sábado, 10 de dezembro de 2022 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Pazes e mais áudios

Postado em 21 de novembro de 2022
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Houve quem apostasse que o vice-prefeito de São João Batista, Almir “Déi do Gás” Peixer (MDB) — seguramente aquele que mais vezes esteve no comando do município no mandato atual, na região —, jamais teria uma nova oportunidade na chefia do Executivo. Os palpites têm motivo: as acusações públicas, em setembro, do prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB) sobre o adjunto “fazer rolo” com a retirada, sem permissão, segundo ele, de um documento da prefeitura para fins político-eleitorais.

Mas as rusgas parecem ter sido superadas com o fim das eleições. Pedroca entrou novamente em férias e passou, hoje, o bastão para Déi, que administra a Capital Catarinense do Calçado nos próximos 15 dias.

TURBULÊNCIA

O mandatário batistense vem passando por um período turbulento na gestão. A greve dos professores da rede municipal, de acordo com as especulações, tem sido uma das principais razões.

Por mensagens de áudio — que, obviamente, como todas as outras que ele enviou antes, durante e depois da campanha de 2020, passaram a ser compartilhadas sucessivamente nas redes de conversação online do município e da região —, Pedroca chegou a criticar severamente vereadores de oposição que teriam remetido salgadinhos para os professores que se reuniam no protesto. Pois, então?!

Pressão e rejeição

Postado em 9 de março de 2022
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O cargo de diretor de Trânsito no município de Canelinha não saiu do papel. Quis o destino que o projeto do Executivo fosse posto em votação justamente no momento em que a Câmara era tomada por servidores municipais da Educação que reivindicavam, em manifestação pacífica, os 33,24% de reajuste nos salários da categoria previstos na Lei. Diante da justificativa do prefeito Diogo Francisco Alves Maciel (sem partido), de que a prefeitura não teria orçamento para cobrir a pedida, parlamentar nenhum foi capaz de abonar, naquela situação, uma proposta que dilataria a folha de pagamentos.

Aliado do governo, o vereador Eloir “Lico” Reis (PSD) tentou, arguciosa e elegantemente, pedir vista ao projeto — para que fosse apreciado em sessão futura. Mas a bateria de vaias no plenário foi suficiente para que o ex-prefeito, ex-vice-prefeito e ex-secretário municipal de Saúde recuasse, repensasse e se rendesse ao clamor da numerosa plateia. O placar, por ocasião ou pressão, terminou em oito a zero pela rejeição. Apenas o presidente Robinson Carvalho Lima (PP) não votou; porque não precisou. Base, centro e oposição foram unânimes.

INEDITISMO

Foi a primeira vez, em 14 meses da atual administração, que uma proposta do Executivo recebeu a recusa do parlamento. Muito embora o governo não goze de maioria na Câmara, as solicitações do paço sempre foram acatadas na Casa do Povo.

BASTIDORES

Diz-se nos porões da política canelinhense que a função de diretor de Trânsito do município estaria prometida ao suplente de vereador Daniel José Pereira (PSL). O cargo seria um compromisso do grupo gestor da Cidade das Cerâmicas para, ainda durante a pré-campanha de 2020, atrair o policial militar de reserva, destacado ex-comandante da guarnição local e então pretenso postulante à vereança, para a sua base eleitoral.

Faixas e cartazes

Postado em 8 de março de 2022
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Servidores municipais da Educação programam uma manifestação, hoje, na Câmara Municipal de Canelinha. Assim como nos demais municípios da região, profissionais do magistério cobram o reajuste de 33,24% nos ordenados da categoria. Com o ato, professores e funcionários do setor pretendem chamar a atenção do Executivo e mobilizar a vereança em favor da causa.

Na sexta-feira (4), o prefeito Diogo Francisco Alves Maciel (sem partido) esteve reunido com representantes da classe. Na proposta do município, os salários seriam reajustados em 10% — que fariam referência à recomposição de perdas de 2021 para todos os servidores municipais —, mais 6% para o magistério. Muito aquém das reivindicações, o acordo não foi aceito.

MOTIVAÇÃO EXTRA

O protesto tem, ainda, um aditivo: a criação do cargo em comissão de diretor de Trânsito, proposto pelo Executivo e sob avaliação dos vereadores na sessão desta noite. Os servidores da Educação não admitem que Alves Maciel justifique “ausência de orçamento” para o pagamento integral do reajuste, mas sobrecarregue o erário com a abertura de novas funções na estrutura municipal. Pois, então?!

Ônus do bônus

Postado em 3 de maio de 2021
  •  
  •  
  • 2
  •  
  •  

A situação caótica da SC-410, que continua entre as rodovias com mais registros de acidentes fatais no Estado, foi amenizada com a presença da Polícia Rodoviária Estadual nas últimas semanas. Era uma reivindicação da comunidade — mais intensamente depois das trágicas ocorrências de março —, que motivou o vereador Fernando Fagundes (MDB), de Tijucas, a procurar o comandando da PRE e solicitar diligências no local. O pedido foi acatado e a fiscalização passou a ser mais frequente no trajeto entre Tijucas e Nova Trento.

Agora, parte dos protestantes quer o fim das blitzes, porque, segundo eles, os policiais estão interceptando trabalhadores e apreendendo veículos de serviço (mesmo que em débito com a legislação de trânsito). Alguns, inclusive, surpreendentemente, ameaçam boicotar Fagundes nas urnas caso a Polícia Rodoviária continue supervisionando o tráfego na SC-410 e evitando mais mortes. Vai entender…

Protestos e vacinas

Postado em 17 de março de 2021
  •  
  •  
  • 9
  •  
  •  

A compreensão terminou. Neste momento, prefeito que decidir fechar o comércio e as escolas para manter a saúde dos munícipes corre o risco de cair em desgraça popular. A situação ficou evidente, ontem, com protesto pacífico proposto por dois colégios particulares de Tijucas e outras duas manifestações programadas para hoje. O prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD) assimilou as críticas, recuou, e, à noite, revogou o decreto estabelecido por 22 prefeituras da Grande Florianópolis sobre o lockdown na região.

No Vale do Rio Tijucas, o prefeito de São João Batista, Pedro Alfredo Ramos (MDB), foi o primeiro a suspender as medidas restritivas no município. Logo em seguida, Valmor Pedro Kammers (PSL), de Major Gercino, Tiago Dalsasso (MDB), de Nova Trento, e Diogo Francisco Alves Maciel (PSL), de Canelinha, tomaram a mesma decisão.

VACINAS

O governo de Tijucas recebeu outra enxurrada de queixas. Mas, desta vez, sobre a quantidade de vacinas contra a Covid-19 encomendadas em carta de intenções à TMT Globalpharm LTD. No primeiro momento, a prefeitura pedia 3 mil doses — muito menos que as solicitações de municípios com população menor, como Major Gercino e Canelinha.

A situação foi explicada pelo secretário municipal de Saúde, Vilson José Porcíncula, que, em conversa privada com um munícipe, admitiu um “erro” na redação da carta e assegurou que, na verdade, o pedido seria de 30 mil doses. Hoje, portanto, uma nova solicitação foi enviada à Globalpharm com os números corrigidos.

Na televisão

Postado em 7 de janeiro de 2020
  •  
  •  
  • 164
  •  
  •  

Água mole em pedra dura, tanto bate até que… chega ao Jornal do Almoço, da NSC TV. Um dos vídeos de protesto que o suplente de vereador Sidney Machado faz periodicamente contra o governo municipal de Tijucas, enfim, passou das redes sociais à televisão e ganhou notoriedade estadual.

No quadro “Papo Reto”, do noticiário da emissora, Machado chama a atenção do prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD) para um caso de “esgoto a céu aberto” na Rua Antônio Apolônio Vargas, a famosa Rua da Pitanga, na região central da Capital do Vale. Durante a exibição do programa, o repórter e apresentador Edsoul Amaral informou que a prefeitura já lançou o edital de licitação — e que o pregão presencial ocorre nesta sexta-feira (10) — para a resolução do problema.

Ex-pesidente do PTB em Tijucas, Ney da Tijusat espera concorrer na eleição majoritária de 2020 nas fileiras do Aliança pelo Brasil, partido ainda em formação e que conta com a simpatia do presidente Jair Messias Bolsonaro (PSL).

Falta de água e protesto

Postado em 13 de dezembro de 2018
  •  
  •  
  • 7
  •  
  •  

Moradores de Tijucas estão se mobilizando, via WhatsApp, para movimentos de protesto contra o Samae (Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto) às 10h de amanhã, em frente à autarquia, e no sábado (15), na mesma hora, na prefeitura. De acordo com os relatos, a falta de água já dura mais de quatro dias em determinados pontos da cidade.

Agora à tarde, entretanto, a administração municipal publicou nota oficial que elenca os investimentos do Samae para a melhoria do serviço de abastecimento e garante que a autarquia “está atuando no monitoramento constante de pontos de vazamento na rede de distribuição, com o objetivo de minimizar ao máximo a perda de água no sistema”.

Salário de vereador

Postado em 6 de junho de 2018
  •  
  •  
  • 25
  •  
  •  

Entra legislatura, sai legislatura, e o assunto sempre vem à tona: o salário do vereador é justo? Não à toa, vez ou outra uma ovelha negra traz o tema à apreciação do plenário, com projetos e justificativas; num rompante de consciência, para estremecer as bases ou para contentar a torcida. A bola da vez, agora, é a Câmara de São João Batista.

O vereador Fábio Norberto Sturmer (PP) tem o projeto na gaveta, pronto para ser apresentado. Ele deve propor a redução dos vencimentos dos edis batistenses, dos atuais R$ 4,1 mil para o mínimo nacional.

A matéria, entretanto, costuma provocar sensações diversas; da aclamação popular à inquietude da classe parlamentar, que habitualmente se abraça e consegue impedir o corte. Na mesma Capital Catarinense do Calçado, em 2015, a propósito, o então vereador Gilberto Montibeller (MDB) apresentou a mesma proposta; que foi rejeitada, evidentemente.

RECLAMAÇÃO GERAL

Os vereadores de Tijucas também estão na berlinda. Um grupo formado no Facebook vem se organizando para protestar na Câmara Municipal e reivindicar a redução dos vencimentos dos parlamentares, que, na Capital do Vale, supera os R$ 7 mil. A manifestação estava programada para anteontem, mas não houve sessão.

Em resposta aos reclamantes, via rede social, a vereadora Fernanda Melo (MDB) concordou com a proposta. “Deveria ser de um salário mínimo (a remuneração do vereador), ou até sem pagamento, por contribuição voluntária”, escreveu.

Hipocrisia

Postado em 29 de maio de 2018
  •  
  •  
  • 27
  •  
  •  

Da série “têm coisas que só acontecem no Vale do Rio Tijucas”: a distinta senhora, primeira da fila, que encheu o tanque do carro logo que o posto anunciou a venda de combustível, hoje, em São João Batista, voltou ao estabelecimento momentos depois, com manifestantes, para protestar contra o comércio, impedir o abastecimento dos demais veículos e discursar em favor da greve.

Assim é gostoso! Para quem não entendeu o processo, o colunista sugere a releitura do artigo “Somos todos“, de ontem no Blog. Pois, então?!

Enfezados

Postado em 22 de fevereiro de 2018
  •  
  •  
  • 40
  •  
  •  

Vice-presidente do Patriota em Tijucas, Edjalma Silva Matos contata o Blog para informar que apenas seis agremiações políticas das 15 que compuseram a aliança vitoriosa nas eleições municipais de 2016 continuam em conformidade com a administração municipal. “Nove partidos, no nosso grupo, foram abandonados. Estamos todos muito frustrados”, conta.

De acordo com Matos, o prefeito Elói Mariano Rocha (PSD) teria assumido compromissos na coalizão da campanha que não cumpriu. O vice-presidente garante que mesmo aqueles que participam do governo – a exemplo do presidente municipal do Patriota, Renato Sartori, lotado na chefia do Departamento de Estrada de Rodagem e Transportes, e do presidente do PV, Narbal Andriani Júnior, chefe do Departamento de Meio Ambiente – não estão satisfeitos. “Pessoas muito menos qualificadas têm cargos e, especialmente, salários bem melhores que os dos nossos. Outro caso é o do Devitte (Edenilson Amaro, presidente municipal do PPS), que também não teve chance na administração”, reclama.

DE SAÍDA

Consultado, Narbal Andriani Júnior chancela a queixa. “Havia a promessa de instituírem a Fundação do Meio Ambiente em Tijucas, a partir do governo municipal. Era um compromisso que tinham comigo e que não cumpriram. Estou de saída”, revela o oceanógrafo, chefe do Departamento de Meio Ambiente, subordinado à Secretaria de Agricultura, Pesca e Meio Ambiente do município.

Andriani Júnior já redigiu a carta de exoneração, e deixa o cargo em 2 de março próximo. “Quero voltar a viajar de bicicleta”, diz o aventureiro que cortou continentes montado na bike e ganhou projeção nacional por conta das epopeicas jornadas mundo afora.