”.