domingo, 3 de março de 2024 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Transferência

Postado em 6 de fevereiro de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Câmara de SJB

O vereador Gustavo Grimm (CIDA), membro do movimento apelidado de “Centrinho”, anunciou, ontem, durante a sessão ordinária da Câmara de Vereadores batistense, que pretende se filiar ao Partido Liberal (PL), em março, durante a janela de transferências partidárias.

“Quero anunciar minha ida ao PL. Sou um cristão de direita, que acredita sim nestes princípios. Quero fazer parte deste grupo. Conversei com o Novo, mas, sozinho, não construímos nada. Esse grupo não busca nada pessoal, mas sim coletivo. Nosso propósito é São João Batista”, afirmou.

Grimm aproveitou a oportunidade para lançar oficialmente a sua pré-candidatura a prefeito. “Me lanço como pré-candidato a prefeito, concorrendo junto com o Felipe Lemos. É o povo, através a pesquisa, que vai decidir isso. Lá, ninguém é maior que ninguém”, completa.

EXPECTATIVA

Os Liberais batistenses, ainda, trabalham para agregar outros dois vereadores e membros do “Centrinho”: Elisandro dos Santos (PP) e Mário Antônio Garcia Teixeira (UNIÃO). As conversas, segundo fontes do Blog, já estariam bastante adiantadas e a oficialização pode ocorrer em breve.

Periquitos vão às urnas

Postado em 11 de abril de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

Emedebistas tijuquenses estarão reunidos no próximo sábado (15) e definem, em convenção municipal, o novo diretório para o próximo biênio. A bancada é composta por 45 nomes, divididos em duas comissões: de Ética e Disciplina e Conselho Fiscal.

Atualmente, 873 pessoas estão filiadas à legenda no município, mas apenas os registrados há mais de seis meses poderão votar. Até o momento, apenas uma chapa foi apresentada, encabeçada pelo ex-prefeito Elmis Mannrich.

O ex-presidente do partido tentará mais um biênio no comando das ações. O encontro acontece a partir das 9h, na sede comunitária do Jardim Amendoeiras. Os votos são secretos e o resultado será conhecido após o encerramento da eleição, marcado para 13h.

Propaganda eleitoral

Postado em 18 de agosto de 2020
  •  
  •  
  • 27
  •  
  •  

O advogado Nelson Zunino Neto, de São João Batista, acaba de lançar o livro “Tempo Mínimo de Propaganda Eleitoral em Rádio e TV — Por Um Jogo Justo” pela Editora Habitus. Profissional destacado no Vale do Rio Tijucas há mais de 20 anos, e pós graduado em Direito Eleitoral e Político, ele se envolveu com o tema quando foi presidente estadual da Rede Sustentabilidade, entre 2017 e o início deste ano, e passou a desenvolver estudos e argumentos sobre o que considera um direito do eleitor.

“Entendo que a propaganda faz parte do direito à informação, não apenas do candidato em se apresentar, mas muito mais do eleitor, que tem direito de conhecê-lo e conhecer suas ideias. E sem essa informação o processo democrático não está completo, já que a democracia verdadeira é mais do que possibilitar o voto: é franquear o voto livre, consciente, com base em informação”, justifica Zunino Neto ao Correio Catarinense. A obra está à venda na Amazon, por R$ 43,90.

Governador dezessete

Postado em 13 de janeiro de 2020
  •  
  •  
  • 16
  •  
  •  

Pesquisa do Instituto Síntese para o Grupo Notícias do Dia, de Florianópolis, confirma o que muitos já desconfiavam: 54% dos catarinenses sequer sabem o nome do governador do Estado, Carlos Moisés da Silva (PSL). O resultado deixa claro que a esmagadora maioria dos eleitores barrigas-verdes, em 2018, não votou no ex-comandante do Corpo de Bombeiros e muito menos em um programa de governo; e confiou no número 17, do então candidato a presidente Jair Bolsonaro.

onda, inclusive, gerou esforços homéricos no Vale do Rio Tijucas. Uma reunião com a imprensa, convocada por prefeitos do PSD e partidos aliados, no segundo turno daquela eleição, evidenciou o cenário de quase desespero da classe em favor de Gelson Merisio (ex-PSD, agora no PSDB). Mas uma virada de jogo àquela altura era praticamente impossível; e o número, e a esperança de novos tempos, venceu.

Voto declarado

Postado em 6 de dezembro de 2019
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

As quatro décadas de militância no MDB deixaram de limitar a preferência eleitoral do transportador rodoviário Carlos Alberto da Silva (E), popular Carlinhos da Nita — que, em razão do amor ao Manda Brasa, é chamado intimamente de Periquito Doido. Hoje pela manhã, ele esteve no primeiro gabinete do paço tijuquense, acompanhado do empresário Eliel Hamilton Ventura, para declarar apoio irrestrito ao prefeito cola-branca e pré-candidato à reeleição Eloi Mariano Rocha (PSD) no pleito de 2020.

Questionado, principalmente por correligionários, Silva tem dito apenas que decidiu votar em pessoas, e não mais em siglas partidárias. “Se ele (Mariano Rocha) estiver no 55, no 17, no 15 ou no 80, eu voto. Meu voto é dele, não do partido”, reafirma.

 

Números à mostra

Postado em 27 de setembro de 2019
  •  
  •  
  • 42
  •  
  •  

O vice-prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB) reuniu amigos, correligionários e curiosos, ontem, para divulgar os resultados de uma pesquisa pré-eleitoral para a concorrência majoritária de 2020 em São João Batista. Pré-candidato ao cargo máximo do município, ele, evidentemente — caso contrário, não teria publicizado o fato —, aparece com larga vantagem sobre o segundo colocado. No levantamento contratado, Pedroca teria 39% das intenções voto; enquanto o empresário Almir Manoel Atanázio dos Santos (PP), presidente do SincaSJB (Sindicato das Indústrias de Calçados de São João Batista) e conjecturado postulante à prefeitura, somaria 11% da preferência do eleitorado.

Outros nomes na pesquisa estimulada teriam sido, sequencialmente classificados, os dos vereadores Rúbia Tamanini Duarte (PSD), com 8%; Leôncio Cypriani (MDB), com 7%; Heriberto Eurides “Betinho” de Souza (CIDA), com 6%; e o presidente da Câmara, Eder Vargas (MDB), com 3%.

TRANSFERÊNCIA

Um dado, aliás, chamou a atenção. O instituto pesquisador, que monitora a cena em todo o território catarinense, revelou que o prefeito Daniel Netto Cândido (PSD) seria capaz de transferir 46% do eleitorado, por indicação, para o sucessor. O índice foi considerado excepcional e jamais registrado em Santa Catarina.

Pesos e medidas

Postado em 27 de setembro de 2019
  •  
  •  
  • 18
  •  
  •  

Uma das deliberações da futura regência do MDB de Tijucas, com a vereadora Fernanda Melo Bayer na presidência entre 2020 e 2021, diz respeito aos controversos votos duplos e triplos nas convenções do partido. A questão gerou polêmica, tanto em 2012 quanto em 2016, quando ex-prefeitos e delegados estaduais votaram duas ou três vezes — por regulamento —, pesaram em favor de Valério TomaziElmis Mannrich respectivamente, e desequilibraram a contenda.

A sugestão teria partido do advogado Marcio Rosa — que, em 2012, quando quis se candidatar a prefeito, perdeu o pleito interno do partido para Tomazi em razão das indicações duplas e triplas —, e a próxima presidente acatou. De 2020 em diante, os votos cumulativos no MDB municipal estão extintos. Se são 45 membros, serão 45 votos iguais.

Voto revelado

Postado em 2 de janeiro de 2018
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Pretenso pré-candidato à chefia do Executivo em 2020, o ex-prefeito Valério Tomazi (MDB) que estuda a migração para o PDT, por onde concorreria à prefeitura precisa torcer por 12 vereadores se não quiser cair na Lei da Ficha Limpa, ficar inelegível e, ainda, responder por improbidade administrativa. Um, por ora, está perdido. O presidente Juarez Soares (PPS) garante que agirá com rigor. “Se os técnicos do Tribunal (de Contas do Estado) verificaram as irregularidades (nas contas do município em 2016), irei acompanhar a decisão do TCE (de reprovar as transações financeiras da prefeitura naquele ano)”, diz, com exclusividade ao Blog.

Soares, porém, jura que não conversou com os colegas de parlamento sobre o assunto e adianta, apenas, uma posição pessoal. “Falo por mim. A decisão dos demais membros, eu não conheço”, revela.

No mais, o presidente do Poder Legislativo de Tijucas reforça, ainda, que o processo será transparente e em obediência à legalidade. “Com relação à tramitação do parecer, farei tudo dentro dos prazos legais. Não vou retardar o andamento”, reitera.

(mais…)

Rápido e rasteiro

Postado em 4 de outubro de 2016
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Léo Nunes

O prefeito Valério Tomazi (PMDB) teve protagonismo discreto nestas eleições. Votou às 10h30 da manhã de domingo (2), no Cruz e Sousa, e, minutos depois, desapareceu.

Entre a urna e a volta para casa, o chefe do Executivo tijuquense recebeu cumprimentos e interpelações de eleitores, em sua maioria peemedebistas. As conversas foram curtas.

Fiel da balança

Postado em 23 de junho de 2016
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

“O que estás fazendo não é papel de homem!”, ralhou o suplente de vereador Edenilson Devitte (PPS), um dos apoiadores de Elson Junckes (PSDB) na eleição interna do L.I.M.P.E., na presença dos demais membros do grupo, depois do voto de Renato Sartori (PEN) em Adalto Gomes (PT), na assembleia de anteontem.

Sartori havia garantido apoio a Junckes num pré-acordo dos partidos menores integrados à coalizão. Na hora, porém, declarou preferência pelo petista e oxigenou as chances de reviravolta no processo – o que acabou se confirmando. Surpresa geral e, a partir daí, manifestações adversas bastante incisivas.

O incógnito Renato Sartori jamais teve papel tão preponderante na política de Tijucas. Com o voto em Adalto Gomes, anteontem, na eleição interna do L.I.M.P.E., mudando drasticamente o curso dos acontecimentos, ele pode ter deixado uma profunda marca na história das eleições no município.

Candidato a deputado estadual em 2014 com 673 votos, e a vereador em 2008 com 143, certamente não seria nas urnas, em princípio, que ele alcançaria, tão cedo, tamanha importância no cenário político local.