terça-feira, 18 de junho de 2019 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

À espera

Postado em 11 de junho de 2019

Se a relação entre prefeito e vice, de fato, desandar, Elói Mariano Rocha (PSD) já teria um nome (?) para substituir Adalto Gomes (PT) no comando da Secretaria Municipal de Obras, Transportes e Serviços Públicos de Tijucas: Renato Sartori, atual chefe do Departamento de Estrada de Rodagem.

Quem goza da confiança do presidente deposto do PSL conta que ele esfrega as mãos à espera do confronto final, e vem revelando que tem a garantia de Mariano Rocha para, assim que o desacerto se consumar e Gomes deixar o governo, assumir a pasta de Obras. Pois, então?!

Dito e feito

Postado em 6 de maio de 2019
Foto: Divulgação/PMC

Notícia que o Blog antecipou, confirmou-se hoje. O prefeito Moacir Montibeller (MDB) anunciou, nesta manhã, a servidora efetiva Vera Lúcia de Jesus no comando da Secretaria de Saúde de Canelinha.

Verinha do Bilau, como é popularmente conhecida, já atuava como coordenadora geral da Saúde municipal, e era o braço direito da ex-secretária Maria Jucélia Grippa Sousa, que pediu exoneração. Nos bastidores, diz-se que a indicação partiu da primeira-dama Marise de Moraes Montibeller.

Sob nova direção

Postado em 3 de maio de 2019

Tem fumaça branca na chaminé da Secretaria de Saúde de Canelinha. Com a negativa da ex-secretária Maria Jucélia Grippa Sousa à segunda chamada do prefeito Moacir Montibeller (MDB), a servidora efetiva Vera Lúcia de Jesus deve ser anunciada em breve no comando da pasta.

Vera Lúcia é funcionária de carreira da Saúde canelinhense e atuava, até então, como braço direito de Jucélia. O trâmite segue nos bastidores, mas a nomeação é dada como certa nos porões do poder da Cidade das Cerâmicas. Fontes do Blog garantem, ainda, que a primeira-dama Marise de Moraes Montibeller teria agido decisivamente na escolha da nova secretária.

Decisão sob revisão

Postado em 22 de abril de 2019

O prefeito de Canelinha, Moacir Montibeller (MDB), deu, como prazo, até hoje à noite para que a secretária de Saúde do município, Maria Jucélia Grippa Sousa, reveja o pedido de exoneração do cargo, comunicado na terça-feira (16).

Jucélia, como é conhecida, comandou a pasta por apenas três meses; e surpreendeu a todos, sobretudo governistas e vereadores de situação, com a entrega da carta de demissão ao prefeito. Até o momento, a administração municipal não emitiu uma nota oficial sobre o assunto – seguramente porque Montibeller ainda tem esperanças de que a secretária, ou ex-secretária, volte atrás.

Pré-candidata?

Postado em 22 de abril de 2019

Crescem os burburinhos em torno de uma possível candidatura a vereadora, em 2020, da secretária de Cultura do município de Tijucas, professora Paula Regina da Silva.

Ao Blog, ela confirma que existem correntes nessa direção. Mas diz, também, que por vontade própria não se candidataria; a não ser por um bem maior, como “ajudar na reeleição do prefeito Elói Mariano Rocha (PSD)”.

Secretária empenhada

Postado em 16 de maio de 2018

A secretária de Saúde do município de Canelinha, vereadora licenciada Neli Ferreira (MDB), é, certamente, peça fundamental no governo do prefeito Moacir Montibeller (MDB). Não fosse assim, o importe do município com ela, somente em ordenados, não seria maior que o dobro do montante que os cofres públicos da Cidade das Cerâmicas despendem com qualquer outro colegiado.

A conta é simples e rápida: enquanto um secretário municipal leva, em salários, cerca de R$ 60 mil anuais do tesouro canelinhense, a gestora da pasta de Saúde custa R$ 130 na folha de pagamentos do ano. Tudo porque o município precisa, para ter Neli na administração, pagar os vencimentos dela — de quase R$ 8 mil —, mais encargos sociais, ao governo estadual. Ela é professora, da Secretaria Estadual de Educação, a serviço do Deinfra (Departamento Estadual de Infraestrutura) (?).

A situação da responsável pela Saúde canelinhense com o governo do Estado, neste momento, é de cessão ao município de Canelinha com “ônus”. Ou seja, a Secretaria Municipal de Saúde tem, por obrigação, que empenhar — ou devolver — R$ 130 mil aos cofres estaduais, já no início do ano, para poder contar com a vereadora licenciada no comando da pasta. Pois, então?!

Corda bamba

Postado em 2 de fevereiro de 2018

Janeiro terminou. Aquele augúrio de que o vice-prefeito Adalto Gomes (PT) não iniciaria fevereiro no comando da Secretaria de Obras, Transportes e Serviços Públicos do município de Tijucas não se confirmou. Mas o assunto segue na pauta.

Nos porões do poder, o plano de substituir a gerência de Obras continua tratado como prioridade. As cobranças em torno do prefeito Elói Mariano Rocha (PSD), a propósito, não cessam. Lideranças envolvidas na campanha e, sobretudo, na administração municipal, vão à prefeitura diariamente para se inteirar do tema.

Até no Conselho  formado por líderes partidários da aliança, empresários e ex-gestores públicos para propor medidas políticas e administrativas no governo de Tijucas – não se fala em outra coisa. A troca de comando na pasta é quase uma unanimidade. Nem mesmo o ex-vice-prefeito Roberto Vailati (PT), correligionário de Gomes e participante do movimento, se opõe à mudança.

NÓ APERTADO

Um dos empecilhos, conforme noticiado no Blog sob o título “Descrença“, seria a resistência da vereadora Maria Edésia da Silva Vargas (PT). Para não perder o apoio da edil na Câmara, articuladores do governo iniciaram conversas com Vailati, cunhado e mentor político da parlamentar, antes de oficializar a troca de comando na Secretaria de Obras, Transportes e Serviços Públicos do município.

Inesperadamente

Postado em 20 de dezembro de 2016

A surpresa no próximo colegiado municipal ficou na conta da professora Rosely Steil, atual presidente do CMDCA (Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente) de Tijucas, anunciada no comando da Secretaria de Ação Social a partir de janeiro.

De resto, os nomes com exceção do presidente do Samae (Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto), que ainda não teve confirmação oficial são aqueles antecipados pelo blog sob o título “A lista“.

Em tempo: amplamente cotada para a pasta de Ação Social no próximo governo, a diretora da Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) de Tijucas, Cláudia Raitz Büchelle Furtado, revelou ao blog que sequer recebeu o convite para a função.

Mas houve  e ela confirma  um movimento interno, constante e intenso, nesse sentido. Aliado na conjuntura majoritária, o PT, partido de Cláudia, almejava esse cargo; e projetava nela o perfil ideal para a tarefa.

Perfil

Postado em 7 de dezembro de 2016

Diante das manifestações contrárias – naturais e compreensíveis, segundo o Estado Democrático de Direito – relativas à escolha da fonoaudióloga Estela Maris Ribeiro para o comando da Secretaria Municipal de Saúde de Tijucas no próximo governo, o blog, responsável pela exclusividade da notícia, informa, com base em fontes precisas, que essa provável nomeação está contemplada na cota pessoal do prefeito eleito Elói Mariano Rocha (PSD).

Embora tenha se candidatado a deputada estadual pelo PT em 2010, Estela, a propósito, não tem filiação partidária atual e, sobretudo, é domiciliada em Tijucas.

Secretária de Saúde

Postado em 7 de dezembro de 2016

Natural de Lages e radicada no litoral, fonoaudióloga formada pela Univali (Universidade do Vale do Itajaí) e pós-graduada em Saúde Pública pela UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina), a provável secretária de Saúde do município de Tijucas a partir de 2017 atende por Estela Maris Ribeiro, e, no momento, atua na formação de agentes comunitários em Itapema, paralelamente aos atendimentos particulares em clínicas da região.

O anúncio oficial está programado para a próxima semana, mas o blog tem fortes indícios para antecipar e manter a informação.