sexta-feira, 9 de dezembro de 2022 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Saída traumática

Postado em 18 de novembro de 2022
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Aos poucos, o prefeito Joel Orlando Lucinda (MDB), de Porto Belo, vai dando a cara nova à administração municipal. Desde que assumiu a prefeitura, há seis meses, já promoveu quatro mudanças no primeiro escalão. A mais recente foi ontem, ao exonerar a tijuquense Eliane Tomaz do comando da pasta de Administração.

A presença dela no colegiado era um dos símbolos mais marcantes do governo do ex-prefeito Emerson Stein (MDB) – que, aliás, planejava lançar a ex-secretária como candidata a vereadora em Tijucas, no seu domicílio eleitoral, em 2024.

A saída, entretanto, ao tempo que surpreendeu, deixou ranhuras na relação entre a atual gestão e a anterior. Stein, inclusive, segundo fontes do Blog, teria tentado interceder e foi pessoalmente à prefeitura assim que soube do ocorrido. Mas não houve jeito.

Ebulição

Postado em 8 de outubro de 2021
  •  
  •  
  • 27
  •  
  •  

A inconstância do prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB) não se limitou à campanha. A fama de ter uma opinião pela manhã e outra completamente avessa à tarde seguiu com o chefe do Executivo batistense para a gestão do município.

Ele planejava exonerar todo o colegiado no fim do ano, e recontratar apenas quem merecesse — por competência ou afinidade política; mas já esteve decidido a realizar apenas seis trocas. Na semana passada eram três mudanças; e nesta, teria confessado aos mais próximos que talvez mexesse em uma secretaria somente.

PRESSÃO

De fato, é que Pedroca tem sido pressionado. Parte da cúpula emedebista estaria exigindo mais autonomia e menos espaço para adeptos do antecessor, Daniel Netto Cândido (PSL), atual secretário adjunto de Estado do Desenvolvimento Social e provável candidato a deputado estadual nas eleições de 2022.

Nessa conta, a dispensa da secretária de Assistência Social do município, Rúbia Alice Tamanini Duarte (PSL), figura mais próxima do ex-prefeito no atual governo, tem cotação máxima. E a substituta da pasta, inclusive, já teria sido definida: a servidora efetiva Naldir da Silva Alexandre.

Período de testes

Postado em 22 de março de 2021
  •  
  •  
  • 33
  •  
  •  

Quanto mais a gestão do prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB), de São João Batista, se aproxima do centésimo dia, mais aumenta a apreensão dos membros do primeiro escalão do governo municipal. Esse foi o prazo — cem dias — que o chefe do Executivo batistense estipulou, ainda antes de iniciar o mandato, para avaliar a equipe e promover possíveis e devidas substituições no colegiado.

Ramos, a propósito, já precisou mexer na chefia de gabinete e na coordenação de Comunicação da prefeitura, mas por opção dos titulares, que deixaram os cargos para ocupar funções na esfera estadual. Agora, nesta nova etapa, caso o plano seja cumprido, o prefeito muda se quiser e convier. Especula-se nas coxias do paço que, passado o período de testes, três trocas no secretariado estejam previstas.

Recado

Postado em 17 de fevereiro de 2021
  •  
  •  
  • 12
  •  
  •  

A bancada do PP tijuquense na Câmara deve anunciar amanhã, durante a sessão legislativa, a independência no uso da tribuna. Os três vereadores progressistas — Maickon Campos Sgrott, Ecio Helio de Melo e Cláudio de Oliveira — decidiram deixar o bloco do PSD; e estariam estimulando o colega Maurício Poli, único representante do PSB na Casa do Povo, a seguir o mesmo caminho.

Não significa, porém, que a aliança governista esteja desfeita. Mas é, sem sombra de dúvidas, um recado ao prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD). Os progressistas cobram, desde janeiro, maior participação na administração municipal. A representação do partido reivindica o comando de pelo menos três secretarias. Atualmente, apenas o presidente da legenda em Tijucas e suplente de vereador Vilson Natálio Silvino (PP) está contemplado na gerência da pasta de Obras, Transportes e Serviços Públicos.

Dias atrás, Mariano Rocha comunicou à bancada do PP que não pretende realizar mudanças no colegiado neste momento.

Viabilidade à prova

Postado em 6 de novembro de 2019
  •  
  •  
  • 11
  •  
  •  

No entendimento do Tribunal de Contas do Estado, Major Gercino deveria ser reintegrado a São João Batista. Um levantamento do TCE-SC, elaborado em 2017 e autuado em março, apontou o menor município do Vale como inviável, já que tem menos de 5 mil habitantes e receita insuficiente para se manter sem repasses estaduais e da União.

Agora, o governo federal entrou no jogo. O presidente Jair Bolsonaro (PSL) entregou ontem, no Senado, a PEC do pacto federativo, que, entre outras medidas, propõe a reintegração de municípios com população menor que 5 mil habitantes e receita própria inferior a 10% das despesas às cidades de origem. No primeiro desses critérios, Major Gercino, com 3.416 moradores, seria enquadrada. A salvação, porém, estaria na arrecadação: 12,6% do que gasta com estrutura administrativa e Poder Legislativo.

Mais de 1.250 municípios brasileiros estão na mesma situação; e representam 22,5% de prefeituras e Câmaras de Vereadores sem viabilidade econômica no país. Cabe, agora, ao Congresso decidir. Caso aprovadas, as mudanças seriam efetivadas a partir de 2026.

Entre os seus

Postado em 17 de agosto de 2017
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

As novas mexidas no primeiro escalão da administração municipal de Canelinha mostram que Tijucas continua muito e cada vez mais prestigiada no governo do prefeito Moacir Montibeler (PMDB). A chefia de gabinete, recentemente ocupada pelos advogados Lélia Regina Campos de Oliveira TernesSergio Rubens Ferreira Curti, ambos tijuquenses, está, agora, sob o comando da também advogada Michele Peixer Pereira dos Santos, que esteve na Diretoria de Compras da prefeitura de Tijucas até semanas atrás.

Curti, o ex-chefe de gabinete da prefeitura de Canelinha, está, agora, na assessoria jurídica da Fundação Hospitalar do município.

Estima-se que a integração de Michele ao governo da Cidade das Cerâmicas tenha sido costurada pela atual assessora jurídica do município e amiga Lélia Regina, com quem serviu às gestões de Elmis Mannrich (PMDB) e Valério Tomazi (PMDB) em Tijucas.

Não se tem notícias de desentendimentos entre a nova chefe de gabinete da prefeitura de Canelinha e membros do atual colegiado de Tijucas; mas aquele passarinho incolor revela que Michele reclamava de dificuldades na adaptação aos colas-brancas, que sentia-se sufocada, podada, e que teria, depois de assinar a rescisão, desabafado as agruras com aqueles que, segundo ela, mereciam ouvir.

Aos correligionários, a advogada teria confessado que, embora houvesse acompanhado os ex-chefes nos eventos partidários do PSD, jamais pensou em deixar as fileiras do PMDB; e dito que “um periquito de verdade nunca abandona o ninho”. Pois, então?!

Troca-troca

Postado em 25 de maio de 2017
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Estão previstas para a próxima quinta-feira (1º de junho) as modificações e uma possível, ora provável, inclusão no colegiado municipal de Tijucas. São certas as nomeações dos vereadores Jean Carlos de Sieno dos Santos (PSC) e José Leal da Silva Júnior (PSD) nas respectivas secretarias de Indústria, Comércio e Turismo e Agricultura, Pesca e Meio Ambiente, e do presidente municipal do PSD, empresário Jilson José de Oliveira, na presidência do Samae (Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto).

Especula-se, ainda, que a secretária executiva da Portobello, Leila dos Anjos Costa, seja anunciada, na mesma data, chefe de gabinete do prefeito Elói Mariano Rocha (PSD).

MUDANÇAS NA CÂMARA

Com as transferências dos vereadores citados para o governo do município, abrem-se duas vagas na Câmara, que devem ser ocupadas, em princípio, pelos suplentes Cláudio Tiago Izidoro (PMDB) e José Roberto Giacomossi (PSD), o Betinho, superintendente adjunto da FME (Fundação Municipal de Esportes), que manifestou ao chefe do Executivo o desejo de cumprir a vereança.

Mexe-mexe

Postado em 9 de maio de 2017
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Algumas definições no colegiado do prefeito Elói Mariano Rocha (PSD) passam por esta semana. Conforme antecipado pelo blog, o vereador Jean Carlos de Sieno dos Santos (PSC) deve assumir, já nos próximos dias, a Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Turismo.

Outra questão que tramita nos corredores do poder é a possível, ora provável, nomeação do também vereador José Leal da Silva Junior (PSD) no comando da Secretaria de Agricultura, Pesca e Meio Ambiente; e assim, obviamente, o esfacelamento iminente da inicialmente proposta Secretaria de Desenvolvimento Econômico Sustentável, que se originou da fusão das duas pastas.

Suplentes de vereador, Cláudio Tiago Izidoro (PMDB), que assumiria o lugar de Sieno dos Santos na Câmara, e José Roberto Giacomossi (PSD), atual superintendente adjunto da FME (Fundação Municipal de Esportes), substituto imediato de Silva Junior, já estariam cientes das negociações e em stand by até segunda ordem.

O peemedebista, a propósito, tomaria assento no Poder Legislativo com a Cartilha de Defesa de Governos Colas-Brancas estudada, decorada e comutada.