segunda-feira, 6 de julho de 2020 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Cotas parceladas

Postado em 12 de março de 2020

O prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD) está reunindo vereadores e pretensos postulantes da base ao Legislativo para, até 3 de abril, dividir, com pesos e medidas semelhantes, todos os pré-candidatos em apenas três partidos: PSD, PSL e PP.

Com as novas regulamentações para o pleito proporcional, a estratégia passou a ser o fortalecimento das legendas em vez das coligações. Nomes com potencial que estejam filiados a partidos de menor expressão, ou que venham da oposição, estão sendo orientados a migrar para o triunvirato governista antes do fechamento da janela.

Três de oito

Postado em 21 de fevereiro de 2020

A exemplo de Daniel Netto Cândido, de São João Batista, e Valmor Pedro Kammers, de Major Gercino, o prefeito de Bombinhas, Paulo Henrique Dalago Müller (DEM), deve, também, migrar para o PSL nesta janela de transferências partidárias. Se confirmada a filiação, a região do Vale do Rio Tijucas e Costa Esmeralda, que é composta por oito municípios, contaria com três prefeituras peesselistas.

Os trâmites estão adiantados, mas ainda não foram concluídos. Com exclusividade para o Blog, Dalago Müller garante que continua filiado ao DEM e que a migração para o PSL vem sendo avaliada. “Tive conversas com o governador Carlos Moisés da Silva e com o chefe da Casa Civil estadual, Douglas Borba, na semana passada, mas, neste momento, estou no Democratas”, revela.

Edifícios, história e natureza

Postado em 3 de fevereiro de 2020

O novo Plano Diretor do município de Porto Belo foi polemizado. Setores da oposição dizem que o consentimento para construções de edifícios no Centro provocaria o deperecimento histórico e ambiental da Capital Catarinense dos Transatlânticos; e a administração municipal defende a “lei do mercado”, para que o comércio sobreviva à frequente migração populacional para bairros onde a oferta por moradias é maior.

“Se não houver consumidores, nosso comércio vai morrer. É importante destacar que a ideia que alguns estão plantando não é verdadeira. Da avenida principal para o mar, nada muda. Tudo continua preservado. As quadras de trás é que devem crescer gradativamente”, explica o vice-prefeito Elias Cabral (PSD) em postagem nas redes sociais.

TELEVISÃO

A polêmica, inclusive, foi pauta no “SBT Meio-dia”, na mídia catarinense, e gerou nota de esclarecimento da CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas) de Porto Belo. No texto, o presidente da entidade, Lucio Vasconcellos do Amaral Abreu, garante que “grande parte dos moradores da cidade é favorável às alterações no Plano Diretor, diferentemente do que foi apresentado na matéria”.

Amaral Abreu pontua, ainda, que as modificações vêm sendo estudadas há dois anos e que, em todas as etapas, a comunidade esteve presente e participativa. “A proposta foi amplamente discutida no Concibelo (Conselho da Cidade de Porto Belo), com representantes da sociedade civil organizada, e posteriormente apresentada em audiência pública”, afirma o presidente.

Reforço

Postado em 14 de janeiro de 2020

Nome à frente do PP em Tijucas, o vereador Vilson Natálio Silvino — que cumpre o segundo mandato consecutivo na presidência do Legislativo municipal neste ano — quer ver o partido no pelotão de frente da eleição proporcional que se aproxima. E convidou, pessoalmente, três colegas parlamentares para encorparem a nominata de candidatos à Câmara Municipal no pleito de outubro.

Silvino pretende, e não esconde, que os vereadores Odirlei Resini (MDB), Cláudio Tiago Izidoro (sem partido) e Maria Edésia da Silva Vargas (PT) migrem para o PP na próxima janela de transferências partidárias. Outro que vem recebendo investidas sistemáticas do progressista é o secretário de Desenvolvimento Econômico, Jean Carlos de Sieno dos Santos, que já anunciou a desfiliação do PSC.

Consistência

Postado em 28 de novembro de 2019

Vereadores e pré-candidatos ao Legislativo tijuquense, filiados a pequenos partidos da base governista, devem migrar para PSD, PP ou DEM em fevereiro de 2020. Essa foi, pelo menos, a orientação do Conselho na reunião com a bancada situacionista, ontem.

Com o fim das coligações proporcionais, o plano é que, ao invés de seis ou sete, a base seja composta por três chapas consistentes, de candidaturas efetivas.

Dito e feito: PSL é cola-branca

Postado em 8 de novembro de 2019

Pedra cantada no Blog, como de hábito, deu bingo. O chefe da Casa Civil estadual, Douglas Borba, almoçou em Tijucas hoje. Veio tratar da transmissão do PSL municipal com os irmãos Rudnei de Amorim (DEM) — vereador e líder do governo na Câmara — e Rosenildo de Amorim — secretário de Administração e Finanças do município —, que está prestes a ser consumada.

Na mesa, com Borba, estavam a deputada estadual Ana Paula “Paulinha” da Silva (PDT) e o comandante da Polícia Militar, major Eder Jaciel de Souza Oliveira, que são entusiastas do projeto; além de expoentes do DEM — como o empresário Geremias Teles Silva — e vereadores propensos à migração para o PSL, como, conforme prenunciado no Blog, Cláudio Tiago Izidoro (sem partido) e Odirlei Resini (MDB).

FIM E INÍCIO

Sem representação, o DEM, que governou o município com Uilson Sgrott entre 2001 e 2004 — e entrou no folclore local com o hit “Vinte e Cinco Que é Bom” —, pode ser extinto em Tijucas. As negociações envolvem o translado de figuras ilustres e militantes democratas para o PSL.

O jovem empresário Maickon Campos Sgrott, filho do ex-prefeito canarinho, a propósito, pode surgir como opção para a Câmara Municipal com o prefixo 17 nas próximas eleições.

RETAGUARDA

Sob o comando dos irmãos Amorim, avigorado com os encalços do DEM, o PSL tijuquense seria, ainda, abraçado pelo recém-instituído Podemos nas próximas eleições. Partidários do senador Alvaro Dias entrariam no jogo apenas na coligação majoritária, e reforçariam a nominata de candidatos peesselistas ao Legislativo em 2020. Os trâmites vêm sendo conduzidos pelo vice-presidente da legenda em Tijucas, empresário Paulo Sergio “Galinha” Pinto, que também participou do almoço com Borba.

Obstáculo

Postado em 1 de outubro de 2019

As preocupações do vereador Rudnei de Amorim (DEM) aumentaram com as novas regras para as eleições de 2020. Com as coligações proporcionais impedidas, ele vem confessando aos mais próximos que o quociente eleitoral, no DEM, pode dificultar a reeleição ao Legislativo tijuquense. Para atingir o objetivo, o parlamentar precisa liderar um time com 18 candidatos à Câmara e somar, com eles, cerca de 1,7 mil votos. A atual restringência do partido, que já governou o município e vem sofrendo baixas sistematicamente, seria o principal empecilho.

Amorim, no entanto, aguarda definições sobre o PSL no município. Se o irmão, o secretário municipal Rosenildo de Amorim, conseguir a regência peesselista em Tijucas, é certo que o vereador migre, na próxima janela, para o partido do presidente Jair Bolsonaro — onde, supostamente, a formação de uma nominata mais consistente seria facilitada.

Ideologia à parte

Postado em 7 de agosto de 2019

Os maiores expoentes do PT na região vêm, pouco a pouco, cedendo à pressão popular. O ex-prefeito Sabino Bussanello, de Itapema, foi o primeiro a deixar o partido; recentemente, o vice-prefeito de Tijucas, Adalto Gomes, confirmou a desfiliação; e, agora, o ex-prefeito Evaldo Guerreiro, de Porto Belo, passou a considerar uma migração.

Guerreiro tem um convite do PRB portobelense para se filiar à legenda e concorrer novamente à prefeitura da Capital Catarinense dos Transatlânticos em 2020. A proposta vem sendo estudada.

Num ou noutro

Postado em 2 de abril de 2019

Suplente de vereador e ex-presidente do PTB em Tijucas, o empresário Sidney Machado reúne as tropas para uma migração em massa. “Estamos aguardando uma posição do PSL para, assim que for definida a presidência, filiarmos o nosso grupo. A princípio, são 43 pessoas”, diz, com exclusividade ao Blog.

Outra opção dos ex-petebistas seria o PSC, atualmente sob o comando do secretário de Indústria, Comércio e Turismo do município, Jean Carlos de Sieno dos Santos – que busca uma legenda de maior expressão para concorrer à Câmara Municipal no pleito de 2020. “Se não se acertarem no PSL, assumiremos o PSC, que tem as mesmas diretrizes: Deus, família e patriotismo. E teremos candidato a prefeito. Meu nome fica à disposição tanto de um partido quanto do outro”, pontua Machado.

FLASH

Ney, como é conhecido popularmente, deixou o PTB no início de 2018 para se filiar ao PSD com a expectativa de concorrer à vereança – com aporte do partido – em 2020, mas não se adaptou à nova casa. “Já não arde em meu coração”, revela.

Fascínio

Postado em 16 de agosto de 2018

No pelotão de frente da campanha da ex-prefeita de Bombinhas e candidata a deputada estadual Ana Paula da Silva (PDT), o vereador Rudnei de Amorim (DEM), de Tijucas, parece seduzido. Não somente pelos predicados da ex-mandatária bombinense, mas também pela legenda que ela carrega.

Passarinho transparente jura que o parlamentar estaria considerando a migração para o PDT; e que já teria sondado alguns correligionários de Paulinha sobre o assunto. Ao Blog, porém, Amorim desconversou. Disse apenas que as eleições de 2020 serão diferentes –  em razão do fim das coligações proporcionais –, e que no DEM uma sugerida reeleição à Câmara Municipal poderia ser dificultada.