domingo, 14 de julho de 2024 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Data marcada

Postado em 9 de julho de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

O prefeito Diogo Francisco Alves Maciel (PL), de Canelinha, deve oficializar a pré-candidatura à reeleição com um evento público agendado para a próxima sexta-feira (12), nas dependências do Estádio Leonel Marcelino Pereira, do Marselhesa, no bairro Índia.

No convite para o encontro, Alves Maciel aparece ao lado do vice-prefeito Antônio Carlos Machado Júnior (PSD), que também confirmará sua pré-candidatura à reeleição e garantirá a reedição da dupla vencedora em 2020.

O grupo deve apresentar aos correligionários e à comunidade canelinhense a nominata completa de pré-candidatos ao Poder Legislativo do PL e do PSD. A reunião está marcada para às 19h.

Sem volta

Postado em 28 de junho de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

Os números da pesquisa apresentada aos membros da executiva do MDB de Tijucas serviram para reforçar a intenção do partido de encabeçar o projeto para a retomada da prefeitura, com ou sem coligação.

Prestigiado dentro do ninho periquito, o pré-candidato a prefeito Elmis Mannrich goza do apoio irrestrito dos correligionários, não enfrenta qualquer resistência interna e aguarda apenas a chegada do período das convenções partidárias para confirmar a candidatura.

Articuladores emedebistas mantém conversas com outros movimentos políticos da Capital do Vale, como o PL e o UNIÃO BRASIL. Entretanto, eventuais conjunturas só seriam aceitas para a indicação do vice de Mannrich na futura chapa e outras funções no projeto.

Espaço tomado

Postado em 17 de abril de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

A especulada concorrência territorial entre a deputada estadual Ana Paula da Silva (PODE), de Bombinhas, e o ex-prefeito de São João Batista, Daniel Netto Cândido (agora no PSD), foi escancarada. Embora fossem correligionários e mantivessem o discurso de “time”, essa relação nunca passou da diplomacia.

A outorga do PODEMOS batistense ao empresário Alyson dos Santos, irmão do ex-prefeito Aderbal Manoel dos Santos (PP), desafeto de Cândido, evidencia o distanciamento entre a parlamentar e o ex-secretário adjunto de Estado.

Paulinha, agora presidente estadual do partido, concordou que na Capital Catarinense do Calçado o PODEMOS fosse oposição ao projeto do ex-colega de bancada, que planeja concorrer novamente à prefeitura nestas eleições. A legenda deve formar aliança com PL, PP e UNIÃO no município.

Publicamente, a deputada tem dito que ingressou na presidência do PODEMOS para desatrelar a legenda das ações do governo Jorginho Mello e do PL – justamente o avesso das intenções do ex-presidente Camilo Martins – e aproximar o partido da proposta do PSD. Mas na prática, em São João Batista, que pode ser exceção, o alinhamento tem sido rigorosamente o oposto desse plano.

Menos mal

Postado em 9 de abril de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

Nem tudo são perdas no estratagema do prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD) para o pleito de outubro. O bálsamo nas escoriações do partido pode ter sido o ingresso do empresário Paulo Sérgio Pinto, popular Galinha, nas fileiras peessedistas nesta janela.

Ele chega para contrapor a filiação do sogro, ex-vereador Antônio Zeferino Amorim, o Tonho Polícia, ao MDB e para, momentaneamente, reequilibrar Mariano Rocha na corda bamba do PSD catarinense.

Alguns apoiadores do mandatário tijuquense, inclusive, já defendem a hipotética candidatura de Galinha a vice-prefeito, em chapa com o predileto do governo, vereador Maickon Campos Sgrott (PP). “Melhor que a Paulinha (Paula Regina da Silva, secretária de Cultura, recém-filiada ao UNIÃO BRASIL e especulada pré-candidata a vice-prefeita no dueto situacionista), que tem muita rejeição”, comenta um porta-voz de Mariano Rocha ao Blog.

Caso decida apostar no empresário, o prefeito minimizaria, pelo menos por ora, a enxurrada de críticas e cobranças que vem recebendo de correligionários por não ter sustentado uma opção do PSD na construção da chapa governista à sucessão.

Infidelidade

Postado em 8 de abril de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

Um dos problemas do prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD) poderia ter sido facilmente resolvido se o vereador Maickon Campos Sgrott (PP) estivesse, agora, filiado ao PSD. Mas a manobra não seria simples.

Havia uma ordem expressa na executiva estadual do partido do prefeito para que, caso a ficha assinada por Sgrott chegasse, fosse imediatamente rejeitada. Ao preterir duas opções peessedistas para apostar no pré-candidato do PROGRESSISTAS, Mariano Rocha provocou a ira dos correligionários na cúpula. Embora siga dizendo, convenientemente, que “em Tijucas PSD e PP são a mesma coisa”, a ideia passa longe de ser assimilada na ponta da pirâmide em Santa Catarina.

CONSEQUÊNCIA

Com isso, o mandatário tijuquense pode, agora, ter acumulado outra preocupação. Os recados têm sido francos e o futuro incerto. Ninguém, neste momento, poderia garantir que Mariano Rocha chegue ao período eleitoral no comando do PSD municipal.

A exemplo de 2008, quando uma determinação da regência estadual do DEMOCRATAS mudou da noite para o dia os rumos da legenda em Tijucas, a possibilidade de intervenção no PSD passou a ser fortemente especulada. A propósito: o partido do prefeito continua como “órgão provisório” no município.

Assinado

Postado em 4 de abril de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

O deputado estadual suplente e ex-prefeito de São João Batista, Daniel Netto Cândido, oficializou, ontem, o retorno ao PSD. A assinatura da filiação foi acompanhada de perto por amigos, familiares e correligionários, na Sociedade 19 de Julho.

Participaram do ato algumas das mais relevantes lideranças peesedistas do Estado, como o prefeito João Rodrigues, de Chapecó, e os deputados estaduais Júlio Garcia e Napoleão Bernardes, além de outros membros do partido de cidades próximas.

Cândido aproveitou a reunião, ainda, para lançar oficialmente a sua pré-candidatura a prefeito da Capital Catarinense dos Calçados, cidade que administrou entre 2013 e 2020.

Fumaça branca

Postado em 28 de março de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

A contumácia do prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD) na promoção do vereador Maickon Campos Sgrott (PP) em manifestações públicas, mesmo que o parlamentar negasse peremptoriamente qualquer intenção de candidatura nestas eleições, parece ter surtido efeito. Embora o chefe do Executivo municipal mantivesse o discurso diplomático de que o grupo governista contava com três pré-candidatos, a preferência pelo progressista escapava inesperadamente nos menores movimentos.

Sgrott, agora, tem procurado correligionários para informar, oficialmente, que repensou a decisão e se tornou novamente disponível ao pleito. Uma recente reunião com a regência do Portobello Grupo e os pedidos encarecidos do presidente Cesar Gomes Junior teriam sido o empurrão que faltava, mas, ao que parece, as resoluções haviam sido costuradas muito antes, e sem interferências, nas coxias do poder. Notas que corroboram com a teoria de que a desistência anunciada meses atrás teria sido puro ilusionismo.

Fontes precisas do Blog garantem que a decisão de Mariano Rocha já foi tomada. E não vem de hoje. Para desolação dos outros dois interessados, o vice-prefeito Sérgio “Coisa Querida” Cardoso (PSD) e o vereador Rudnei de Amorim (PSD), que juravam ter a predileção do mandatário tijuquense em qualquer eventual cenário de desempate.

Nem a recente pesquisa que o grupo governista contratou, e que rodou em Tijucas nos últimos dias, foi argumento definidor para a escolha do candidato à sucessão municipal. De acordo com o levantamento, tanto Coisa Querida quanto Amorim superariam, atualmente, o filho do ex-prefeito Uilson Sgrott no questionário espontâneo. “Os números servem, mas não foram o critério decisivo. Avaliamos tudo e teremos o melhor candidato”, diz um participante do propalado grupo de conselheiros da gestão para justificar aquela que deve ser, nos próximos momentos, a indicação do prefeito.

Influências

Postado em 25 de março de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

Certa feita, o jornalista e historiador Leopoldo Barentin, fundador do Jornal Razão, referiu-se ao vice-prefeito Sérgio “Coisa Querida” Cardoso (PSD), de Tijucas, como “um cidadão cosmopolitano”. A citação obviamente vem da experiência global do adjunto tijuquense, sobretudo das viagens internacionais e cursos mundo afora, e das influências que recebeu e implantou na esfera local, principalmente nos setores produtivo, comercial e de Educação.

Agora pré-candidato à sucessão municipal, Cardoso segue o mesmo ritmo, e crente que as referências além dos muros de Tijucas ainda são a fonte do sucesso. As provas são os “intercâmbios” com gestões elogiadas – e de correligionários –, como as de Clésio Salvaro em Criciúma, Topázio Neto em Florianópolis, e João Rodrigues em Chapecó, que ele tem frequentado e tomado como modelos.

Na região, as visitas recentes foram aos prefeitos Tiago Dalsasso (MDB), em Nova Trento, e Diogo Francisco Alves Maciel (PL), em Canelinha, duas jovens escolhas da comunidade para a condução dos municípios e que têm bons índices de aprovação segundo as pesquisas.

Reforço

Postado em 31 de janeiro de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

A organização da nominata que estará com o PL, do prefeito Diogo Francisco Alves Maciel, em Canelinha, ganhou a generosa contribuição do vereador Gabriel Meurer, de Florianópolis, ainda no Podemos, mas com malas prontas para o partido do governador Jorginho Mello.

Gabrielzinho, como ficou conhecido, esteve na Terra das Cerâmicas, dias atrás, para um encontro com membros da executiva podemista local. A pizza servida no jantar foi acompanhada, claro, de muita conversa sobre política.

Fontes do Blog garantem que o pré-candidato a vice-prefeito da Capital reuniu os correligionários para sugerir que seguissem esse caminho e migrassem para o PL. Entre eles, estava o presidente do Podemos canelinhense, Leandro Mafra.

A relação próxima de Mafra com o Alves Maciel facilitaria o movimento, que, neste momento, parece bem perto de se concretizar.

Em campanha

Postado em 29 de novembro de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

O sonho de presidir o Poder Legislativo de Tijucas segue vivo para o vereador Ecio Hélio de Melo (PP). O parlamentar, que atualmente ocupa a vice-presidência da casa, estaria sondando colegas em pedidos de apoio na eleição da mesa diretora de 2024.

No ano passado, aliás, Ecinho também tentou, nos bastidores, conquistar o comando da Câmara. Teria, inclusive, procurado o prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD) e pedido a intervenção do chefe do Executivo na eleição. Entretanto, não obteve sucesso.

Há, segundo um pássaro alvissareiro, certa rejeição dos correligionários à candidatura do progressista. A forma peculiar de se comunicar seria um dos principais entraves do projeto.

A concorrência interna também pesa. Afinal, tanto o atual, Maurício Poli (PSB), quanto o ex-presidente Rudnei de Amorim (PSD), que também aparecem como opções, têm, entre os colegas, mais estofo para a reconquista do cargo.