quarta-feira, 3 de junho de 2020 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Casaca virada

Postado em 13 de maio de 2020

Surpresa ou não, o presidente da Câmara Municipal de Canelinha, Arlindo de Simas — que somava 30 anos de oposição declarada ao MDB na Cidade das Cerâmicas —, pulou as trincheiras, quebrou o retrovisor e se juntou aos ex-adversários. Desde a janela de transferências partidárias, no mês passado, ele é emedebista.

A aproximação entre Simas e o staff político do prefeito Moacir Montibeler ficou evidenciada na eleição da presidência do Legislativo, no fim de 2018. Naquela feita, o então vereador do PL, que mantinha discurso neutro, foi pivô de uma manobra do MDB e da administração municipal para tirar o comando da Casa do Povo dos rivais, e chancelou o tratado. A filiação ao partido que sempre combateu era questão de tempo; e se confirmou.

Dito e feito

Postado em 16 de março de 2020

Pedra cantada no Blog se confirmou na quinta-feira (12). O vereador Antônio Carlos Machado Junior, de Canelinha, enviou carta ao presidente municipal do MDB, Renilson Trindade, requerendo a desfiliação do partido. Ele alega que não se sente mais alinhado com o pensamento e o direcionamento do Manda Brasa canelinhense. “A política deve ser dinâmica e inclusiva, com debates, diálogos e a participação da comunidade”, pontua.

Machado Junior deve se filiar ao PSL nos próximos momentos. O vereador tem acordo prévio com o advogado Diogo Francisco Alves Maciel (PSL) para a formação de uma chapa na concorrência majoritária da Cidade das Cerâmicas.

Gota d’água

Postado em 4 de fevereiro de 2020

O motivo basal da saída do vice-prefeito Pedro Alfredo “Pedroca” Ramos do MDB tem nome, sobrenome e cargo público: Leôncio Paulo Cypriani, advogado, vereador eleito com a maior votação da história de São João Batista, e, agora, publicamente, pré-candidato a prefeito pelo Manda Brasa nestas eleições.

No sábado (1), Cypriani reuniu amigos, correligionários e apoiadores no sítio que mantém no interior da Capital Catarinense do Calçado e, extraoficialmente, lançou a pré-candidatura ao cargo máximo do município. A postura do parlamentar foi a gota d’água na relação do adjunto tijuquense com a cúpula emedebista do município, que já vinha desgastada. Pedroca, inclusive, ao deixar o partido, falou em “evitar desavenças”.

APOIO DO PREFEITO

Em entrevista exclusiva concedida ao colunista no quadro “Política” do Jornal Vip, no Portal VipSocial, em janeiro, o prefeito Daniel Netto Cândido (PSD) confirmou o compromisso com o MDB para as eleições deste ano.

Cândido deixou claro, sobretudo, que o apoio acordado se limita à indicação do partido, e não necessariamente ao nome do vice-prefeito. O mandatário batistense pontuou, ainda, que o candidato governista “precisa continuar o trabalho que vem sendo realizado, e que tenha a mesma dedicação para ‘melhorar a vida das pessoas’ mostrada no atual governo”.

Convicção

Postado em 29 de janeiro de 2020

A cúpula do PSL estadual, amplamente acomodada no Centro Administrativo, tem convicção que o prefeito de Tijucas, Eloi Mariano Rocha (PSD), vá concorrer à reeleição, neste ano, filiado ao partido do governador Carlos Moisés da Silva (PSL).

O chefe da Casa Civil, Douglas Borba, e seu staff — especialmente o adjunto da pasta, Matheus Hoffman — acreditam piamente no ingresso do mandatário tijuquense nas fileiras peesselistas na próxima janela de transferências partidárias e falam naturalmente, sem cerimônias, sobre o suposto acordo com Mariano Rocha.

Certezas e incertezas à parte, na Capital do Vale não existe qualquer ruído acerca do tema; a não ser os R$ 8,3 milhões que entraram na conta do município, ora surpreendentemente, vindos do governo estadual, para o necessário asfaltamento da Avenida Beira-Rio. Pois, então?!

Legalidade e reforma

Postado em 22 de janeiro de 2020

Pouca gente sabe que o prédio da Câmara Municipal de Tijucas não poderia abrigar as reuniões legislativas do município e funcionou, por décadas, na ilegalidade. Por lei, o imóvel deveria servir à Secretaria Municipal de Educação. Era o acordo com o governo estadual. O departamento jurídico atuou e a condição, no entanto, foi revertida no ano passado, na programação da reforma da Casa do Povo.

A propósito: a revitalização da Câmara segue em ritmo acelerado. O presidente reeleito Vilson Natálio Silvino (PP) planeja concluir o serviço em fevereiro, na retomada das sessões. Para a obra, foram dispendidos cerca de R$ 500 mil.

Permanência por sequência

Postado em 6 de dezembro de 2019

Vereadores governistas se reuniram nesta semana para definir a sucessão da mesa diretora da Câmara Municipal de Tijucas. Conforme antecipado pelo Blog, o presidente Vilson Natálio Silvino (PP) será reconduzido ao comando do Legislativo. De acordo com as articulações, Maria Edésia “Déda” da Silva Vargas (PT) fica com a vice-presidência; e Odirlei Resini (MDB) assume a primeira secretaria. O posto de segundo secretário ainda não foi decidido. A eleição interna do parlamento tijuquense está marcada para segunda-feira (9).

No tratado situacionista, Rudnei de Amorim (DEM) deveria ser o presidente em 2020. Mas o líder do governo na Câmara alegou dificuldade para conciliar o trabalho com o exercício do cargo e declinou. Silvino, por sua vez, teria justificado que no segundo mandato poderia dar sequência — e receber os louros, evidentemente — às obras de reforma da Casa do Povo, iniciadas neste ano.

Bastidores da relação

Postado em 10 de outubro de 2019

Há mais mistérios entre o céu e a terra do que a vã filosofia dos homens pode supor. Os comemorados R$ 8,23 milhões que o governo estadual destinou a Tijucas, para asfaltamento da Avenida Beira-Rio, têm algumas particularidades interessantes. E a política, evidentemente, seria a principal.

De acordo com um passarinho incolor — que jura ter ouvido o secretário adjunto da Casa Civil estadual, Matheus Hoffmann Machado, afirmar e confirmar —, a relação entre o prefeito Elói Mariano Rocha (PSD) e o PSL vai muito além da diplomacia. Diz a ave sinistra que existe um acordo, alinhado e sublinhado, para que o chefe do Executivo tijuquense concorra à reeleição, em 2020, com o número 17 na urna. Hum…

Fala, vereador!

Postado em 21 de agosto de 2019

“Se conversaram sobre isso, foi entre eles e não comigo”, diz o vereador Odirlei Resini (MDB) sobre a conjecturada oferta dos colas-brancas — de um cargo na estrutura municipal em troca de filiação ao PSD e apoio nas próximas eleições em Tijucas.

O parlamentar confirma, entretanto, que vem se sentindo isolado no MDB desde a eleição para a presidência da Câmara, e que, por conta dessa situação, tem, de fato, recebido convites de outros partidos. “O próprio PSD já me convidou, mas nunca falaram em secretaria”, garante.

CONTRAPONTO

Substituto imediato de Resini no parlamento tijuquense, o suplente Oscar Luiz Lopes (MDB), no entanto, parece certo do acordo entre o titular e a administração municipal; e teria recebido investidas para, em caso de acerto entre as partes, rezar a cartilha do prefeito Elói Mariano Rocha (PSD) na Câmara.

O empecilho seria a família, quase toda emedebista. Lopes, a propósito, estaria tentando convencer os parentes dos benefícios da proposta.

Prorrogação

Postado em 12 de agosto de 2019

As chances de um final feliz para o Esporte Clube Renascença aumentaram. O prefeito Elói Mariano Rocha (PSD) garantiu, nesta manhã, que vai tentar um acordo com a Mitra Metropolitana de Florianópolis para manter o usufruto do Estádio Manoel Franco de Camargo para o clube.

A reunião, na prefeitura, envolveu o presidente do Renascença, Douglas “Dólar” Porcíncula, o vereador Juarez Soares (CIDA) e o empresário Luiz Antônio “Totonho” Maurício — da comissão gestora da Igreja de Nossa Senhora dos Navegantes, proprietária do terreno do estádio —, além de membros do conselho do clube e do corpo jurídico do município.

Uma nova assembleia, desta vez com o padre Elizandro Scarsi, pároco de Tijucas e representante-mor da Mitra Metropolitana na comunidade, foi agendada para quarta-feira (14).

Derrota em casa

Postado em 6 de agosto de 2019

Hendecacampeão de futebol em Tijucas, o cinquentenário Esporte Clube Renascença pode, lamentavelmente, nunca mais jogar em casa. Por unanimidade, o TJSC (Tribunal de Justiça de Santa Catarina) decidiu que o terreno do Estádio Manoel Franco de Camargo — onde o Verdão se apresenta desde a fundação — pertence, de fato e de direito, à Igreja de Nossa Senhora dos Navegantes. A notificação da Mitra Metropolitana de Florianópolis chegou ontem, com prazo de 30 dias para que o clube desocupe o imóvel.

O presidente do Renascença, Douglas “Dólar” Porcíncula, tem reunião com o prefeito Elói Mariano Rocha (PSD) marcada para os próximos dias; assim que o chefe do Executivo tijuquense voltar de Brasília. Há um fio de esperança para que o município consiga um acordo com a Igreja e assuma a gestão do estádio, atualmente mantido com recursos do clube.