domingo, 14 de julho de 2024 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Luto decretado

Postado em 8 de julho de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

O prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD), de Tijucas, decretou luto oficial de três dias pelo falecimento do ex-vice-prefeito, ex-vereador e presidente do SAMAE (Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto), Luiz Rogério da Silva.

Mariano Rocha justificou que o decreto é uma forma de reconhecer os “relevantes serviços prestados à comunidade tijuquense” e explicou que Rogerinho exerceu diversos cargos públicos ao longo de sua trajetória política.

Rogerinho cumpriu três mandatos na Câmara de Vereadores (de 1997 a 2004, e de 2013 a 2016) e chegou a presidir o Legislativo municipal em 2004 e 2013, foi eleito vice-prefeito em 2008 e assumiu a chefia do Executivo municipal em duas oportunidades: agosto de 2009 e janeiro de 2012.

Além de comandar o Samae na gestão de Eloi Mariano Rocha, Silva também foi secretário de Saúde. Em 2010, foi candidato a deputado federal e recebeu 20.429 votos. Na vida acadêmica, graduou-se em enfermagem e direito.

Batistenses em luto

Postado em 9 de agosto de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

O município de São João Batista decretou luto oficial de três dias pelo falecimento do ex-prefeito Alinor Herculano de Azevedo, aos 95 anos. A morte ocorreu durante a noite desta terça-feira (08), no Hospital Monsenhor José Locks.

Azevedo governou a Capital Catarinense dos Calçados entre 1º de fevereiro de 1973 e 31 de janeiro de 1977, sendo o sexto prefeito da história da cidade. Além disso, foi vereador por três legislaturas (1959-1962 | 1963-1967 | 1970-1973) e presidente da Câmara de Vereadores entre 1972 e 1973.

Por conta da relevância e dos méritos pela contribuição com a sociedade batistense, o velório ocorre na sede do Poder Legislativo municipal. O enterro está marcado para às 16h. Alinor Herculano de Azevedo era viúvo, deixa dois filhos, 16 netos e 15 bisnetos.

Cidadão bombinense

Postado em 19 de abril de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

O Poder Legislativo de Bombinhas concedeu ao tenente-coronel Eder Jaciel de Souza Oliveira, por unanimidade, o título de Cidadão Honorário. A homenagem foi apresentada através de um Projeto de Decreto Legislativo, com autoria dos nove vereadores em exercício.

Atual comandante do 31º Batalhão de Polícia Militar, Eder Jaciel comandou, em 2007, o 4º Pelotão da PM, instalado justamente em Bombinhas. Nos anos seguintes, ainda como Major, ganhou destaque pelo intenso combate ao tráfico de drogas e ao crime organizado, sobretudo em comunidades de Tijucas.

De acordo com o projeto, a entrega da honraria é uma forma de reconhecer os relevantes serviços prestados durante os mais de 24 anos de carreira militar. Nas redes sociais, o tenente-coronel agradeceu pela homenagem e se declarou para o município. “Amo demais esta cidade que escolhi como lar e onde aprendi tanto com sua gente”, escreveu.

Rivalidade à parte

Postado em 11 de janeiro de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

A comunidade política de São João Batista registrou um fato inusitado hoje. Os deputados estaduais Altair Silva (PP) e Jerry Comper (MDB), por quem duas das principais correntes do município trabalharam nas eleições de 2022, uniram-se para encaminhar ofício ao governador Jorginho Mello (PL) e pedir uma correção no decreto 2378 — que versa sobre a prorrogação do recolhimento de impostos para empresas de municípios em situação de emergência.

Embora concorrentes na esfera eleitoral, eles atenderam, juntos, pedido do SincaSJB (Sindicato das Indústrias de Calçados de São João Batista) e solicitaram a inclusão do termo “calamidade” além de “emergência” na norma. A justificativa é de que as empresas batistenses não estariam sendo enquadradas, uma vez que a situação do município depois das enchentes de dezembro, segundo especificação técnica, passou a ser de calamidade e não de emergência.

♦ Na foto, Altair Silva explica o caso ao chefe da Casa Civil estadual, Estener Soratto

Sem compromisso

Postado em 26 de julho de 2021
  •  
  •  
  • 10
  •  
  •  

A promessa de geração de 400 empregos diretos que a Costa Rica Malhas fez ao governo de Canelinha em 2018, diante dos incentivos do município para se instalar na cidade, não precisa ser cumprida. Pelo menos, não integralmente.

O jornal Correio Catarinense descobriu que o ex-prefeito Moacir Montibeler (MDB) decidiu, em dezembro de 2020, sem ter conseguido emplacar a reeleição, rever o contrato com a empresa e baixar um decreto que reduz o compromisso para menos de 1/4 do tratado.

De acordo com o ajuste inicial, a Costa Rica Malhas teria cinco anos, a partir de 2018, para empregar 400 canelinhenses; e desde dezembro, na escala refeita, precisa ter apenas 87 colaboradores para manter a convenção com o município. Entre as justificativas para a mudança do acordo, a gestão de Montibeler teria considerado as dificuldades que a pandemia teria gerado no cenário econômico local.

Sem lockdown

Postado em 18 de março de 2021
  •  
  •  
  • 26
  •  
  •  

Em vídeo postado nas redes sociais, o prefeito Paulo Henrique Dalago Müller (DEM), de Bombinhas, garantiu que não seguirá qualquer decreto que determine lockdown ou fechamento do comércio. Ele estava no Aeroporto Internacional de Brasília, ontem, e, na gravação, mostrou o local praticamente lotado, o que classificou de “demagogia”.

“Bombinhas é uma cidade litorânea, com 39 praias, onde, por conta de alguns decretos, querem que fechemos o comércio. Aí eu olho essa aglomeração no aeroporto fechado, os aviões lotados e eu me pergunto: por que tenho que determinar lockdown? Eu vou penalizar os comerciantes e pequenos empresários? Não, de forma alguma”, pontuou Dalago Müller.

Protestos e vacinas

Postado em 17 de março de 2021
  •  
  •  
  • 9
  •  
  •  

A compreensão terminou. Neste momento, prefeito que decidir fechar o comércio e as escolas para manter a saúde dos munícipes corre o risco de cair em desgraça popular. A situação ficou evidente, ontem, com protesto pacífico proposto por dois colégios particulares de Tijucas e outras duas manifestações programadas para hoje. O prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD) assimilou as críticas, recuou, e, à noite, revogou o decreto estabelecido por 22 prefeituras da Grande Florianópolis sobre o lockdown na região.

No Vale do Rio Tijucas, o prefeito de São João Batista, Pedro Alfredo Ramos (MDB), foi o primeiro a suspender as medidas restritivas no município. Logo em seguida, Valmor Pedro Kammers (PSL), de Major Gercino, Tiago Dalsasso (MDB), de Nova Trento, e Diogo Francisco Alves Maciel (PSL), de Canelinha, tomaram a mesma decisão.

VACINAS

O governo de Tijucas recebeu outra enxurrada de queixas. Mas, desta vez, sobre a quantidade de vacinas contra a Covid-19 encomendadas em carta de intenções à TMT Globalpharm LTD. No primeiro momento, a prefeitura pedia 3 mil doses — muito menos que as solicitações de municípios com população menor, como Major Gercino e Canelinha.

A situação foi explicada pelo secretário municipal de Saúde, Vilson José Porcíncula, que, em conversa privada com um munícipe, admitiu um “erro” na redação da carta e assegurou que, na verdade, o pedido seria de 30 mil doses. Hoje, portanto, uma nova solicitação foi enviada à Globalpharm com os números corrigidos.

Saúde versus economia

Postado em 10 de março de 2021
  •  
  •  
  • 4
  •  
  •  

A prorrogação do lockdown em Santa Catarina foi confirmada, mas sem anuência do prefeito de Bombinhas, Paulo Henrique Dalago Müller (DEM). O mandatário bombinense não se omitiu e despejou uma carga generosa de insatisfação na mesa do governador Carlos Moisés da Silva (PSL), hoje pela manhã, em videoconferência sobre o tema. “Estamos em um colapso na Saúde, mas, sem dúvidas, entramos em um colapso econômico. O comércio em geral, que investiu em todos os protocolos sanitários, está pagando o preço e nós estamos virando as costas para ele”, pontuou.

Mesmo posicionamento tiveram os prefeitos de Criciúma, Clésio Salvaro (PSDB), e de Chapecó, João Rodrigues (PSD). Mas o governo decidiu manter as medidas restritivas para o enfrentamento da pandemia da Covid-19 no Estado. Um novo decreto com as regras vigentes para os próximos dias deve ser publicado ainda hoje.

Nas redes sociais, logo em seguida, Dalago Müller acrescentou que “precisamos trabalhar na conscientização e na fiscalização, mas não podemos agravar ainda mais a crise financeira que veio com a Covid“.

Comoção geral

Postado em 18 de agosto de 2020
  •  
  •  
  • 6
  •  
  •  

Rivalidades à parte, a desoladora morte do vereador Antônio Carlos Flores (PSD), de Canelinha, ontem, sensibilizou o prefeito Moacir Montibeler (MDB). Em publicação no Facebook, o mandatário canelinhense externou pesar “pela perda prematura” do parlamentar, que classificou como “homem público, exemplar, que fez da política parte de sua vida, trabalhando em prol da comunidade”.

Montibeler destacou, ainda, “a grande contribuição” do vereador para o desenvolvimento de Canelinha e decretou, em seguida, luto oficial de três dias no município.

Comércio e serviços

Postado em 1 de abril de 2020
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Pequenos lojistas e profissionais autônomos de São João Batista estão se mobilizando para pressionar o prefeito Daniel Netto Cândido (PSL) a liberar o comércio e os serviços no município. O chefe do Executivo batistense vem seguindo o decreto do governo estadual, de manutenção da quarentena. Cerca de 60 pessoas estão se reunindo nas redes sociais para promover manifestações, sobretudo em frente à prefeitura.

Na sexta-feira (27), um grupo esteve no paço municipal em audiência com o prefeito. As conversas entre Cândido e os comerciantes têm sido frequentes desde então. O mandatário batistense avalia, neste momento, se atende aos apelos da classe ou continua cumprindo a determinação do Estado.