terça-feira, 23 de julho de 2024 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Qualidade alta

Postado em 10 de julho de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

Os números do IPS (Índice de Progresso Social) divulgados nesta semana apontaram que Nova Trento é a 11ª cidade com melhor qualidade de vida em Santa Catarina. A ferramenta utiliza três dimensões para analisar o desempenho social e ambiental dos territórios.

Entre os quesitos, estão as necessidades humanas básicas, os fundamentos do bem-estar e oportunidades. A cidade de Santa Paulina fez 67,16 pontos no ranking, número que fez o município ser o único do Vale do Rio Tijucas presente na lista.

O prefeito Tiago Dalsasso (MDB) celebrou e afirmou que a boa colocação é fruto de um trabalho desenvolvido pela administração municipal. “Resultado de um trabalho bem pensado para a nossa gente. É um destaque muito significativo. Esse é um reconhecimento ao esforço contínuo da comunidade e da administração em promover um ambiente de vida saudável e próspero para nossos habitantes”, explicou.

Luto decretado

Postado em 8 de julho de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

O prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD), de Tijucas, decretou luto oficial de três dias pelo falecimento do ex-vice-prefeito, ex-vereador e presidente do SAMAE (Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto), Luiz Rogério da Silva.

Mariano Rocha justificou que o decreto é uma forma de reconhecer os “relevantes serviços prestados à comunidade tijuquense” e explicou que Rogerinho exerceu diversos cargos públicos ao longo de sua trajetória política.

Rogerinho cumpriu três mandatos na Câmara de Vereadores (de 1997 a 2004, e de 2013 a 2016) e chegou a presidir o Legislativo municipal em 2004 e 2013, foi eleito vice-prefeito em 2008 e assumiu a chefia do Executivo municipal em duas oportunidades: agosto de 2009 e janeiro de 2012.

Além de comandar o Samae na gestão de Eloi Mariano Rocha, Silva também foi secretário de Saúde. Em 2010, foi candidato a deputado federal e recebeu 20.429 votos. Na vida acadêmica, graduou-se em enfermagem e direito.

Separação litigiosa

Postado em 3 de abril de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Reprodução | MDB Porto Belo

A decisão do presidente da Câmara Municipal de Porto Belo, vereador Magno Muñoz, de se desfiliar do MDB, surpreendeu e irritou a executiva local da legenda.

Ontem, o partido publicou uma nota oficial que condena o ato e, nas entrelinhas, sugere que o parlamentar tenha sido ingrato. O boletim, inclusive, frisa que Muñoz foi “eleito pelo MDB e por quociente eleitoral” e que “em 2016 (quando se candidatou pela primeira vez ao Legislativo) não obteve êxito e foi convidado a participar da administração municipal como secretário de Assistência Social”.

Na justificativa, o vereador, que tem o desejo manifesto de se candidatar à prefeitura no futuro, citou a falta de espaço e de perspectiva no MDB portobelense. Condições que a publicação oficial do partido também contesta: “não lhe faltaram oportunidades, e sua saída foi uma decisão pessoal”.

Serenidade e atenção

Postado em 5 de março de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

Dos propalados postulantes à prefeitura de Tijucas nestas eleições, o empresário Thiago Peixoto dos Anjos, segundo colocado no pleito de 2020, tem a situação mais confortável. A filiação ao PL em novembro, quando a concorrência ainda estudava propostas, vista por muitos como precoce, foi estratégica.

Peixoto dos Anjos marcou território e ganhou tempo para uma avaliação minuciosa da cena eleitoral, das possíveis conjunturas e das oportunidades que eventualmente surgirem.

Hoje, conta com o aval da regência municipal do partido e de figuras importantes na cúpula, como o deputado estadual Nilso Berlanda e o deputado federal Jorge Goetten, para ser o candidato a prefeito do PL na concorrência de outubro.

Não fosse pela especulada migração do vereador Fernando Fagundes (MDB) para as fileiras liberalistas, a ser confirmada na janela que se abre nesta semana, seria unanimidade e com candidatura definida enquanto todas as outras correntes do município passam por querelas internas para a escolha de um representante na disputa majoritária.

AMIGOS E CONCORRENTES

A contar com a filiação de Fagundes, o empresário diz, com exclusividade ao Blog, que ficaria “muito satisfeito” e que, inclusive, tem reforçado o convite ao vereador para que integre o PL municipal. “Conversamos com muita frequência, somos amigos, e teríamos, junto com o Fernando, maiores condições de alcançar nosso objetivo”, comenta.

Peixoto dos Anjos entende que o fortalecimento do projeto sobrepõe qualquer intenção pessoal, e que, seja qual for a escolha do partido, seria um soldado no pelotão de frente da campanha.

Novo presidente

Postado em 5 de março de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo | MDB Canelinha

As ações do MDB de Canelinha são comandadas, desde o fim de 2023, pelo ex-vereador Adair da Conceição Lopes Filho, o Dica. O ex-parlamentar de cinco mandatos consecutivos foi eleito para a segunda presidência, em abril do ano passado, mas teve que assumir o papel de presidente.

O titular, Erotildes Grimm Filho, o popular Tidinho, precisou renunciar ao cargo e ceder a função ao correligionário. Na Terra das Cerâmicas, especula-se que a saída tenha sido motivada por problemas de saúde. Havia, inclusive, segundo apuração do Blog, um acordo prévio para um eventual e necessário afastamento, como, de fato, ocorreu.

CORRIDA ELEITORAL

Partido que administrou o município em seis oportunidades, o MDB canelinhense tenta uma reorganização visando as eleições municipais de outubro. Maior expoente da legenda, o ex-prefeito Moacir Montibeler ainda é apontado como pré-candidato. Entretanto, o ex-mandatário nega a possibilidade.

Aparecem, ainda, como opções, o radialista José Carlos Trindade [que também nega], a vereadora de quatro mandados consecutivos, Neli Ferreira Trindade, o vereador estreante Thiago Vinícius Leal, e o ex-chefe de Gabinete da última gestão Montibeler (2017/2020), Alesson Alexandre Cardozo.

Galo fora

Postado em 26 de outubro de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo | Linha de Frente

A liderança exercida durante mais de duas décadas pelo ex-prefeito Moacir Montibeler, no MDB de Canelinha, pouco tem influenciado nas atuais decisões do partido. O “Galo Cinza”, como ficou conhecido, não tem participado ativamente dos encontros da executiva municipal e demais ações da legenda.

Embora continue cumprimentando populares, abraçando crianças e, sempre que possível, presente em eventos públicos e sociais do município, Montibeler descarta a possibilidade de concorrer novamente à prefeitura em 2024.

Se, de fato, não disputar o pleito, o ex-prefeito – que governou a Terra das Cerâmicas em quatro oportunidades (1989/1992, 1997/2000, 2001/2004 e 2017/2020) -, quebrará uma sequência ininterrupta de candidaturas (2008/2012/2016/2020). Nas mais recentes, a propósito, teve êxito somente em 2016.

Ao Blog, Montibeler revelou o desejo de que novas lideranças canelinhenses representem o Manda Brasa no próximo pleito, rechaçando o interesse de disputar as eleições municipais pela oitava vez.

Descentralização

Postado em 3 de outubro de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

O vereador Maickon Campos Sgrott (PP), de Tijucas, segue o projeto de dividir a vereança com colegas de partido, cedendo a cadeira no parlamento municipal por um mês, permitindo que os suplentes colaborem e participem da legislatura.

Desta vez, quem assumirá a função será Fernanda Estela Rocha (PP). Com a posse, realizada na noite desta segunda-feira (02), o Poder Legislativo tijuquense contará, mais uma vez, com duas representantes femininas.

Antes de Fernanda, já haviam assumido o exercício do cargo, no sistema de rodízio implementado por Sgrott, os suplentes Júlio Bucoski, Leonel João David, Tânia Roncálio e Rogério Freitas. “No PP, os suplentes tem vez e podem ajudar apresentando suas demandas para a melhoria da nossa cidade”, frisou o agora vereador licenciado.

Nominata aberta

Postado em 4 de setembro de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

A ausência, por diferentes motivos, de grandes e relevantes lideranças emedebistas na disputa de 2024 pelo parlamento municipal pode provocar importantes movimentos neste período pré-eleitoral em Tijucas.

Primeiro, pela impreenchível lacuna deixada pelo vereador Edson José Souza, falecido há menos de um mês. Ele contava com um eleitorado fiel, que o conduziu à Câmara em seis oportunidades.

Outro com vasta experiência no Legislativo é Fernando Fagundes, eleito quatro vezes consecutivas. Entretanto, o herdeiro de Nilton José Fagundes, o Gordo, trabalha para representar o partido no pleito majoritário. Abrindo, assim, outra brecha.

O vereador Esaú Bayer – que substituiu Edson Souza na Câmara –, passaria a ser o principal nome do MDB tijuquense na corrida proporcional. Mas, de olho nas lacunas, outros políticos do município estariam dispostos a assinar a filiação.

Nas rodas de conversa do município, aliás, ventila-se há semanas o nome de Cláudio Eduardo de Souza (PDT), que tem raízes familiares no MDB. O jornalista, em 2020, foi o mais votado no pleito de 2020, com 908 indicações, e despertou o interesse da regência emedebista.

O parlamentar, que tem mantido postura oposicionista na Câmara, também vê a possibilidade com bons olhos. Fontes do Blog garantem que o vereador estava entre os convidados do encontro de semana passada na casa do ex-prefeito Elmis Mannrich, mas compromissos profissionais impediram sua presença.

Antes de experimentar a vereança, o pedetista era outro com forte ligação ao já saudoso vereador Edson Souza, por quem a família, inclusive, sempre trabalhou em eleições passadas.

Primeira troca

Postado em 3 de maio de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Luan Lucas

A primeira mudança significativa no alto escalão do governo municipal, neste segundo mandato de Eloi Mariano Rocha (PSD), em Tijucas, teve um único motivo: problemas de saúde do então superintendente da Fundação Municipal de Esportes (FME), José Roberto Giacomossi (PSD).

Com exclusividade ao Blog, o mandatário alegou que há uma grande demanda de trabalhos na FME, como a quantidade de campeonatos, de alunos nas escolinhas e de atletas inseridos em cada competição. “O Betinho, por seu estado de saúde, não tinha mais condições de tocar”, explicou.

O prefeito afirmou que a escolha de promover o então superintendente adjunto, Geovani Souza, contou com grande aceitação de dirigentes e atletas. “Responsabilidade, respeito às pessoas, lealdade, honestidade e dedicação”, também foram fatores pontuados por Mariano Rocha.

OPORTUNIDADES

O chefe do Executivo tijuquense ainda relembra outros casos de servidores que aproveitaram espaços e foram nomeados para o comando de secretarias, como Paula Regina da Silva, na secretaria de Cultura, e Deise Juliana Silveira, na Educação.

“Temos vários segmentos comandados por funcionários de carreira. É a oportunidade que se dá a cada ser executando suas funções”, finalizou o prefeito.