quarta-feira, 4 de agosto de 2021 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Reabertura da maternidade

Postado em 19 de julho de 2021
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Desativada em 2018, a Maternidade Chiquinha Gallotti, no Hospital São José, em Tijucas, ainda rende. O assunto motivou manifestação efusiva da deputada estadual Ana Paula da Silva (sem partido) no parlamento catarinense, dias atrás. Para a ex-prefeita de Bombinhas, “o fechamento de uma unidade voltada para a população, é um absurdo e um retrocesso”.

Paulinha protocolou, na Assembleia Legislativa, uma indicação ao secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, pleiteando a reabertura da maternidade. Ela alega que o serviço beneficiaria não somente os tijuquenses, mas também os moradores do Vale e da Costa Esmeralda. “Era uma referência na região, e funcionou por mais de 60 anos. Já tem toda a estrutura pronta para ser reativada”, lembrou.

Apoio financeiro

Postado em 30 de março de 2021
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A partir da indicação 060/2021, o vereador Edson Souza (MDB) pede ao prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD) que designe uma bonificação financeira aos servidores da Saúde que atuam na linha de frente do combate à Covid-19 em Tijucas.

E ele encontra respaldo na legislação, uma vez que, segundo o documento, “o governo estadual e algumas prefeituras catarinenses, até mesmo de outros municípios do Brasil, já concedem esse apoio, incentivo e reconhecimento pelos sacrifícios e pelos relevantes serviços prestados na luta da humanidade contra o coronavírus“.

Sob pressão

Postado em 10 de fevereiro de 2021
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O ingresso do farmacêutico Maxiliano de Oliveira (PP), de Nova Trento, na direção geral do Hospital Infantil Joana de Gusmão, antes comemorada na região, criou um grande desconforto no governo de Carlos Moisés da Silva (PSL). O corpo clínico do HIJG divulgou nota de repúdio, sexta-feira (5), criticando severamente a nomeação. Na “carta aberta à sociedade catarinense”, médicos e servidores da instituição manifestaram “indignação” com o governo e com a Secretaria de Estado da Saúde. Eles tratam a indicação do neotrentino para o cargo como sendo “de caráter estritamente político” e reivindicam o retorno do médico Roberto Tobaldini para a função.

Max, como é conhecido, concorreu à prefeitura de Nova Trento em 2020, mas perdeu a disputa para Tiago Dalsasso (MDB). Ex-vereador e ex-secretário de Saúde do município, ele estava, desde o início do ano, na chefia de gabinete do prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB), em São João Batista. Especula-se, nos bastidores da política estadual, que sua nomeação esteja relacionada à recente aproximação entre Moisés e o PP.

Primeira indicação

Postado em 18 de janeiro de 2021
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O vereador estreante Cláudio Eduardo de Souza (PDT) foi autor da primeira indicação da Câmara Municipal de Tijucas nesta legislatura. Ele solicita que o governo do município faça a distribuição gratuita de material escolar para os alunos da rede municipal.

Como justificativa, Souza usa exemplos de municípios próximos que realizam a distribuição gratuita, como Porto Belo e Itapema, e que alcançaram melhores resultados que Tijucas na última medição do Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica).

Lugar ao sol

Postado em 11 de agosto de 2020
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Partido da base aliada do governo, o PP segue disposto a indicar o candidato a vice na chapa do prefeito e pré-candidato à reeleição Eloi Mariano Rocha (PSD). Nos próximos dias, os progressistas se reúnem para tratar do assunto e decidir, de uma vez por todas, se continuam reivindicando espaço na formação majoritária, ou se apenas mantêm o apoio ao projeto governista nas eleições que se avizinham.

Se a definição for pela composição da chapa, dois nomes se apresentam como opções para Mariano Rocha: o do presidente da Câmara Municipal, vereador Vilson Natálio Silvino, e o do médico e empresário Rogério de Souza.

“Não nascemos colados”

Postado em 28 de julho de 2020
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O compromisso do prefeito Daniel Netto Cândido (PSL) com o MDB para o pleito majoritário de São João Batista não foi acordado com a líder do governo na Câmara, vereadora Rúbia Alice Tamanini Duarte (PSL). Em entrevista ao Linha de Frente, na VipSocial TV, quinta-feira (23), ela deu a entender que poderia seguir um caminho paralelo ao do chefe do Executivo municipal nestas eleições. “Não nascemos colados”, revelou, com exclusividade.

A parlamentar falou, ainda, da concorrência na coalizão governista para a indicação do candidato a vice-prefeito, da mudança de partido e das possibilidades da eleição. “Me sinto muito preparada”, disse, para justificar o rótulo — já publicamente abdicado — de pré-candidata a vice-prefeita. Assista à íntegra do programa:

Programa de entrevistas no formato talk show com personalidades da política que tenham relação direta ou indireta com o Vale do Rio Tijucas e a Costa Esmeralda, o Linha de Frente vai ao ar semanalmente, todas as quintas-feiras, às 19h30, na VipSocial TV e com transmissões simultâneas nas redes FacebookYouTube e Instagram.

Gota d’água

Postado em 4 de fevereiro de 2020
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O motivo basal da saída do vice-prefeito Pedro Alfredo “Pedroca” Ramos do MDB tem nome, sobrenome e cargo público: Leôncio Paulo Cypriani, advogado, vereador eleito com a maior votação da história de São João Batista, e, agora, publicamente, pré-candidato a prefeito pelo Manda Brasa nestas eleições.

No sábado (1), Cypriani reuniu amigos, correligionários e apoiadores no sítio que mantém no interior da Capital Catarinense do Calçado e, extraoficialmente, lançou a pré-candidatura ao cargo máximo do município. A postura do parlamentar foi a gota d’água na relação do adjunto tijuquense com a cúpula emedebista do município, que já vinha desgastada. Pedroca, inclusive, ao deixar o partido, falou em “evitar desavenças”.

APOIO DO PREFEITO

Em entrevista exclusiva concedida ao colunista no quadro “Política” do Jornal Vip, no Portal VipSocial, em janeiro, o prefeito Daniel Netto Cândido (PSD) confirmou o compromisso com o MDB para as eleições deste ano.

Cândido deixou claro, sobretudo, que o apoio acordado se limita à indicação do partido, e não necessariamente ao nome do vice-prefeito. O mandatário batistense pontuou, ainda, que o candidato governista “precisa continuar o trabalho que vem sendo realizado, e que tenha a mesma dedicação para ‘melhorar a vida das pessoas’ mostrada no atual governo”.

Pela tangente

Postado em 17 de janeiro de 2020
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Perguntado sobre o compromisso de apoiar o vice-prefeito Pedro Alfredo “Pedroca” Ramos (MDB) na próxima concorrência majoritária em São João Batista, o prefeito Daniel Netto Cândido PSD) respondeu, hoje, durante entrevista exclusiva para o colunista no Jornal Vip, no Portal VipSocial, que “tem compromisso com o MDB, e quem o MDB indicar”. O chefe do Executivo batistense pontuou, ainda, que o candidato governista na corrida pela prefeitura “precisa continuar o trabalho que vem sendo realizado, e que tenha a mesma dedicação para ‘melhorar a vida das pessoas’ mostrada no atual governo”.

A resposta confirmou o tratado, mas revelou que as rusgas entre Cândido e o adjunto não foram totalmente sanadas. As polêmicas mensagens vazadas do WhatsApp, em que Pedroca atacava membros do partido, do governo e, sobretudo, o próprio prefeito, ainda pesam na relação; embora o mandatário batistense garanta que o contato com o vice-prefeito continua como sempre foi, de maneira “republicana”.

Ideia frutífera

Postado em 29 de agosto de 2019
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

As conclusões do vereador Abel Grimm (PP) sobre o colega Arlindo de Simas (PL), que preside o Legislativo canelinhense, entraram no WhatsApp e passaram, agora, ao anedotário da Cidade das Cerâmicas. “Votei quatro vezes numa coisa dessas para prefeito. Quatro vezes! Uma, duas, três, quatro! Também me culpo. Onde eu estava com a cabeça? Ainda bem que isso nunca ganhou!”, diz o progressista por mensagem de áudio nos grupos de conversação dos smartphones.

A mais recente proposição de Simas, terça-feira (27), na tribuna da Câmara, teria motivado a manifestação revoltosa — e bem humorada — do confrade. O presidente do parlamento canelinhense sugeriu que o município investisse no cultivo do cambucá, um fruto da família das Myrtaceaes — a exemplo da jabuticaba e da pitanga —, para “incentivar a economia e o turismo” locais. Desde então, em Canelinha, não se fala e nem se ri de outra coisa.

Prenúncio do fim

Postado em 2 de julho de 2019
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

As fotos dos eventos sociais e institucionais não mostram, mas a parceria entre o prefeito Elói Mariano Rocha (PSD) e o vice-prefeito Adalto Gomes (PL), pelo menos no campo político, já não existe. O adjunto tijuquense, aliás, só não entregou o comando da Secretaria Municipal de Obras, Transportes e Serviços Públicos ainda porque aguarda a assinatura da ordem de serviço para o asfaltamento da Avenida Beira-Rio – e, obviamente, os créditos da obra. Mas o fim está cada vez mais próximo.

Na sexta-feira (28), Gomes se reuniu com apoiadores e definiu um prazo: 120 dias para entregar o cargo e abandonar o governo. Correligionários do vice-prefeito insistem na indicação de um substituto, mesmo com a inevitável ruptura.

EXECUTIVO E LEGISLATIVO

O conflito chegou, sobretudo, à Câmara Municipal. Vereadores governistas já não defendem o secretário e vice-prefeito quando o tema “obras” vem à pauta; e se juntam aos oposicionistas para culpar o ex-petista por qualquer ingerência na infraestrutura do município. Gomes vem sendo fritado, e tanto no Executivo quanto no Legislativo virou persona non grata.

SUBSTITUTO

No ninho cola-branca, conselheiros de Mariano Rocha já tramam a troca de comando na pasta de Obras. As investidas começaram na primeira quinzena de junho, durante os encontros de celebração dos 159 anos de Tijucas. O eloquente vereador Rudnei de Amorim (DEM) – coincidentemente ou não, um dos críticos mais incisivos do vice-prefeito na Câmara – é quem teria a preferência de figuras clássicas do Conselho, como os empresários Geremias Teles SilvaUilson Sgrott, para assumir o posto.