quinta-feira, 22 de fevereiro de 2024 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Coração aberto

Postado em 31 de janeiro de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Rádio Clube 88,5 FM

O prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB), de São João Batista, ainda não decidiu se concorrerá ou não, em outubro, à reeleição. O mandatário batistense, aliás, revelou nesta semana, em uma das raras entrevistas, as condições que definirão a candidatura ou a passagem de bastão.

Ao “Na Boca do Povo”, transmitido pela Rádio Clube 88,5 FM, Pedroca foi categórico: “Se um desses nomes for candidato, trabalho com o maior prazer para eles. Se não, não vou entregar para um candidato ruim”. A lista de opções, entretanto, é bastante grande e abrange, inclusive, adversários políticos.

“Tenho um compromisso com o Juliano Peixer. Ele é muito inteligente, politicamente sabe tudo. Seria um bom prefeito. Tenho o Alemão [Laudir José Kammer], da Via Scarpa, que seria um orgulho entregar a chave pra ele. Temos o Alyson [dos Santos], que confio muito. O próprio ex-prefeito [Daniel Netto Cândido], seria bom ele voltar também”, explicou.

Pedroca continua: “Tem o Felipe Lemos. Um guri novo, pra frente… mostrou sua capacidade. É valente, trabalha… começou do nada na política e já está sentado com o governador. Mário [Antônio Garcia Teixeira], Teodoro [Marcelo Adão], Elisandro [dos Santos], o Milson [da Silva]… todos pessoas boas.

PREDILETO

Publicamente, o prefeito classificou o radialista da Rádio Clube, Jonatam Cordeiro, como o seu predileto. “O meu preferido hoje, se chama Jonatam Cordeiro. Pra mim, seria um sonho te entregar a chave. Sei quem tu és. Estás 24h comigo em todas as situações dificeis de São João Batista. Pode ter certeza que eu estaria junto contigo, lutando contigo pra tu ser o prefeito”, disse, justamente ao apresentador do programa.

VICE ELOGIADO

“O Déi [Almir Peixer] tem um carisma, uma qualidade pra trabalhar… ele tem humildade, faz acontecer. Fala que tem vontade, mas não tem dinheiro. Eu digo: Déi, se tu tem vontade, luta por isso. Ele tem competência e mostrou pra cidade de São João Batista. Seria um bom canditado que eu trabalharia com o maior orgulho”, contou.

SAÚDE

O estresse constante do cargo é apontado pelo prefeito como o causador dos recentes problemas de saúde que vem enfrentando. A condição, inclusive, emociona o mandatário que, ao tratar do assunto, chora copiosamente.

“Não tá boa [a saúde]. Meus médicos dizem que o remédio não cura nunca o estresse. Eu sou forte, acredito que se eu não for candidato, não será pela doença. Mas porque vejo que tem tanta gente boa e com capacidade”, completou.

Espontaneamente

Postado em 22 de janeiro de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Câmara de Canelinha

Sempre que a disputa política de Canelinha entra na reta final, um nome em especial passa a ser frequente nas rodas de especulação da cidade: o do radialista José Carlos Trindade, popular Carlinhos, marido da vereadora Neli Ferreira (MDB).

Embora jamais tenha participado efetivamente de uma concorrência majoritária, o locutor da Canelinha FM tem status de liderança no MDB e ostenta popularidade e prestígio social, o que, para alguns entusiastas da proposta, seriam requisitos capazes de intensificar as chances de vitória no pleito. E quando uma possibilidade passa a ser oportunidade, cria-se a expectativa.

Consultado pelo Blog, entretanto, Trindade não confirma qualquer intenção de concorrer à prefeitura, mas revela que tem recebido investidas. “Meu nome aparece na pesquisa espontânea, fruto do meu trabalho, e isso faz com que as pessoas me questionem sobre uma candidatura. Ainda acho que minha mulher, Neli, atuante na política há muitos anos, tem mais argumentos para ser prefeita”, diz.

CHOQUE INTERNO

Caso decidisse assumir esse desafio, Carlinhos teria um lide a tratar: a união do MDB local e os conflitos com o ex-prefeito Moacir Montibeler, nome de comando na legenda e com quem ele e a mulher atualmente não comungam. “Embora sejamos MDB, o partido, em Canelinha, tem dono. E com isso não concordamos”, conta, antes de dizer que “não existe, atualmente, qualquer relação” entre eles e o ex-mandatário canelinhense.

LIVRE E LEVE

Sobre a cena atual e as possibilidades para o pleito de outubro, Trindade usa os argumentos da esposa e garante que não teria dificuldades de “construir pontes” com adversários de outrora. “Tenho ótima relação com o atual prefeito (Diogo Francisco Alves Maciel (PL)), e o vereador Robinson (Carvalho Lima (PP), principal liderança de oposição na Câmara) é meu amigo e frequenta a minha casa”, garante.

Exclusivamente, o radialista revelou que, inclusive, já teria conversado com Carvalho Lima acerca de um projeto para as próximas eleições.

Microfone mudo

Postado em 26 de agosto de 2020
  •  
  •  
  • 25
  •  
  •  

Uma lágrima para o excepcional radialista, locutor e narrador esportivo Etevaldo Santana, que morreu ontem em Criciúma, onde vivia há alguns anos.

Sempre bem vestido, normalmente usando gravata, era chamado carinhosamente, especialmente por amigos e colegas de profissão, de Etê. Deixou sua marca na comunicação de Tijucas, com trabalhos destacados na Rádio Vale e na Primeira FM.

Disputa interna

Postado em 16 de julho de 2019
  •  
  •  
  • 29
  •  
  •  

A mulher, vereadora Neli Ferreira (MDB) — que iniciou o governo de Moacir Montibeller (MDB) no comando da Secretaria Municipal de Saúde —, escanteada pela administração municipal e devolvida à Câmara no início deste ano, provocou a ira do radialista José Carlos Trindade. De acordo com o jornalista Jonas Hames, o locutor da Canelinha FM garante que “se preciso for, vai bater chapa no diretório com o prefeito ou com qualquer um que se apresente como opção do MDB para o pleito majoritário de 2020″.

Se, de fato, confirmar a candidatura à chefia do Executivo canelinhense, não será a primeira vez que Carlinhos Trindade disputa uma eleição. Ele foi vereador entre 1993 e 1996; e, desde então, vem se dedicando aos negócios — no Forno Bar e na rádio — e às campanhas da esposa, vereadora na terceira legislatura consecutiva.

Voz disfarçada

Postado em 5 de março de 2018
  •  
  •  
  • 38
  •  
  •  

Um tanque de gasolina. Este seria o pagamento a um radialista de Canelinha que serve a uma emissora de São João Batista, oferecido por um líder de oposição em Tijucas, para a gravação de um protesto contra a administração municipal da Capital do Vale. No texto, enviado ao locutor, o político, ex-vereador e candidato vencido em 2016, pede para que as frases “Tijucas cresce igual a cola de burro: para baixo” e “é uma incompetência geral” sejam destacadas no comentário.

Para que o comunicador disfarce a voz, o contratante ainda sugere: “coloca uma caneta entre os dentes e faz o áudio. Ninguém vai te reconhecer” antes de lembrar que “a vida é uma roda gigante. Hoje eu preciso de ti, e amanhã podes precisar de mim”.

Consultado pelo Blog, o radialista Adriano Souza, popular Liquinho, confirma que recebeu a proposta, mas garante que recusou. “Nem conheço a realidade de Tijucas. Não posso fazer comentários sobre a gestão”, explica.