sexta-feira, 9 de dezembro de 2022 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Sem intervenção

Postado em 18 de novembro de 2022
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Em razão da nota “Saída traumática”, de hoje no Blog, o ex-prefeito Emerson Stein (MDB) se manifesta. Ele garante que não foi ao paço para intervir na decisão do atual mandatário, Joel Orlando Lucinda (MDB) — sobre a exoneração da secretária de Administração do município, Eliane Tomaz.

“O prefeito me chamou para comunicar a saída, e eu disse apenas que ele tinha o direito de escolher com quem trabalhar. A gestão é dele. Não dou opinião no governo e respeito o que ficar decidido. Cada um administra do seu jeito”, contrapôs Stein.

Saída traumática

Postado em 18 de novembro de 2022
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Aos poucos, o prefeito Joel Orlando Lucinda (MDB), de Porto Belo, vai dando a cara nova à administração municipal. Desde que assumiu a prefeitura, há seis meses, já promoveu quatro mudanças no primeiro escalão. A mais recente foi ontem, ao exonerar a tijuquense Eliane Tomaz do comando da pasta de Administração.

A presença dela no colegiado era um dos símbolos mais marcantes do governo do ex-prefeito Emerson Stein (MDB) – que, aliás, planejava lançar a ex-secretária como candidata a vereadora em Tijucas, no seu domicílio eleitoral, em 2024.

A saída, entretanto, ao tempo que surpreendeu, deixou ranhuras na relação entre a atual gestão e a anterior. Stein, inclusive, segundo fontes do Blog, teria tentado interceder e foi pessoalmente à prefeitura assim que soube do ocorrido. Mas não houve jeito.

Trégua

Postado em 1 de fevereiro de 2022
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Depois da troca de farpas entre a procuradora geral do município de São João Batista, Neiva Cordeiro, e o vereador Gustavo Grimm (CIDADANIA), o prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB) entrou em cena e, sábado (29), em live de meia hora no Facebook, reafirmou a confiança na equipe e desafiou o parlamentar a provar as acusações que fez, sob pena de assumir as consequências. O teor da intriga passa por um suposto pedido ou oferta de benesses em troca da regularização de uma questão imobiliária, de 2017, o que gerou ampla repercussão na cidade. O enredo envolve ainda o ex-vereador e advogado Leôncio Cypriani (PSD), atualmente assessor jurídico do governo de Nova Trento.

A exaltação dos ânimos teve, agora, intervenção do empresário Alyson dos Santos, ex-progressista e irmão do ex-prefeito Aderbal Manoel dos Santos (PP). Ele esteve com Pedroca ontem para pedir uma trégua em relação ao vereador. O acordo foi o de que Grimm não tocaria mais no assunto, e, em troca, o chefe do Executivo batistense também esqueceria a questão, mantendo, assim, ampla maioria no parlamento da Capital Catarinense do Calçado.

PANOS QUENTES

Fontes do paço municipal garantem ao Blog que hoje, na primeira sessão do ano, a bancada governista viria fortemente armada contra Grimm na tribuna da Casa do Povo. E que a visita do caçula dos irmãos Santos ao mandatário batistense teria sido providencial para o, agora ordenado, livramento do vereador dos ataques situacionistas.

POR VIABILIDADE

Alyson dos Santos teria um objetivo primordial para se envolver nessa contenda: a manutenção do propalado Centrinho na Câmara. O trio formado por dissidentes de partidos de oposição e situação, e do qual Gustavo Grimm participa com Elisandro dos Santos (PP) e Mário Teixeira (PSL), ficou fragilizado com o imbróglio e perdeu força nos pleitos com a gestão do município.

O empresário teria esperanças de que, no futuro, com o grupo consolidado politicamente, seria capaz, em aliança com o primo e compadre Heriberto Eurides de Souza (PSC) — ex-vereador e candidato a prefeito nas eleições de 2020 —, de criar uma terceira via forte e coesa para desbancar os tradicionais MDB e PP no processo eleitoral de São João Batista.

Correção histórica

Postado em 24 de agosto de 2020
  •  
  •  
  • 20
  •  
  •  

O ex-prefeito Elmis Mannrich (MDB) tem sido bastante acionado nas últimas semanas para intervir nas hostes emedebistas. Mensageiros de parte a parte tentam convencer o ex-mandatário de que ele poderia corrigir dois descompassos na sua basta história política se conseguisse lançar, nestas eleições, uma chapa com Valério Tomazi (MDB) e Roberto Vailati (PSB) à prefeitura de Tijucas.

Vailati e Tomazi, cada qual por seu motivo, romperam relações com Mannrich em 2006 e 2016, respectivamente; e agora esperam, persuadidos por tutores afins, que o ex-prefeito, líder benemérito do MDB, interfira na executiva municipal do partido e banque a dupla. Seria, quem sabe, talvez, possivelmente, com os três abraçados, o palanque mais inusitado e surpreendente dos últimos tempos na Capital do Vale.

Às pressas

Postado em 14 de abril de 2020
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Os prestigiosos ex-secretários municipais Helio GamaRogério de Souza e Walmor Telles precisaram intervir na organização do PP de Tijucas para as eleições proporcionais deste ano. A regência atual do partido — que tem comando do vereador Vilson Natálio Silvino — acusou dificuldades na formação de uma chapa consistente de candidatos a vereadores para o pleito que se avizinha.

Convocados às pressas, Gama, Souza e Telles, mais o ex-prefeito Nilton de Brito, atuaram, sobretudo, no convencimento ao prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD) de que a legenda, uma das mais tradicionais do município, merecia mais que a coadjuvação no processo eleitoral deste ano. Nomes que estariam prometidos ao PSL, a partir de então, foram acomodados nas fileiras progressistas para a próxima concorrência.

Sem saída

Postado em 19 de maio de 2016
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Não afirmo e nem confirmo, mas, segundo fonte fidedigna, houvesse o que houvesse na pré-convenção do PMDB de Tijucas, Elmis Mannrich seria o candidato do partido na eleição majoritária deste ano. Ao prefeito Valério Tomazi, restava aceitar a derrota. Por votação no diretório, ou por intervenção da executiva estadual.

Afiança o informante, certo do que diz, que havia uma manobra na gaveta, pronta para ser usada em caso de zebra nas prévias. A direção estadual do partido – que tem Mannrich como um dos seus membros – já conhecia o caminho, e intercederia se necessário. Hum…

Salvação

Postado em 10 de maio de 2016
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Secretária de Educação do município desde 2011, a professora Lorena de Oliveira Silva conta, de certo, com grande prestígio junto ao prefeito Valério Tomazi (PMDB). São dela os créditos pela manutenção, por enquanto, da irmã do comerciante Murilo Furtado – membro votante do diretório do PMDB de Tijucas e provável eleitor de Elmis Mannrich na pré-convenção do partido –, professora Marília Furtado Medeiros, na lista de comissionados municipais.

Na sequência das prenunciadas demissões de cargos de confiança, Marília era nome certo no rol de dispensas. O comando da pasta de Educação interveio, e o prefeito, ao que parece, acatou as argumentações.