sexta-feira, 12 de abril de 2024 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Vice de novo?

Postado em 6 de abril de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

O nome do vice-prefeito Almir “Déi” Peixer, de São João Batista, não constava na relação de filiados de qualquer partido político, desde a fusão dos extintos PSL e Democratas, em 2021, que resultou na criação do UNIÃO BRASIL. O adjunto havia sido eleito, um ano antes, pelo PSL, mas decidiu não acompanhar a nova legenda.

A condição, entretanto, mudou. Nesta semana, atendendo a um pedido do prefeito e colega de chapa na vitoriosa campanha de 2020, Pedro Alfredo Ramos, Peixer assinou sua ficha de filiação ao MDB batistense. O ato, aliás, foi acompanhado pelo próprio mandatário e por outras lideranças do grupo.

Em atenção ao Blog, o vice-prefeito afirmou que ainda analisa o futuro e que não decidiu se estará nas urnas em outubro. Entretanto, especula-se na Capital Catarinense dos Calçados que o movimento poderia indicar a possibilidade de uma candidatura à reeleição, sobretudo, se for confirmada, no futuro, uma conjuntura entre MDB e o PSD, do ex-prefeito Daniel Netto Cândido. Pois então…

Mudar faz bem

Postado em 2 de abril de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

Recentes movimentos levam a crer que o vereador José Roberto “Betinho” Giacomossi, de Tijucas, está de malas prontas para deixar o PSD. O primeiro parlamentar eleito pela legenda na história do município estaria, segundo fontes próximas, decidido a pedir a desfiliação.

Os motivos específicos ainda permanecem no campo da especulação. Um deles, porém, seria o desgaste da relação com o partido. Afinal, Giacomossi concorreu três vezes consecutivas (2012, 2016 e 2020) usando o 55 nos santinhos.

O ex-superintendente da Fundação Municipal de Esportes estaria, inclusive, repensando a candidatura. Fatores de cunho pessoal seriam empecilhos, mas que ainda dependem de avaliações profundas.

RÁPIDO E RASTEIRO

O Blog apurou que grupos políticos da Capital do Vale, cientes da possível – ora provável – saída, já teriam iniciado as tratativas com Giacomossi. O principal interessado é o PL e as primeiras investidas teriam partido do colega de parlamento e pré-candidato liberalista à prefeitura Fernando Fagundes.

Futuro indefinido

Postado em 25 de março de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Luan Lucas

Longe das urnas desde 2012, mas peça decisiva nas eleições municipais de 2016 e 2020, o presidente do Samae (Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto), de Tijucas, Luiz Rogério da Silva, ainda não definiu os seus próximos passos e, sobretudo, qual será a sua participação no pleito de outubro.

Embora ainda existam dúvidas, o ex-vice-prefeito tem pouco tempo para analisá-las e tomar uma decisão. Isso porque, caso pretenda concorrer ao Legislativo, terá que deixar a presidência da autarquia municipal até o próximo dia 6. Ou, se concorrer no pleito majoritário, a desincompatibilização deve ser assinada até junho.

“Mas precisa fazer uma avaliação e passar pelo teste da urna. É uma coisa que ainda não está descartada. Tenho alguns dias ainda pra avançar. Tenho, ainda, que me desincompatibilizar, mas, ainda tenho uma decisão a ser tomada. Pode, também, mudar o caminho. Isso ainda está indefinido”, revelou Rogerinho, em entrevista ao programa LINHA DE FRENTE, quinta-feira passada.

OPERAÇÃO ICEBERG

O desenrolar das investigações da Operação Iceberg que, segundo se especula, pode ter novos episódios, não assusta o presidente do Samae tijuquense que, à época, presidiu a Câmara de Vereadores. Entretanto, reafirma que as irregularidades citadas na denúncia, se de fato ocorreram, não foram no período em que chefiou o Legislativo municipal.

“Fez-se um circo. Mas, se houveram irregularidades, se isso for provado, não acredito que ocorreram no período em que estava à frente do Legislativo. E, no único curso que fui, em 2014, estava lá presente. Acredito na Justiça e que será feito um julgamento imparcial. Tenho certeza da minha inocência, do que fiz… acredito plenamente em todos os colegas e que não houveram irregularidades no momento em que fui presidente. Espero que isso se conclua o mais rápido possível, pois afeta a vida política, das famílias… Ainda resta a esperança de que dias melhores virão”, contou.

Pré-candidato

Postado em 30 de outubro de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Luan Lucas

O único vereador de inclinação oposicionista eleito em Itapema, no pleito de 2020, pretende um vôo maior em 2024. Adriano Pivotto (PODE), que concorreu à Câmara Federal no ano passado, pretende disputar a prefeitura do maior município da Costa Esmeralda.

A posição é clara e o projeto só será alterado se os números das pesquisas pré-eleitorais apontarem a inviabilidade e/ou o grupo de sustentação indicar outro caminho. Caso contrário, Pivotto pretende disputar a concorrência majoritária.

As pesquisas, aliás, são feitas sistematicamente. Em entrevista ao LINHA DE FRENTE, na última quinta-feira (26), o parlamentar revelou que os resultados são positivos. “Eu trabalho com números. Eu não lançaria uma pré-candidatura se não os acompanhasse e não estivessem bons. E nós estamos com números muito bons. Está me surpreendendo e isso nos deixa mais fortes para buscar os objetivos”, afirmou.

NA CABEÇA

Pivotto pretende, neste momento, concorrer a prefeito. Entretanto, garante que está disposto, também, a compor chapa como vice-prefeito. “O grande objetivo é a prefeitura e mudar o modelo político de Itapema hoje. Tirar essa política enraizada e trazer um novo modelo de gestão. Itapema necessita de um novo grupo, novas pessoas pensantes. Sair de uma administração amadora pra uma administração mais profissionalizada”, explica.

No papel

Postado em 16 de agosto de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

O ex-vereador, ex-secretário de Saúde e candidato vencido nas eleições municipais de 2020, Maxiliano de Oliveira (até então no PP), agora está filiado ao Partido Liberal de Nova Trento.

O anúncio foi feito hoje, logo após a assinatura da ficha de filiação, que contou com a ilustre presença do governador de Santa Catarina, Jorginho Mello (PL). O movimento, a propósito, coloca Max como o provável candidato do partido em 2024.

Ao confirmar a adesão, lideranças do PL neotrentino ainda comentaram sobre a hipótese de uma tríplice aliança com o PP e o PSDB – aliados há 15 anos na Terra de Santa Paulina.

ENTRETANTO…

Embora tenha participado da cerimônia de filiação, o chefe do Executivo catarinense e presidente estadual da legenda havia, há algumas semanas, determinado a continuidade do PL no governo de Tiago Dalsasso (MDB).

O pedido, inclusive, não foi bem digerido por lideranças locais do partido – o que pode ter provocado uma mudança de opinião do mandatário. Agora, os neotrentinos mais atentos à política aguardam ansiosamente pelas cenas dos próximos capítulos.

Na barca

Postado em 14 de março de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Redes Sociais

O projeto do PL de São João Batista teve mais uma comemorada adesão, ontem. Nas redes sociais, o presidente da legenda no município, empresário Estevan Nascimento, celebrou a filiação da pastora Fernanda Adorne.

Nascimento e Fernanda se enfrentaram no pleito majoritário de 2020. Ele já representava o PL, e ela estava no PSC. A líder religiosa, inclusive, conquistou 892 votos, praticamente o dobro da votação do liberalista.

A filiação foi tratada pelos líderes do PL batistense como um “reforço”. Na mesma publicação, o presidente municipal do partido garantiu que, nos próximos dias, mais “nomes de peso” serão anunciados.

União

Postado em 2 de março de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Daianny Camargo

O deputado estadual Emerson Stein (MDB), de Porto Belo, vem participando ativamente de encontros políticos em toda a região. Nesta semana, o ex-prefeito esteve no evento de filiação do empresário Felipe Lemos ao PL de São João Batista.

Ao Blog, Stein afirmou que a presença no ato segue a linha de construção do MDB com o Governo do Estado, defendendo, ainda, a união das duas legendas nas eleições municipais de 2024. “Nosso trabalho é construir. Com certeza estarão, por muitas prefeituras, MDB e PL, PL e MDB”, explicou.

A união, inclusive, não é uma novidade na carreira do ex-mandatário portobelense, que nos pleitos de 2016 e 2020 teve Elias Cabral, do PL, como vice, e colaborou na articulação da chapa vitoriosa na eleição suplementar de Porto Belo, em 2022, com Joel Orlando Lucinda (MDB) e Ailto Neckel (PL).

Ressurgimento

Postado em 10 de abril de 2019
  •  
  •  
  • 3
  •  
  •  

O ex-vereador e ex-secretário municipal Jair Puel, candidato a prefeito pelo MDB em 2004, é um dos dissidentes do partido que pretendem fazer frente ao governo – e à conjecturada campanha de reeleição – de Moacir Montibeller (MDB) em Canelinha. Ele, mais alguns emedebistas contrariados, planejam instituir o Podemos na Cidade das Cerâmicas e concorrer à prefeitura em 2020.

Puel seria uma via alternativa para o próximo pleito majoritário; uma vez que os colas-brancas, opositores de fato, trabalham com os nomes dos vereadores Abel Grimm (PP) e Antônio Carlos Flores (PSDB, mas com saída anunciada para o PSD) – e com o possível retorno do ex-prefeito Antônio da Silva (PP) à cena eleitoral – no pelotão de frente. Correm por fora, ainda, o advogado Diogo Alves Francisco Maciel (PSL) e o vereador estreante Fernando de Souza (PRB).

Adeus, treze!

Postado em 10 de dezembro de 2018
  •  
  •  
  • 25
  •  
  •  

Uma perda considerável para o PT de Tijucas. Maior expoente do partido na Capital do Vale, o vice-prefeito Adalto Gomes vem revelando a gente próxima que está com os dias contados nas fileiras petistas. O prazo para a mudança de ares seria janeiro.

O adeus à sigla que mais vezes comandou a República tem a ver com o próximo pleito municipal. Gomes vem sendo convencido de que, com o desgaste natural do PT e a rejeição cada vez maior a figuras capitais da legenda, o projeto de candidatura à prefeitura de Tijucas em 2020 ficaria altamente comprometido.

NOVOS RUMOS

O secretário de Obras, Transportes e Serviços Públicos do município já tem propostas formais de filiação. Um dos interessados em Adalto Gomes seria o PP, favorito para comandar a Câmara Municipal em 2019 com o vereador Vilson Natálio Silvino (PP).

Correm por fora, ainda, agremiações menores, como o Patriota e o oscilante PV – ao qual Gomes manifesta maior afinidade. Mas a menina dos olhos do pretenso sucessor de Elói Mariano Rocha (PSD) é o PSB, atualmente sob a tutela do servidor público municipal Fabiano Saramento. O vice-prefeito estaria planejando um encontro com caciques peessebistas para, na pior das hipóteses, assumir posição de comando no partido.