quinta-feira, 22 de fevereiro de 2024 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Compromisso rompido

Postado em 8 de fevereiro de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

A coalizão PSD/PL em Tijucas, costurada engenhosamente pelo vice-prefeito Sérgio “Coisa Querida” Cardoso (PSD) – e depois, com autoria despojada para o prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD) –, quebrou na emenda.

A regência municipal do partido do governador Jorginho Mello cansou de esperar. Mariano Rocha, por acordo, entraria com a indicação do representante do grupo na concorrência majoritária de outubro para que o PL definisse o complemento da chapa. Mas a procrastinação do chefe do Executivo tijuquense acabou irritando os liberalistas – que argumentaram pressa na resolução de estratégias para o pleito, como, especialmente, a formação de uma nominata consistente de postulantes à Câmara Municipal.

Como contragolpe, e para mostrar descontentamento com a violação do tratado, a representação do PL local se reuniu ontem com a cúpula estadual do partido e definiu que deve concorrer à prefeitura de Tijucas nestas eleições. Há, entretanto, impasse na decisão entre o empresário Thiago Peixoto dos Anjos, segundo colocado no pleito de 2020, que chegou à legenda em dezembro, e o vereador Fernando Fagundes, que continua no MDB, mas com promessa de assinar filiação na janela de março.

EM CIMA DO MURO

Conforme noticiado anteriormente no Blog, a indecisão do prefeito sobre o candidato governista na concorrência majoritária tem frustrado, inclusive, apoiadores da gestão.

Seguidas reuniões do grupo, a propósito, têm sido realizadas sem a presença de Mariano Rocha para debater o assunto. Conselheiros da administração municipal, nestes encontros, teriam elencado prejuízos que a postergação das definições pudesse causar. E um deles seria o afastamento do PL, que vem se confirmando.

MEDIDA DESESPERADA

O prefeito tem encontro às pressas, hoje, com o braço direito do governador Jorginho Mello e presidente do PL em Florianópolis, Heleno Orlandino, para tentar minimizar os danos.

O proponente da reunião teria sido o deputado federal Darci de Matos (PSD), que deve participar das negociações. Entre eles, deve estar, ainda, o vereador Rudnei de Amorim, talvez a indicação de ordem de Mariano Rocha no ensaio de uma retomada da conjuntura.

Reforço

Postado em 31 de janeiro de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

A organização da nominata que estará com o PL, do prefeito Diogo Francisco Alves Maciel, em Canelinha, ganhou a generosa contribuição do vereador Gabriel Meurer, de Florianópolis, ainda no Podemos, mas com malas prontas para o partido do governador Jorginho Mello.

Gabrielzinho, como ficou conhecido, esteve na Terra das Cerâmicas, dias atrás, para um encontro com membros da executiva podemista local. A pizza servida no jantar foi acompanhada, claro, de muita conversa sobre política.

Fontes do Blog garantem que o pré-candidato a vice-prefeito da Capital reuniu os correligionários para sugerir que seguissem esse caminho e migrassem para o PL. Entre eles, estava o presidente do Podemos canelinhense, Leandro Mafra.

A relação próxima de Mafra com o Alves Maciel facilitaria o movimento, que, neste momento, parece bem perto de se concretizar.

Base de sustentação

Postado em 24 de outubro de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

Dos principais nomes de oposição, o empresário Thiago Peixoto dos Anjos (agora no PL) esteve próximo de conquistar o comando do PODEMOS de Tijucas. Mas o partido, entretanto, segue na base de sustentação do prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD).

A secretária de Ação Social, Bianca Bibiani Machado, é quem deve assumir a presidência da comissão municipal da legenda. Pesou em favor dela a proximidade e o apoio prestado ao ex-prefeito de São João Batista e suplente de deputado estadual Daniel Netto Cândido (PODE) em 2022, responsável pela articulação do PODEMOS na região.

RELEVÂNCIA

Nas eleições de 2020, por intermédio do gerente administrativo do Samae (Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto), Fabiano Saramento, que detinha o controle da executiva local, o PODEMOS teve papel importante no resultado do pleito.

O vereador Cláudio de Oliveira, a propósito, que estreou com sucesso nas urnas, era uma das apostas do partido que depois, a pedido de Mariano Rocha, foi cedido à nominata do PP.

Entra e sai

Postado em 23 de novembro de 2020
  •  
  •  
  • 21
  •  
  •  

Quem mais comemora a eleição do estreante Cláudio de Oliveira (PP) ao Legislativo tijuquense é a representação municipal do Podemos, que cedeu o chefe da frota veicular da Secretaria de Saúde ao partido do presidente da Câmara, vereador Vilson Natálio Silvino (PP), na janela de março.

Com dificuldades para formar uma nominata de candidatos a vereadores consistente, Silvino chegou a agradecer aos dirigentes do Podemos, na época, pela parceria e fortalecimento da legenda. O empresário e presidente municipal do PP, com bagagem política e estrutura eleitoral consolidada, no entanto, não imaginou que pudesse ser superado por Oliveira — e por mais dois progressistas do grupo — e ficar sem a reeleição. Pois, então?!

Chapa enxuta

Postado em 29 de setembro de 2020
  •  
  •  
  • 8
  •  
  •  

Se depender da nominata proporcional para alcançar o cargo máximo do município, o suplente de vereador e candidato a prefeito Sidney Machado (PSC), de Tijucas, tem um desafio dos grandes nestas eleições. Na chapa de candidatos a vereadores do PSC, foram registrados apenas três nomes; enquanto os demais partidos largam com elencos de 14 a 20 postulantes ao Legislativo municipal.

Em tempo: no trio peessessista estão, ainda, marido e mulher — ele, a propósito, um dos braços direitos do ex-secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e também candidato a vereador Jean Carlos de Sieno dos Santos (PSD) e, por tabela, simpatizante do prefeito e candidato à reeleição Eloi Mariano Rocha (PSD).

Matemática

Postado em 15 de setembro de 2020
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Com seis legislaturas consecutivas no currículo, a vereadora Elizabete Mianes da Silva (PSB), de Tijucas, abdicou de concorrer novamente à Câmara Municipal nestas eleições. “Questões matemáticas”, segundo ela, teriam motivado a decisão.

O ingresso no PSB, em princípio, já teria sido uma forma de postular um upgrade na carreira pública. Nos ajustes iniciais com os ex-vice-prefeitos Roberto Vailati e Luiz Rogério da Silva, que reorganizaram o partido no município, ela seria a peça chave nas tratativas com a cúpula governistas para compor chapa com o prefeito e pré-candidato à reeleição Eloi Mariano Rocha (PSD); mas as negociações travaram.

Num segundo cenário, Bete teria suporte absoluto de uma nominata robusta, de pelo menos 15 candidatos à vereança com expectativa média de 200 votos cada. Mas o PSB, neste momento, apresenta cerca de 12 pré-candidatos ao Legislativo com lastro eleitoral incerto — e grande probabilidade, em projeção otimista, de conquistar apenas uma cadeira na Câmara, que seria disputada voto a voto entre ela e a colega de bancada Maria Edésia da Silva Vargas (PSB), cunhada de Vailati.

A gota d’água, no entanto, teria sido a pré-candidatura de uma sobrinha ao parlamento tijuquense; o que dividiria as atenções da família, do bairro e dos apoiadores de sempre.

Ordem de cima

Postado em 4 de setembro de 2020
  •  
  •  
  • 40
  •  
  •  

O nome da empresária Gislaine Serpa Devitte (CIDA) para a chapa majoritária, ao lado da vereadora e pré-candidata a prefeita Fernanda Melo Bayer (MDB), divide opiniões no diretório municipal do Manda Brasa. Mas a ordem vem de cima. Emedebistas do clero estadual se envolveram nas negociações — que abarcam, ainda, apoio do partido à candidatura da deputada federal Carmen Zanotto (CIDA-SC) à prefeitura de Lages.

A representação local do CIDA, por sua vez, prefere que Gislaine participe das eleições como candidata a vereadora. Se ela, de fato, for oficializada no pleito majoritário, o partido precisaria, agora, com as convenções batendo na porta, excluir dois pré-candidatos masculinos da nominata proporcional para equilibrar o percentual feminino na chapa. Embora encaminhada, a dupla Fernanda e Gislaine depende, ainda, de uma conversa definitiva entre MDB e Cidadania, que deve acontecer a qualquer momento.

Resistência

Postado em 26 de agosto de 2020
  •  
  •  
  • 10
  •  
  •  

Na maior parte dos municípios catarinenses, o PT vem sofrendo com a desconfiança popular e a associação de personagens locais a líderes nacionais da legenda condenados por corrupção. Que o diga o presidente do partido em São João Batista, Angelo Zunino, que tenta se candidatar a prefeito nestas eleições e não consegue encontrar um postulante a vice. Candidato a deputado estadual em 2018, quando somou 1.205 votos, ele tem sérias dificuldades, inclusive, na formação de uma nominata para a disputa do Legislativo.

Zunino já tentou, entretanto, unir o PT a outros projetos — como o da pastora Fernanda Adorne (PSC) e o do empresário Estevan Nascimento (PL), que devem concorrer à prefeitura em linhas alternativas — mas, ainda assim, sem sucesso.

Estreia

Postado em 24 de junho de 2020
  •  
  •  
  • 24
  •  
  •  

Os ex-vice-prefeitos Roberto VailatiLuiz Rogério da Silva, depois que reorganizaram e assumiram o PSB em Tijucas, vêm se valendo de uma proeza: trazer para a política lideranças locais que jamais enfrentaram um processo eleitoral, mas que contam com respaldo social e movimentam classes variadas.

Sãos os casos do ex-coordenador do Núcleo das Construtoras, Imobiliárias e Afins da Acit/CDL (Associação Comercial e Industrial de Tijucas e Câmara de Dirigentes Lojistas), Pedro Pierezan, e do presidente da subseção regional da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), João Azzi Junior, que aparecem na gama de pré-candidatos do partido à Câmara Municipal nestas eleições. De acordo com a regência do PSB municipal, a legenda vem com chapa completa, com 20 nomes à disposição do eleitorado na concorrência proporcional.

De volta ao jogo

Postado em 11 de março de 2020
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Diz o adágio que “quem é do mar não enjoa“. E o ex-vice-prefeito Roberto Carlos Vailati pode ser uma mostra clara dessa sabedoria popular. Afastado da política — e dedicado, exclusivamente, à advocacia, à família, aos negócios, aos cavalos e ao pôquer —, ele vem se mostrando, ultimamente, mais empenhado do que nunca na reconstrução do PT em Tijucas.

Depois que o vice-prefeito Adalto Gomes se filiou ao PL, os petistas ficaram representados apenas pela vereadora Maria Edésia da Silva Vargas na Câmara Municipal; e, principalmente pelo desgaste nacional, vêm encontrando sérias dificuldades na formação de uma nominata consistente para a concorrência proporcional deste ano. Vailati, porém, entrou no jogo. E deve fazer o que for preciso para que a estrela vermelha volte a brilhar na Capital do Vale.