quinta-feira, 22 de fevereiro de 2024 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Onde há fumaça…

Postado em 1 de fevereiro de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

O status da relação entre PL e PP passou ao próximo nível em São João Batista. As principais lideranças dos dois partidos se reuniram ontem no Centro Administrativo do Estado para assumir o “namoro”.

Sentados à mesa, estavam o presidente do PL batistense Felipe Lemos, o ex-prefeito Aderbal Manoel dos Santos, maior expoente do PP na Capital Catarinense do Calçado, e o braço direito do governador Jorginho Mello (PL) e presidente do PL de Florianópolis, Heleno Orlandino.

O interesse na construção de um projeto conjunto, segundo apuração do Blog, tem sido mútuo e conta com o aval da cúpula liberalista estadual. Lemos acredita que uma composição com o PP, legenda tradicional e de grande apelo eleitoral no município, engrandeceria o projeto, tanto na aliança majoritária quanto na proporcional.

Prefeito de 2005 a 2012, Santos, por sua vez, entende que o jovem empreendedor, estreante na política, além de apresentar a novidade ao pleito, ajudaria na oxigenação do PP, que já não administra São João Batista há 11 anos, quando, justamente, ele deixou a prefeitura.

ABERTO AO DEBATE

Consultado pelo Blog, Felipe Lemos confirmou a aproximação com o PP e revelou que “as conversas evoluíram bastante nos últimos dias”. Entretanto, pondera que se mantém aberto ao diálogo com todas as correntes possíveis e que, em princípio, deve seguir avaliando o cenário.

“Nós do PL vemos com bons olhos uma aliança com o PP. É uma das grandes forças de São João Batista e tem o ex-prefeito Aderbal, que é meu amigo pessoal, como grande liderança. Mas, tenho dito que nossa construção nos deu credibilidade para conversar com todos os grupos. Nós não abrimos mão das nossas convicções e ideais. Vamos seguir debatendo e pensando em uma São João Batista melhor”, justifica.

Na bronca

Postado em 5 de outubro de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

A recente liberação da ponte do Exército, montada sobre o Rio Perequê, na divisa entre Porto Belo e Itapema, não agradou ao prefeito portobelense, Joel Orlando Lucinda (MDB). Para o mandatário, faltou diálogo entre as duas prefeituras sobre o sentido do trânsito na localidade.

Isso porque a administração da cidade vizinha organizou um ato de inauguração, já com a definição de que a estrutura atenderia os veículos que seguem sentido Itapema/Porto Belo. Já os motoristas que saem de Porto Belo para Itapema, terão que utilizar a ponte balsa, que oferece menos segurança aos usuários.

Lucinda garante que tentou contato “inúmeras vezes” com os órgãos de segurança itapemenses, mas sem sucesso. Argumenta, ainda, que a organização do trânsito desconsidera a estrutura antiga que, embora esteja com passagem limitada, ainda ajudaria a desafogar o tráfego.

“A forma como Itapema configurou o trânsito atrapalha Porto Belo, que possui na região ruas mais estreitas, o que, provavelmente, vai aumentar os congestionamentos do nosso lado”, frisou o prefeito. Lucinda confirmou, também, que seguirá tentando rever a situação.

Partido de todos

Postado em 24 de julho de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

Embora o PL do governador Jorginho Mello pareça, neste momento, inclinado a construir uma via alternativa em Nova Trento para as eleições de 2024, a administração municipal tem mantido o diálogo com a cúpula estadual do partido e, sobretudo, com o chefe do Executivo catarinense.

Sexta-feira (21), a propósito, o prefeito Tiago Dalsasso (MDB) esteve no encontro da Granfpolis sobre o programa Santa Catarina Levada a Sério + Perto de Você, do governo estadual, e fez questão da companhia do vice-prefeito Moacir Dalla Brida, que, mesmo diante das especulações, continua filiado ao PL.

CONTRAPONTO

Em entrevista ao LINHA DE FRENTE, na VipSocial TV, quinta-feira (20), o ex-vereador e ex-secretário de Saúde de Nova Trento, Maxiliano de Oliveira (PP), vencido por Dalsasso em 2020, revelou que tem conversas adiantadas com a cúpula estadual do PL e que poderia concorrer à prefeitura nas próximas eleições pelo partido do governador.

Max pontuou, ainda, que foi levado à mesa das negociações a partir da certeza de que o PL, hoje, em Nova Trento, passou à trincheira oposicionista.

TOMA LÁ, DÁ CÁ
Nem somente as boas novas sobre o investimento milionário do Estado em Nova Trento, que o prefeito recebeu no encontro com o governador, foram comemoradas.

Ainda que não tenha tocado no assunto, Dalsasso foi orientado pelo mandatário catarinense a seguir com a aliança MDB-PL na gestão neotrentina, independentemente do que se diz e se ouve, porque, segundo Jorginho, a avaliação no seio partidário tem sido positiva. Pois então?!

Promoção cultural

Postado em 20 de julho de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

O colegiado de Cultura da Amfri se reuniu com o representante do Ministério da Cultura, Alexandre Martins, para tratar, principalmente, da inclusão das leis Paulo Gustavo e Adir Blanc 2 nos programas regionais, além das conferências municipais, estaduais e nacional do setor, e da consolidação do escritório do MinC em Santa Catarina.

Com a presença de Martins, que destacou a importância de uma participação mais ativa e inclusiva nas instâncias de discussão, o encontro serviu, ainda, para criar um ambiente de diálogo e fortalecer a promoção cultural na região, com políticas públicas voltadas aos municípios da Foz do Rio Itajaí.

Telefone mudo

Postado em 20 de junho de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: TV Legislativo

Bastaram o boato de um suposto telefonema para a Câmara e poucos segundos de fala livre, durante a sessão legislativa de ontem, para que o vereador Cláudio de Oliveira (PP) incendiasse os bastidores do paço tijuquense, estremecendo, inclusive, a relação com o Poder Executivo.

Oliveira revelou que soube, através de terceiros, que o prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD) teria afirmado, na conjeturada ligação para a Casa do Povo, que “mandava” no Legislativo municipal. Os rumores não agradaram o parlamentar e a resposta direta veio no plenário.

“Aqui quem manda são os vereadores. Não o prefeito. O prefeito manda no Executivo”, bradou. O vereador ponderou que Mariano Rocha poderia estar de “cabeça quente” durante o ato e frisou, ainda, que dedica muito “respeito e carinho” pelo mandatário.

BRONCA OU DIÁLOGO?

A transmissão oficial da TV do Legislativo mostrou, ainda, o vereador Rudnei de Amorim (PSD), sentado ao lado de Oliveira, surpreso com a fala. Em determinado momento, o ex-presidente da Câmara perguntou aos colegas: “o que ele falou?”.

Ao término da declaração, Amorim se aproximou de Oliveira e iniciou um diálogo, mas longe dos microfones. O conteúdo da conversa, claro, não foi captado na transmissão, mas, certamente, é motivo suficiente para aguçar a curiosidade de quem acompanha de perto a política tijuquense.

Novela mexicana

Postado em 26 de março de 2019
  •  
  •  
  • 10
  •  
  •  

O futuro partidário do vice-prefeito Adalto Gomes, de Tijucas, vem ganhando contornos de novela mexicana. Já se vão meses de ensaios e expectativas de anúncio da nova sigla. Mas, até agora, nada. Sabe-se apenas que no PT ele não permanece. No páreo, conforme a assessoria pessoal do adjunto tijuquense, estão Patriota, PV e PSB.

As intenções de Gomes, aliás, não esmoreceram com a propalada disposição do prefeito Elói Mariano Rocha (PSD) à reeleição. O policial rodoviário federal aposentado continua crente que o chefe do Executivo municipal vai retroceder, e cumprir o “compromisso” – de abrir mão da candidatura para apoiá-lo na concorrência majoritária de 2020. “O diálogo entre eles se mantém, e em nível muito bom”, garante a assessoria do vice-prefeito.

Direito nas eleições

Postado em 13 de junho de 2018
  •  
  •  
  • 20
  •  
  •  

O cenário político do Brasil é o tema central do 61º Sábado Jurídico da Univali, no campus de Tijucas, dia 30, das 9h ao meio-dia. Para dialogar com os acadêmicos e comunidade em geral sobre a função do Estado e o (re)pensar da democracia no país, com olhares voltados à eleição presidencial, a universidade escolheu os advogados Fernando Francisco Afonso Fernandez – que compõe o quadro de mestres do curso de Direito – e Valdemiro Adauto de Souza, ambos militantes na área.

As inscrições são gratuitas, e podem ser realizadas tanto no site da Univali quanto com a assessoria do advogado Fernando Fernandez, no telefone (47) 98484-9336.

Dito e feito

Postado em 6 de julho de 2017
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Com o argumento de que “há a necessidade de respeito e diálogo entre a administração estadual e a sociedade diretamente envolvida”, os deputados estaduais Serafim Venzon (PSDB), Altair Silva (PP) e Mário Marcondes (PSDB) protocolizaram ontem, na Alesc (Assembleia Legislativa de Santa Catarina), requerimento de moção ao governador Raimundo Colombo (PSD) para que a ordem de serviço para a construção de uma penitenciária industrial em Tijucas seja revogada, e que a obra seja destinada a outro município.

O documento ganha tom de apelo, acompanhado pelo presidente do Legislativo catarinense, deputado Sílvio Dreveck (PP), e torna realidade as súplicas do vice-prefeito Adalto Gomes (PT) durante a audiência pública de quinta-feira (29), na Capital do Vale, que desafiou o parlamento estadual a contrariar os planos do governo.