segunda-feira, 9 de dezembro de 2019 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Permanência por sequência

Postado em 6 de dezembro de 2019

Vereadores governistas se reuniram nesta semana para definir a sucessão da mesa diretora da Câmara Municipal de Tijucas. Conforme antecipado pelo Blog, o presidente Vilson Natálio Silvino (PP) será reconduzido ao comando do Legislativo. De acordo com as articulações, Maria Edésia “Déda” da Silva Vargas (PT) fica com a vice-presidência; e Odirlei Resini (MDB) assume a primeira secretaria. O posto de segundo secretário ainda não foi decidido. A eleição interna do parlamento tijuquense está marcada para segunda-feira (9).

No tratado situacionista, Rudnei de Amorim (DEM) deveria ser o presidente em 2020. Mas o líder do governo na Câmara alegou dificuldade para conciliar o trabalho com o exercício do cargo e declinou. Silvino, por sua vez, teria justificado que no segundo mandato poderia dar sequência — e receber os louros, evidentemente — às obras de reforma da Casa do Povo, iniciadas neste ano.

Pré-candidatura

Postado em 14 de outubro de 2019

O rol de pré-candidatos a prefeito em Tijucas continua aumentando. O empresário Osmar Vidal Rachadel Filho, o Mazinho da Borracharia, vem anunciando postulação ao cargo máximo do município nas eleições de 2020. Ele acaba de constituir razão social para o PRTB na Capital do Vale e já avisou: “estamos aptos a trabalhar na questão partidária”.

Mazinho frequentou as bases do PSL municipal, entre 2018 e o início deste ano — com envolvimento massivo nas campanhas locais dos então candidatos à presidência da República e ao governo estadual, Jair Bolsonaro e Carlos Moisés da Silva —, e, desde então, vem manifestando o desejo de participar ativamente do processo eleitoral de Tijucas e, sobretudo, de candidatura majoritária.

Progressistas

Postado em 9 de setembro de 2019

Vereador, presidente da Câmara Municipal e do PP tijuquense, o empresário Vilson Natálio Silvino recebe correligionários progressistas e simpatizantes da legenda para eleger, hoje, às 19h11, na sede social do Jardim das Amendoeiras, na região central de Tijucas, o diretório municipal e a executiva do partido para o biênio 2019-2020.

Ao Blog, questionado se reassume a presidência, Silvino diz apenas que “vão haver novidades”. Pois, então?!

Beleza real

Postado em 24 de junho de 2019
Foto: Alex Bernardo

A vereadora Silvana Stadler (PTB), o prefeito Emerson Stein (MDB) e a presidente da Fumtur (Fundação Municipal de Turismo) de Porto Belo, Zene Drodowski, com as respectivas primeira princesa – Joana Baltazar –, rainha – Giulia Samari Martins – e segunda princesa – Kétylin Karoline Damaceno Bertemes – do Festival do Camarão de 2019.

Elas foram eleitas no sábado (22), com o colunista no júri e a plateia inflamada no Hakkô Club, na cativante Capital Catarinense dos Transatlânticos. Giulia, Joana e Kétylin têm, agora a incumbência de representar o município, e o Festival do Camarão – que participa do calendário oficial de Santa Catarina –, nos eventos do gênero até outubro.

Voto aberto

Postado em 4 de fevereiro de 2019
Foto: Luiz Rogério da Silva

O ex-vice-prefeito Luiz Rogério da Silva, popular Rogerinho, de Tijucas, flagrou – e enviou ao Blog com exclusividade – a reunião entre os três representantes catarinenses no Senado Federal, em Brasília, sexta-feira (1), durante a decisão sobre voto aberto ou secreto na eleição para a presidência da Casa. Esperidião Amin (PP-SC), Jorginho Mello (PR-SC) e Dário Berger (MDB-SC) foram favoráveis à votação aberta.

CÁ E LÁ

Rogerinho, aliás, foi autor, em 2013, quando vereador, do projeto que impôs o sistema de voto aberto na Câmara Municipal de Tijucas. Ele, inclusive, já expôs a ideia ao senador Dário Berger, de quem é assessor. O catarinense estuda a possibilidade de apresentar a proposta no Senado Federal.

Apadrinhamento

Postado em 7 de janeiro de 2019

Confirma-se agora que o ex-governador Eduardo Pinho Moreira (MDB) tinha intenções muito claras quando se envolveu diretamente na eleição do Sebrae/SC, em novembro: a principal era agasalhar o assessor e ex-deputado Miguel Ximenes na diretoria de Administração e Finanças, então ocupada pelo tijuquense Sérgio “Coisa Querida” Cardoso.

Como não conseguiu – porque a situação se uniu para eleger Anacleto Ortigara no cargo –, Pinho Moreira acabou nomeando Ximenes, no apagar das luzes, sem aviso prévio e com surpresa no Centro Administrativo do governo estadual, como vogal da Jucesc (Junta Comercial do Estado de Santa Catarina), apesar dos mandatos iniciarem apenas em 1º de março. Pois, então?!

Desarticulação

Postado em 18 de dezembro de 2018

Os caciques do MDB local muito pouco fizeram para reconquistar a gestão da Câmara Municipal de Tijucas em 2019. O presidente do diretório municipal, vereador Fernando Fagundes, contribuiu apenas com o voto no correligionário Esaú Bayer (MDB) durante a eleição interna do Legislativo; e nada mais.

Nem mesmo o líder benemérito do partido, ex-prefeito Elmis Mannrich (MDB), sempre à frente das articulações, foi intenso nos bastidores do processo. Esteve uma única vez na sala da presidência, dias antes da concorrência, com o pretenso candidato à reeleição Juarez Soares (PPS) e a bancada oposicionista para tramar uma possível reviravolta no jogo, mas sem resultados.

Quem decidiu a partida, a propósito, foi Odirlei Resini (MDB), afilhado – de batismo – de Mannrich e eleito na sombra do ex-prefeito em 2016. Ou seja, nem mesmo um garantido foi, de fato, garantido. Pois, então?!

Previsibilidade

Postado em 12 de dezembro de 2018

O pleito do Legislativo de Tijucas, agendado para amanhã, deve ser marcado pela previsibilidade. Possíveis adversários na concorrência interna da Câmara, o favorito Vilson Natálio Silvino (PP) e o atual presidente Juarez Soares (PPS) – que trama a reeleição – foram juntos, amistosos, no mesmo carro, para a cerimônia de inauguração do I Fashion Outlet Santa Catarina, no Sul do Rio, hoje pela manhã.

Antes, entretanto, tiveram audiência com o prefeito Elói Mariano Rocha (PSD). O mote da conversa com o chefe do Executivo foi a “unidade da bancada situacionista”. Soares vem sendo convencido, em doses homeopáticas, de que jogar a toalha pode ser um bom negócio.

OTIMISMO

A eleição de Silvino para a presidência da Casa do Povo parece tão certa que o planejamento, há dias, passou a ser a composição da mesa diretora. A vereadora estreante Maria Edésia da Silva Vargas (PT) já recebeu, inclusive, a confirmação de que será, em 2019, a primeira secretária.

O progressista, a propósito, vem enviando convites a correligionários e amigos para uma confraternização – ou comemoração –, amanhã, depois da sessão e do provável sucesso no pleito.

Zebra amarela de cola preta

Postado em 12 de dezembro de 2018

Surpresa na eleição da presidência da Câmara Municipal de Canelinha, ontem. No frigir dos ovos, com as atenções todas voltadas ao presidente Fernando de Souza (PRB), que planejava a reeleição, e o provável concorrente, Antonio Carlos Machado Junior (MDB), que seria, em acordo prévio, o próximo da linha de sucessão, a zebra entrou no plenário.

A manobra do MDB deu à luz Arlindo Simas (PR), que, apesar de eleito na oposição, sempre manteve o discurso neutro. O objetivo dos emedebistas, que precisaram sacrificar o comando da mesa, era a derrota do atual presidente, acusado de traição ao tratado de alternância dos governistas. Deu certo. O republicano, que foi candidato à prefeitura de Canelinha por quatro vezes e jamais venceu o pleito municipal, assume, em 2019, a presidência do Legislativo da Cidade das Cerâmicas. A ex-secretária de Saúde – agora definitiva – Neli Ferreira (MDB) ficou com a vice-presidência, enquanto Adair “Dica” da Conceição Lopes Filho (MDB) e Eli Martins (PT) ocupam a primeira e segunda secretarias da Casa respectivamente.

Votos e rezas

Postado em 3 de dezembro de 2018

Presidente do PP em Tijucas e pré-candidato ao comando da Câmara Municipal em 2019, o vereador Vilson Natálio Silvino já encomendou a champagne e os fogos. Tem, garantidos para o pleito interno – marcado para dia 13 –, entre sete e oito votos favoráveis; e mais uma oração.

A aprovação deve vir, principalmente, da bancada governista – com Cláudio Tiago Izidoro (sem partido), Elizabete Mianes da Silva (PSD), Écio Helio de Melo (PP), Maria Edésia da Silva Vargas (PT) e Rudnei de Amorim (DEM) – com as prováveis adesões dos opositores Elói Pedro Geraldo (MDB) e Odirlei Resini (MDB); e a prece vem do religioso Fabiano Morfelle (PDT), que vota no projeto concorrente, seja ele qual for, mas que está “orando pela vitória” do parlamentar progressista. Pois, então?!