terça-feira, 23 de julho de 2024 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Data marcada

Postado em 9 de julho de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

O prefeito Diogo Francisco Alves Maciel (PL), de Canelinha, deve oficializar a pré-candidatura à reeleição com um evento público agendado para a próxima sexta-feira (12), nas dependências do Estádio Leonel Marcelino Pereira, do Marselhesa, no bairro Índia.

No convite para o encontro, Alves Maciel aparece ao lado do vice-prefeito Antônio Carlos Machado Júnior (PSD), que também confirmará sua pré-candidatura à reeleição e garantirá a reedição da dupla vencedora em 2020.

O grupo deve apresentar aos correligionários e à comunidade canelinhense a nominata completa de pré-candidatos ao Poder Legislativo do PL e do PSD. A reunião está marcada para às 19h.

Sem surpresas

Postado em 6 de maio de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Luan Lucas

A aliança vencedora de 2020, em Nova Trento, deve ser mantida em 2024, custe o que custar. O prefeito Tiago Dalsasso (MDB) e o vice-prefeito Moacir Tadeu Dalla Brida (PSD) estarão juntos, outra vez, concorrendo ao direito de permanecer nas respectivas funções por mais quatro anos.

Dalsasso tem dito que a fidelidade do adjunto é um dos fatores decisivos para a manutenção da chapa, mas pontua, ainda, o trabalho realizado a quatro mãos. Em entrevista ao programa LINHA DE FRENTE, na última quinta-feira (2), o mandatário explicou a decisão de reeditar a dupla Tiago&Moacir.

“Desde o começo, sempre tive uma conversa muito clara de que iriamos avaliar ao longo do tempo se teríamos condições ou não de sermos candidatos ou não. Eu e o Moacir, juntos, construímos um trabalho, junto de pessoas que nos rodeiam. Conseguimos entregar muito resultado. Erramos, mas acertamos muito. Então, eu sou pré-candidato a prefeito, com o Moacir como pré-candidato a vice. Essa é a nossa chapa e vamos pra eleição assim. É eu e Moacir. Pra vencer ou pra perder”, bradou Dalsasso.

GRUPO UNIDO

A ida do adjunto ao PSD, após a traumática saída do PL, também teve vistas ao pleito municipal. A boa relação e a proximidade com lideranças da legenda no Estado, como os deputados estaduais Napoleão Bernardes e Júlio Garcia, facilitaram o caminho.

“Tudo tem um começo. O PSD, em Nova Trento, começou junto com o MDB. Foi criado para as eleições de 2012, onde o candidato a vice foi Natal Tomasoni, pelo PSD. Como já tivemos uma origem lá atrás, óbvio que sempre conversamos. Foram conversas claras e honestas, que incentivaram o Moacir a dar esse passo. Em 30 dias, foram filiadas 100 pessoas. Foi feito um grande trabalho pelo grupo que se reuniu ao redor deles”, explicou o prefeito.

Chancelada 

Postado em 1 de abril de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Luan Lucas

Se a decisão final depender única e exclusivamente do prefeito Joel Orlando Lucinda (MDB), de Porto Belo, a chapa formada com Ailto Neckel de Souza (PL), na eleição suplementar de 2022, será reeditada em 2024. O projeto de reeleição do mandatário tem como vice, justamente, o atual adjunto portobelense. 

Além da afinidade, Lucinda pontuou, em entrevista ao programa LINHA DE FRENTE, quinta-feira passada (28), que confia extremamente no vice-prefeito e entende, ainda, que a manutenção da dupla é uma questão ética. 

“Eu sempre fui uma pessoa muito correta na minha vida pública. Eu não vou enganar. Cabe ao partido, mas a decisão principal é minha. Tivemos um mandato de dois anos. Por que eu vou usar ele para me eleger no primeiro mandato e no segundo não? Eu não faço isso. A pessoa é valorizada. Nunca discutimos, sempre conversamos. É como se fosse da família. Tem união, a gente vê trabalhar e somar”, explicou o mandatário. 

A boa relação, aliás, pôde ser vista meses atrás, na transmissão da chefia do Executivo municipal ao adjunto, durante as férias do titular. “Em Santa Catarina, muitos prefeitos têm medo de passar a cadeira pro vice-prefeito. No começo do ano, peguei 12 dias de férias, entreguei a chave da prefeitura, a caneta e falei: ‘nem me incomoda’. Ele tava lá trabalhando. A união faz a força”, completou. 

PROCURA-SE RIVAL

A ausência de grupos oposicionistas à administração municipal, fato recorrente desde o pleito municipal de 2020, não preocupa Lucinda. O mandatário portobelense entende que o processo acontecerá naturalmente e no futuro. 

“Pelo crescimento, o desenvolvimento… É difícil criar um grupo pra ir contra uma coisa boa. Quando é uma administração fraca, irregular, tem mil candidatos pra tentar chegar no poder. Mas hoje, Porto Belo, pelo jeito que tá sendo administrada, mesmo com algumas falhas, ainda é difícil. Só o tempo vai dizer quem virá para a concorrência”, afirmou.

Um bom filho…

Postado em 21 de março de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Bruno Collaço | Agência AL

Quatro anos depois de deixar o PSD, migrar ao extinto PSL e, mais tarde, rumar ao Podemos para a disputa de uma cadeira na Assembleia Legislativa, o ex-prefeito Daniel Netto Cândido, de São João Batista, retornará ao partido que o revelou para a política. O martelo foi batido em um encontro com lideranças da legenda, ontem, em Florianópolis.

Ao Blog, Cândido revelou que a deputada estadual Ana Paula da Silva – recém-empossada presidente estadual do Podemos -, participou das tratativas para oficializar a desfiliação. Durante os últimos dias, aliás, não faltaram gestos de ambas as partes. A bombinense seguirá responsável pela organização da legenda, mas, a partir de agora, precisará montar o próprio grupo.

PONTO FUTURO

O deputado estadual suplente reafirmou a intenção de concorrer novamente à prefeitura da Capital Catarinense do Calçado. A volta ao PSD, inclusive, seria um dos passos necessários para o projeto, sobretudo para a reconstrução das relações com o MDB, o que viabilizaria a reedição da coligação vitoriosa em 2012, 2016 e 2020.

Nem mesmo as públicas desavenças com o prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB) atrapalhariam os planos. Isso porque, recentemente, Pedroca teria acenado ao grupo liderado pelo ex-mandatário e deixado o caminho livre para uma aproximação.

Entretanto, Cândido garante que as conversas ainda precisam evoluir. “Nada 100% fechado. Estamos abertos para conversar com todos. Ainda é muito cedo para cravar. Será uma construção daqui pra frente”, pondera.

ACLAMADO

A filiação do ex-prefeito ao PSD foi aprovada pelas principais lideranças da legenda no Estado. Entre elas, o presidente do partido, Eron Giordani, os prefeitos João Rodrigues, Clésio Salvaro e Topázio Silveira Neto, de Chapecó, Criciúma e Florianópolis, respectivamente, os deputados federais Ismael dos Santos e Darci de Matos, e os deputados estaduais Júlio Garcia, Napoleão Bernardes e Mário Motta.

O grupo vem incentivando a candidatura do batistense no pleito de outubro e, inclusive, boa parte é aguardada em um evento de filiação, agendada para o próximo dia 03 de abril.

Reedição em 2024

Postado em 3 de abril de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Luan Lucas

Pelo andar da carruagem, em 2024, Tiago Dalsasso (MDB) e Moacir Dalla Brida (PL), prefeito e vice de Nova Trento, respectivamente, estarão novamente juntos para buscar a reeleição. A chapa formada em 2020 manteve a unidade ao longo da gestão e assim deve continuar.

A declaração foi dada pelo próprio mandatário neotrentino, em entrevista ao programa LINHA DE FRENTE, ontem (30). Dalsasso relatou que a decisão já está tomada e ponderou que a intenção de ser novamente candidato não se trata apenas da possibilidade natural.

“Não adianta ir por ser o candidato natural, mas não ter vontade de trabalhar, porque você vai atrasar o município”, explicou. Porém, o prefeito ainda garantiu que passará por todo o processo de convenção junto ao partido.

Adiamento

Postado em 14 de novembro de 2022
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O cenário de instabilidade que o Brasil atravessa, muito em função das eleições para a presidência da República, fez mais uma vítima na região: a conceituada Cachaçada do Xirú, marcada para sábado (19), teve de ser adiada.

O clima de insegurança, os desdobramentos na economia e as manifestações em todo o território catarinense frearam a frequência de uma das day partys mais tradicionais do Vale do Rio Tijucas e da Costa Esmeralda. O evento, desta vez, aconteceria no CTG Fazenda Silva Neto, em Canelinha, e apresentaria o aclamado Leonardo como atração principal.

A organização decidiu reeditar a festa em 21 de janeiro próximo, mas deu liberdade ao público para, se preferir, efetuar o reembolso das compras de ingressos e camarotes nos canais de interação com o cliente, na internet ou nos pontos de venda.

De olho em 2024

Postado em 14 de outubro de 2022
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Candidato a prefeito de Tijucas em 2020 – quando somou 4.238 votos e ficou atrás apenas do reeleito Eloi Mariano Rocha (PSD) –, o empresário Thiago Peixoto dos Anjos (PDT) segue disposto à reedição da candidatura nas próximas eleições municipais. E diz, convicto, que não pretende se aliar a projetos de políticos experimentados, e nem concorrer a qualquer outro cargo que não seja o de chefe do Executivo tijuquense.

Peixoto dos Anjos participou do LINHA DE FRENTE na VipSocial TV, semana passada, e, entre outras respostas, sinalizou que pode trocar o PDT pelo UNIÃO, partido do ex-prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro, a quem apoiou na disputa do governo estadual nestas eleições. “Não sou de um partido. Sou de um grupo”, pontuou. Assista ao programa na íntegra:

Talk show com personalidades da política que tenham relação direta ou indireta com o Vale do Rio Tijucas e a Costa Esmeralda, o LINHA DE FRENTE vai ao ar semanalmente, todas as quintas-feiras, às 19h30, na VipSocial TV e com transmissões simultâneas nas redes FacebookYouTube e Instagram.

Corte e costura

Postado em 9 de julho de 2020
  •  
  •  
  • 21
  •  
  •  
Foto: Divulgação

Tudo leva a crer que o PL do vice-prefeito Adalto Gomes e o MDB da principal opositora da administração municipal, vereadora Fernanda Melo Bayer, estarão juntos no pleito que se aproxima. Líderes dos dois partidos, mais representantes do Cidadania e do Solidariedade, reuniram-se nesta noite para tratar da coalizão — que, neste momento, é praticamente certa.

Com espaço cada vez mais reduzido no governo, e as chances de reedição da chapa com Eloi Mariano Rocha (PSD) se esvaindo, o vice-prefeito vem, há algum tempo, buscando acordos nos setores de oposição. Nas coxias da política tijuquense, conjetura-se a união, em chapa MDB/PL, especialmente para estas eleições, de Valério Tomazi e Adalto Gomes, que concorreram, um contra o outro, à prefeitura no pleito de 2012.

“Não existe compromisso”

Postado em 5 de maio de 2020
  •  
  •  
  • 21
  •  
  •  

O prefeito e pré-candidato à reeleição Eloi Mariano Rocha (PSD), de Tijucas, disse, categoricamente, durante entrevista ao programa Linha de Frente, na VipSocial TV, quinta-feira (30), que a propalada inversão da chapa com o vice-prefeito Adalto Gomes (PL) “está descartada” para o próximo pleito. O mandatário tijuquense frisou que não há qualquer compromisso com o adjunto e que existem apenas conversas para reedição da dupla nos mesmos moldes de 2016.

Mariano Rocha fez, ainda, uma retrospectiva de eleições passadas, falou do insucesso na campanha de reeleição à Câmara em 2008 e do suposto apoio que teria recebido do antecessor, Valério Tomazi (MDB), na última concorrência municipal. O programa continua disponível, na íntegra, nos canais do VipSocial nas redes YouTubeFacebook. Assista:

Tal show sobre a política regional, o Linha de Frente vai ao ar semanalmente, todas as quintas-feiras, das 19h30 às 20h, ao vivo, a partir do Portal VipSocial e com transmissões simultâneas no YouTube, no Facebook e no Instagram.

Relação paralela

Postado em 11 de fevereiro de 2020
  •  
  •  
  • 89
  •  
  •  

Presidente do MDB tijuquense e pré-candidata a prefeita, a vereadora Fernanda Melo Bayer vem conversando frequentemente com o vice-prefeito Adalto Gomes (PL). Os encontros, que vêm acontecendo há cerca de seis meses, têm apenas um objetivo: uma possível composição para as eleições deste ano.

Embora parte do Conselho governista defenda a reedição da chapa vencedora em 2016, a resistência ao nome do adjunto tijuquense, especialmente entre os colas-brancas mais conservadores e interessados diretos na vaga, continua sendo um empecilho. Do lado emedebista, a parlamentar aguarda os resultados de uma pesquisa pré-eleitoral “a ser realizada nos próximos dias, a partir de um instituto de credibilidade” para decidir que caminho tomar.