sexta-feira, 28 de janeiro de 2022 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Filas 24 horas

Postado em 11 de janeiro de 2022
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

As filas para atendimento especialmente no Posto de Saúde 24 Horas, na região central de Tijucas, têm gerado grande repercussão na cidade e manifestações diversas nas redes sociais. Mas a situação, segundo a prefeitura, embora preocupante, tem sido a mesma em toda Grande Florianópolis. De acordo com um comunicado da administração municipal publicado hoje, a demanda nas unidades sanitárias e no Hospital São José mais do que dobrou na última semana, e o motivo seria o alto fluxo de turistas na região.

O secretário municipal de Saúde, Vilson “Tem” Porcíncula, pediu compreensão e cautela aos munícipes. “Infelizmente, todas as cidades da região estão com essa dificuldade. Portanto, pedimos a todos que se cuidem e caso realmente precisem ir a uma unidade de saúde, compreendam a situação que estamos enfrentando”, alertou.

Já o prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD), que antecipou a reabertura do Pronto Atendimento 24 Horas — que passou por reformas e seria reinaugurada em breve —, autorizou, também, a contratação de mais médicos para o PA, mas, até o momento, nenhum profissional mostrou interesse nas vagas abertas. “Mesmo assim, nossa equipe está empenhada e os desafios são grandes. Precisamos contar com a ajuda de todos para enfrentar mais este momento difícil”, comentou o mandatário tijuquense.

Dados da Secretaria Municipal de Saúde mostram que os principais casos são de pessoas com sintomas respiratórios e suspeitas de Covid.

Resistência

Postado em 26 de agosto de 2020
  •  
  •  
  • 10
  •  
  •  

Na maior parte dos municípios catarinenses, o PT vem sofrendo com a desconfiança popular e a associação de personagens locais a líderes nacionais da legenda condenados por corrupção. Que o diga o presidente do partido em São João Batista, Angelo Zunino, que tenta se candidatar a prefeito nestas eleições e não consegue encontrar um postulante a vice. Candidato a deputado estadual em 2018, quando somou 1.205 votos, ele tem sérias dificuldades, inclusive, na formação de uma nominata para a disputa do Legislativo.

Zunino já tentou, entretanto, unir o PT a outros projetos — como o da pastora Fernanda Adorne (PSC) e o do empresário Estevan Nascimento (PL), que devem concorrer à prefeitura em linhas alternativas — mas, ainda assim, sem sucesso.

Cofre achatado

Postado em 6 de maio de 2020
  •  
  •  
  • 14
  •  
  •  

De acordo com a Fecam (Federação Catarinense dos Municípios), a Covid-19 agiu severamente no erário tijuquense. No comparativo com meses anteriores, a Capital do Vale contabilizou, em março, perdas homéricas nas transferências governamentais (FPM, ICMS, Fundeb, etc). Em dezembro de 2019, os recebimentos chegavam a R$ 9,97 milhões; e agora são de R$ 4,49 milhões.

Consultado pelo Blog, o prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD) mostrou preocupação. “É um momento trágico. Teremos dificuldades, mas vamos continuar trabalhando”, disse.

Em tempo: Na pesquisa, não estão incluídas as arrecadações de tributos municipais (IPTU, ISS, etc).

Português para haitianos

Postado em 20 de outubro de 2017
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

As oportunidades de emprego nas indústrias de calçados de São João Batista têm atraído um grande número de imigrantes haitianos para a cidade. Obstinados e dispostos ao trabalho, os estrangeiros preenchem a lacuna da dificuldade de mão de obra nas fábricas; mas vêm esbarrando num problema: o idioma. A grande maioria chega à Capital Catarinense do Calçado sem conhecer uma palavra sequer em português.

Empregador de uma haitiana – que fala apenas o francês e o crioulo –, o advogado Nelson Zunino Neto tenta sanar essa dificuldade. Enviou proposta à UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina) para atender cerca de 100 imigrantes no projeto PLAM (Português como Língua de Acolhimento), e obteve retorno positivo. As aulas seriam ministradas por voluntários treinados pela universidade no Centro Educacional Educar, mantido pela Via Scarpa, ou na sede da Academia Batistense de Letras.

A professora Rosane Silveira, coordenadora do PLAM, procura, agora, interessados em participar do projeto como instrutores voluntários. Possíveis colaboradores podem contatar a UFSC no e-mail projetoplam@gmail.com. Basta enviar nome, endereço, telefone e um breve relato de alguma experiência com o ensino ou aprendizagem de línguas.