domingo, 3 de março de 2024 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Ato oficial

Postado em 8 de fevereiro de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Bruno Collaço | Agência AL

O ex-prefeito de São João Batista, Daniel Netto Cândido (PODE), tomou posse oficialmente, nesta quarta-feira (7), como deputado estadual interino. Cândido, que já estava na função desde o último dia 30, mas, no ato de hoje, estreou no plenário e foi recebido pelos colegas de parlamento.

Cândido discursou por cerca de 20 minutos. No texto, agradeceu pelos votos recebidos, pelo apoio dos amigos e familiares, relembrou histórias da infância e os primeiros passos na política, além de destacar ações dos períodos em que governador a Capital Catarinense do Calçado.

Em seguida, foi a vez dos deputados estaduais e novos colegas do batistense dedicarem alguns minutos de homenagem. Falaram, em sequência, Altair Silva (PP), Emerson Stein (MDB), Nilso Berlanda (PL), Lucas Neves (PODE), Luciane Carminatti (PT), Matheus Cadorin (NOVO), Júlio Garcia (PSD), Tiago Zilli (MDB), Carlos Humberto (PL), Ivan Naatz (PL) e Mauro de Nadal (MDB).

Ao término dos discursos, parte da plateia, praticamente toda convidada pelo ex-mandatário, aplaudiu, de pé, o novo deputado catarinense.

“É um sonho de criança. Não apenas meu, mas do meu pai, de São João Batista e de toda a região, que, há muito tempo esperava para ter um representante pra chamar de seu. Hoje, São João Batista e região tem esse deputado pra chamar de seu”, disse, com exclusividade ao Blog, minutos após a cerimônia.

Família distante

Postado em 10 de julho de 2020
  •  
  •  
  • 43
  •  
  •  

Parentes de políticos não poderão mais ter emprego na prefeitura de São João Batista. O projeto de lei 01/2020, de autoria do advogado Gustavo Grimm e apresentado pelo vereador Heriberto “Betinho” Eurides de Souza (CIDA), proíbe a nomeação de familiares — até o terceiro grau — do prefeito, vice-prefeito, secretários e vereadores para cargos comissionados e/ou de confiança na administração pública municipal.

Com aprovação unânime, em duas votações, pela Câmara de Vereadores, a lei complementar depende apenas da sansão do prefeito Daniel Netto Cândido (PSL) para se tornar oficial, a partir do primeiro dia de 2021.

Para o advogado, propositor do projeto, a lei “coíbe a corrupção” e “dificulta a troca de favores entre prefeito e vereadores”.

Por Luan Lucas, especialmente para o Blog do Léo Nunes

Prática controversa

Postado em 16 de outubro de 2017
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Os vereadores de Tijucas – e de municípios vizinhos também –, que criaram o arriscado hábito de homenagear os próprios familiares nas sessões celebrativas das Câmaras, que se atentem ao que ocorreu recentemente no Rio Grande do Sul. Lá, o Tribunal de Justiça cassou a Medalha do Mérito Farroupilha que a ex-deputada Marisa Formolo (PT) conferiu ao irmão, Armando Luiz Formolo, pela “contribuição ao movimento sindical, ao desenvolvimento do setor vitivinícola e à agricultura familiar da serra gaúcha”.

Aliás, em 21 de janeiro de 2015, dez dias antes de encerrar o mandato, Marisa homenageou 20 parentes numa cerimônia oficial da Assembleia Legislativa. E nem ficou vermelha. Pois, então?!